Skip to Content

<

O Mundo Dividido [Alcaçovas]

A cache by almeidara Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 3/24/2007
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 

Desde sempre o Homem dividiu o mundo, desde os Gregos e Troianos até à guerra fria. No séc. XV Portugal tentava dominar o Atlântico e nessa altura as Canárias tinham uma posição estratégica para as navegações ao longo da Costa Ocidental de África, nomeadamente para o comércio de ouro, marfim e escravos. Por isso sempre foram disputadas entre Portugal e Espanha.

Todos já ouvimos falar do tratado de Tordesilhas, mas este foi o último de uma série de tratados em que o mundo incógnito era dividido entre os dois países ibéricos com a bênção do Papa, e por conseguinte, dos restantes países europeus (que por estas alturas andavam todos em guerra entre si).

TRATADO DE ALCÁÇOVAS

Em 1479, é assinado um primeiro tratado onde Portugal abdica da posse das Canárias, e todas as terras a norte (excepção de Açores, Madeira, Ceuta e Arzila) mas onde garantia a soberania sobre os mares e terras a sul das Canárias até aos confins da África.

Portugal tinha o direito de matar todos aqueles que não respeitassem este Tratado. Dezenas de barcos espanhóis que o tentaram fazer foram apreendidos, incendiados e as suas tripulações mortas.

Note-se que neste tratado apenas estão em jogo as terras nas costa Africana.

TRATADO DE TOLEDO

Um ano depois, em 1480, D.João II consegue fazer aprovar um novo tratado idêntico ao anterior, mas com uma enorme alteração. Portugal ficava também com a soberania de todas as terras por descobrir, agora a sul da Guiné, quer no Atlântico como no Indico. Esta "pequena" diferença alargava as posses de Portugal ao então desconhecido (será?) continente americano e terras a descobrir até à Índia.

As condições destes Tratados dificilmente poderiam ser aceites por muito tempo, dado que  impedia os espanhóis de terem acesso às fabulosas riquezas africanas (ouro, escravos, marfim, etc).

O problema agravou-se quando os espanhóis perceberam que o Tratado os impedia também de chegarem à Índia contornando a África, um projecto em que os portugueses estavam envolvidos. A Espanha sente que está a ser ultrapassada e excluída em todas as frentes.

 

TRATADO DE TORDESILHAS

As primeiras navegações de Colombo são sempre dentro do limite imposto pelo tratado Alcáçovas-Toledo. E é por causa desses tratados que ele propõe aos reis Católicos a chegada à Índia pelo ocidente, já que a costa de África estava vedada. Visto parte das "índias" descobertas por Colombo estarem abaixo da linha Portuguesa, os Espanhóis pretendem um novo tratado. 

Em 1494, D João II apresenta o tratado de Tordesilhas. Este tratado estabelecia uma nova definição das áreas de influência dos dois países ibéricos no Oceano Atlântico e no Mundo. O Tratado definia um limite para a expansão dos espanhóis para Ocidente. No outro lado do mundo estes eram excluídos do Japão,  China e da Índia, para além de outras terras importantes.  

Durante as negociações Portugal consegue aumentar os seus domínios, em vez de 100 a partir dos Açores, foram aprovadas 370 léguas a oeste de Cabo Verde, mais 120 léguas do que as originalmente estabelecidas.


E tudo isto começou numa pacata vila Alentejana - Alcáçovas. O tratado foi assinado num palácio, que poderão ver está agora ao abandono

De arquitectura civil residencial, gótica, manuelina, renascentista. Edifício típico da arquitectura regional senhorial de época manuelina, com forte marca de influência mudéjar, em ambiente urbano. A fachada principal, é composta por dois registos articulados na vertical, no primeiro pórtico do terreiro e pequena fresta quadrada das caves e no segundo alinhamento de três janelas de molduras manuelinas, uma de sacada. Particularmente notáveis são as fachadas oeste e norte das construções articuladas, fazendo o enquadramento do terreiro interior.

Acontecimentos históricos tiveram lugar neste palácio. Nele casam as Infantas D. Isabel e D. Beatriz, filhas de D. João de Castela e de D. Fernando de Portugal, com D. João II de Castela e D. Fernando Duque de Viseu. Serão as mães de D. Isabel, dos reis Católicos, e D. Manuel, o rei em cujo reinado é descoberto o caminho marítimo para a Índia.

Nele D. João II redige o seu testamento.

 


A CACHE

Para chegar as coordenadas finais tem apenas de achar 3 números que se encontram todos em frente uns dos outros. 
Qual o número do Palácio dos Henriques, A.
Quais os dois números da capela das conchas, a entrada é de fronte da do palácio, B (o menor) e C (o maior). (A+B+C = 63)

Latitude final =  N 38º 23.(C-B+3) (B+A)
Longitude final = W 008º (A-1).(AxC-200)

 

 

Additional Hints (Decrypt)

ergver QHNF crqenf ab ohenpb qn cnerqr

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

229 Logged Visits

Found it 185     Didn't find it 21     Write note 13     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Needs Maintenance 4     Owner Maintenance 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 93 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.