Skip to Content

<

Terra

A cache by Reino Maravilhoso Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 06/14/2007
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Muitas culturas no mundo inteiro incluem os Elementos nas suas tradições filosóficas, religiosas ou mitológicas. Temos referências aos Elementos nas “estupas” tibetanas, na filosofia e na medicina Ayurveda, na acupunctura, na filosofia chinesa, na antiga filosofia grega, na teoria renascentista dos quatro “humores” e dos temperamentos humanos, na tradição zen-budista e na cosmogonia suméria, por exemplo. Em todas elas, os Elementos são considerados, não como símbolos ou conceitos abstractos, mas como as energias fundamentais do Cosmos: as forças vitais que compõem toda a criação.

Cada Elemento representa um tipo básico de energia e consciência operando em cada um de nós. E porque toda a vida é uma manifestação dos Elementos, podemos fazê-los corresponder a diversos aspectos da realidade. Eles correspondem, por exemplo, às necessidades básicas de qualquer organismo avançado: alimento (terra), ar, água e calor (fogo). Na Grécia Antiga, os Elementos correspondiam às faculdades do Homem: física (terra), intelectual (ar), estética ou emocional (água) e moral ou espiritual (fogo).



O Elemento Terra corresponde à função Sensação e é o Elemento mais estável e seguro - energeticamente, aquele com a vibração mais lenta e por isso mais densa. A Terra é o mundo do corpo, dos sentidos físicos e dos próprios objectos com os quais nos relacionamos.

É a Terra que dá forma e confere realidade, solidez, estrutura, a tudo o que existe. Por isso a Terra está associada às formas - porque é com as formas q ue contactamos antes de perceber a essência que as anima. Porque a Terra se polariza nos sentidos, tende a apegar-se à sua necessidade de segurança sobre o real e desconfia de tudo o que não pode ver, tocar, cheirar. Tudo o que apela aos sentidos e ao prazer físico que nasce da relação com a matéria é um apelo à Terra que existe em cada um de nós.


A falta de afinação com o elemento Terra fala-nos da dificuldade em lidar com as questões práticas da sobrevivência, em suprir as necessidades de abrigo e sustento, em alimentar convenientemente o corpo físico, em cumprir com as obrigações do quotidiano, enfim - é não ter “os pés bem assentes” ou “plantados no chão” como diz, sabiamente, o nosso povo.
O Miradouro de São Leonardo, na freguesia de Galafura, a meio caminho entre a Régua e Vila Realoferece um dos mais extraordinários panoramas sobre o Rio Douro e os socalcos. Em baixo, o Douro corre azul e sereno, beijando as margens, as quintas e as casas solarengas. Foi local amado por Miguel Torga. Dizia ele que São Leonardo era como um barco de quilha para o ar, que a natureza voltara a meio do vale. Deste lugar contam-se lendas e histórias, que aumentam o encanto destas paragens, um dos lugares mais belos do concelho reguense e paragem obrigatória para quem visita o Alto Douro Vinhateiro, Região vinícola demarcada mais antiga do mundo.

O Monte de São Leonardo está localizado a Este do povoado de Galafura e a 566 metros de altitude.
Daqui vale a pena contemplar a beleza da região, avistando-se os concelhos de Armamar, Sabrosa, Tabuaço, Fontelo e Valença do Douro, entre tantos outros lugares que emolduram a paisagem. Aqui existiu um castro romano, do qual foi Governador Galafre, etimologia do actual nome da freguesia de Galafura.

O espaço possui uma capela, onde anualmente no penúltimo fim-de-semana do mês de Agosto decorre a festividade local que acolhe um largo número de visitantes, um vértice geodésico e também um agradável parque de merendas, perfeito para momentos de lazer e comunhão com a natureza, que aqui é privilegiada.

Sublinhando a beleza do panorama envolvente, encontra-se um painel de azulejos que parafraseia Miguel Torga: “O Doiro sublimado. O prodígio de uma paisagem que deixa de o ser à forma de se desmedir. Não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso de natureza”…

A CACHE NÃO SE ENCONTRA NAS COORDENADAS PUBLICADAS!

Esta cache pertence a um conjunto de caches alusivas aos cinco elementos: Fogo, Água, Ar, Terra e Espírito [Cache Bónus].

Recomendamos que primeiramente recolham os valores de todas as multi-caches, que obtenham as suas coordenadas finais e só depois partam à descoberta dos respectivos containers.

Para conseguirem desvendar as coordenadas finais desta cache vão ter que se dirigir até ao ponto inicial (coordenadas publicadas) e responder à seguinte questão:

Qual a segunda palavra presente na oitava linha?

• Silêncio - 195
• Serenidade - 232
• Harmonia - 214


Retire o valor X que corresponde à opção correcta e substitua na fórmula:

N 41º 10.(280-X)
W 007º 40.(396+X)


Sejam muito cuidadosos e manuseiem o container com cuidado. Deixem tudo como encontraram ou ainda em melhores condições. Podem e devem publicar fotos, mas não o façam de forma a desmascarar o container e/ou o seu esconderijo. Nos vossos registos sejam discretos e não revelem demasiados pormenores sobre a cache, para que se mantenha a surpresa para os próximos visitantes. A cache contém material de escrita e permite a troca de trackables e brindes.

Queremos deixar um agradecimento aos 2cotas & Company por nos terem passado o testemunho deste conjunto de caches, que foram originalmente publicadas em 2007 e surgem novamente em 2014 de cara lavada, com a adição de uma cache bónus. Este projecto foi levado a cabo por um grupo de amigos que tem algo em comum: São Leonardo de Galafura como um dos seus locais predilectos.

Additional Hints (Decrypt)

Anf crqenf!

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.