Skip to content

Into the Unknown [Torredeita, Viseu] Multi-Cache

Hidden : 07/28/2007
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
3.5 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 

[PT]

A minha 5ª cache (2ª multicache)!

 

Escolhi, para a localização desta cache, a localidade de Torredeita e a sua envolvente. O facto desta ser a terra onde residem os meus avós paternos (agora só a minha avó...) foi um dos factos determinantes para a sua colocação, mas concerteza que não foi o único.

 

Torredeita é a sede de uma das 34 freguesias do concelho de Viseu, distando cerca de 12 km da sede de concelho. A freguesia contava, em 2001, com uma população a rondar os 1500 habitantes.

 

Actualmente, a vila (titulo que orgulhosamente gosta de ostentar) tem vindo a sofrer um grande desenvolvimento, em grande parte impulsionado pela Fundação Joaquim dos Santos e pela sua concorridissima Escola Profissional, integrando um centro Ciência Viva que, entre outras facilidade, conta com um planetário (!). Também têm vindo a abrir ao negócio diversos bares, cafés e restaurantes de construção moderna, para além de outras facilidades de cariz social.

 

A localidade tem diversos pontos de interesse histórico, cultural e (especialmente) natural, dos quais se destacam o Solar do Morgado da Torre, edificado no séc. XVII e restaurado recentemente; o Lagar de Azeite da Cepeda, que funciona através da força da água e é um simbolo do passado de tradição da agricultura comunitária; a Igreja Matriz; o rancho folclórico e a renda de Bilros.

 

A cache:

 

Esta cache irá dar-vos a conhecer principalmente, a riqueza natural que envolve Torredeita.

 

O nome de Torredeita provém da contracção das palavras "Torre de Eita". As margens do rio Eita são, precisamente, o local que irá dar inicio a esta vossa pequena aventura.

Estacionem o carro junto à pequena ponte que atravessa o rio e partam em busca da 1ª cache. Perto da ponte existe um trilho que dá acesso às margens do rio, tenham cuidado para não escorregarem!

Se estiver a chover muito não vos aconselho a tentarem procurar esta cache, pois a corrente pode engrossar bastante. Se verificarem essa situação, mas mesmo assim quiserem continuar podem enviar-me um mail a explicar o sucedido e eu enviar-vos-ei  as coordenadas da cache seguinte.

 

A segunda cache está num local bastante acessivel, pelo que penso que não terão problemas em a encontrarem.

 

Tudo se complica em relação às duas ultimas caches. Podem deixar o carro estacionado junto ao local da 2ª cache e prepararem-se para uma caminhada de cerca de 500 metros. Para as encontrarem terão de se embrenhar nos luxuriantes bosques de carvalho e pinheiro. A entrada aconselhada para a terceira cache está assinalada nos waypoints desta página. Sigam o trilho que parte daqui em direcção às coordenadas da terceira cache. As terras por onde irão passar são propriedade da minha avó, pelo que estão devidamente autorizados a entrar nelas. Costumamos chamar aquelas terras a "Anta". Desconheço a origem da designação, pelo que será provável que ainda contenha vestigios de algum destes monumentos megalíticos. As terras foram, até à relativamente pouco tempo, utilizadas para a actividade agrícola, estando actualmente em estado de abandono, pelo que poderão ter algumas dificuldades em seguir o trilho...

 

Chegados ao local da 3ª cache aproveitem para descansar um pouco à sombra dos carvalhos e olhem em redor. A pequena casa de granito serviu para guardar alfaias agrícolas, animais de rebanho (cabras) e coelhos. Até à bem pouco tempo a linha de alta tensão que passa quase por cima das vossas cabeças não existia e a parte que hoje vêm sem árvores já esteve povoada por enormes pinheiros. A cerca de 50 metros daí, na direcção nordeste, por detrás de uma parede de pequenas árvores e arbustos, corre a corrente de água que viram junto à 2ª cache.

 

Já não falta muito para a terceira cache! Metam-se ao caminho por um trilho quase apagado que passa junto ao grande carvalho que existe da parte de cima da casa. Sigam por cerca de 100 metros. Se começarem a ouvir o barulho de água a correr quer dizer que estão quase lá! Chegaram a um género de pequeno lago? Óptimo! Estão no sitio certo!

 

Espero que se divirtam a encontrar esta cache e que apreciem, tanto como eu, o rico património natural que vos rodeia!

 

Boas Caç(h)adas!

 

 

 

[EN]

 

My 5th cache (the 2nd multicache)!

 

For the placing of this cache i've chosen the village of Torredeita and its surroundings. The fact that this is the place were my father's side grandparents live (now only my grandmother...) was a determinant factor, but, surely, it was not the only one.

 

Torredeita is one of the 34 parishes of the Viseu municipality, beeing 12 kilometers away of it. In 2001 the parish had a population of about 1500 people.

 

In the actuality, the village has been suffering a great development, mainly due the Joaquim dos Santos Foundation and its concurred Professional School, that integrates a Ciencia Viva (Living Science) center, wich, among other facilities, has a planetarium (!). There's also new bars, restaurants that are beeing open to the public, as well as other social care facilities.

 

The locality has many hystoric, cultural and (specially) natural interest spots. One of the most important are the Morgado da Torre palace, built in the 17th century and restaured recently; the Cepeda Oil Mill, wich uses the water energy to work and is a symbol of the ancient comunitary agriculture tradition; the main church; the folclore ranch and the Bilros crochet.

 

The cache:

 

This cache will take you to a walk by the natural richness wich entangles Torredeita.

 

The name Torredeita has origin in the contraction of the words "Torre de Eita" (Eita's Tower). The river's Eita margins are precisely the place in wich you'll gona start your little adventure.

Park the cachemobile near the small bridge that crosses the river and go up to find the 1st cache. Near the bridge there is a trail that give acess to the river's margins. Be very carefull not to slip!

If there is heavy rain i advise you not to proced further to find this 1st cache, because the river's stream can get heavy. If you are in that situation but you liked to proceed to the final cache, you can send me a mail explaining that and i will send you the 2nd cache coordinates back. view details

 

The 2nd cache is in a fairly acessible place, so i think you'll have no problems to find it.

 

Everything becomes more complicate to get the last two caches! You can leave the car parked near the 2nd cache place and prepare to a 500 meters footwalk. To find them you'll need to get into luxuriant pine and oak woods. The best entrance to the 3rd cache is marked in this page's waypoints. Follow the rail that starts here to the 3rd cache's coordinates. The lands were you're gonna pass are my grandmother's property, so you're cleared to enter it. We use to call those lands the "Anta" (dolmen). I do not know the origin of that designation, but is probable that there are remains of those megalitic monuments. The lands were, even to a little time, used to the agriculture, but now they are in abandoned state, so you may have some difficulty to follow the path...

 

In the 3rd cache's place rest sometime bellow the oak's shade and look around. The small house of granite where used to keep the agricultural utensiles, goats and rabits. Even to a little time from now, the high voltage line that almost passes above your heads didn't existed and the place that you now see without trees where full of magestic pine trees. At about 50 meters from there, in the northeast direction, behind a wall formed by small trees and bushes, runs the water current that you've seen near the 2nd cache.

 

view detailsYou're almost there! Enter by an almost erased trail that passes near the great oak that exists at the top part of the house. Folow it by, almost, 100 meters. If you start earing the water noise it means that you're almost there. Do you arrived at a small pond? Great! You're at the right place!

 

I hope you have fun to search this cache and enjoy, as much as I, the natural richness that surrounds you!

 

Good huntings!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Additional Hints (Decrypt)

[PT] 1ª pnpur: ab zrvb qr hz gebapb qr pubhcb dhr fr qvivqr rz zhvgbf 2ª pnpur: rfpbaqvqn an cnerqr n prepn qr 2,10 z, gncnqn cbe hzn crdhran crqen. 3ª pnpur: ahz ohenpb qn cnerqr, gncnqn cbe nytb pbe qr ynenawn. 4ª pnpur: ab gebapb qr hzn áeiber whagb à znetrz, gncnqn cbe nythaf cnhf. [EN] 1fg pnpur: Va gur zvqqyr bs n gerr ybt gung qvivqrf vagb znal. 2aq pnpur: va gur jnyy, ng nobhg 2,10 zrgref urvtug, pbirerq ol n fznyy ebpx. 3eq pnpur: va n jnyy'f ubyr, pbirerq ol fbzrguvat benatr. svany pnpur: va gur zvqqyr bs n gerr ybt, ol gur cbaq'f znetva.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)