Skip to Content

<

ENTRE VALES (ARRÁBIDA)

A cache by Os Galaxy Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 03/27/2008
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 

 

Tudo aquilo que sempre quis saber sobre o parque 

Nas origens da criação do Parque

 

Parque Natural da Arrábida: Surge a 28 de Julho de 1976 pelo D.L. nº 622/76. Estende-se por parte significativa da área designada cadeia da Arrábida, que compreende o conjunto de montes que acompanha o rebordo costeiro meridional da península de Setúbal; deste destaca-se a serra da Arrábida, a sua mais importante elevação e que constitui o núcleo orográfico da cadeia.

 

Porque foi criado o Parque Natural da Arrábida?

 

O principal objectivo da criação do Parque Natural da Arrábida foi a imperativa necessidade de conservar a sua Flora e Vegetação, que constitui um património natural de importância internacional.

Quem estudou a Arrábida antes da criação do Parque?

Os primeiros elementos colhidos na literatura datam dos séculos XVI e XVII, da iniciativa de naturalistas, entre os quais de destacaram os franceses Charles de l' Écluse (Clusius) na passagem por Portugal e Joseph Pitton de Tournefort que descreveu plantas desta região (1689).

Nos séculos XVIII e XIX, deu-se um notável incremento nas pesquizas florísticas (herborizações) e nos estudos sistemáticos (eleboração de Floras) por botânicos alemães, o barão de Hoffmannseg e o seu companheiro J. Link (1797-1806), o botânico português Brotero (1811-1828), o naturalista austríaco Welwitsch (1840-1853) que fez extensas herborizações na Arrábida e, já no limiar do século XX, os naturalistas Daveau (1880-1913), Moller (1892- ) e o padre Luisier (1900-1901).

A partir dos anos 30 visitaram ou percorreram, descrevendo ou herborizando, sucedendo a destacados membros da Sociedade Broteriana, professores, assistentes, colectores dos Institutos Botânicos de Coimbra, de Lisboa e do Porto, do Instituto Superior de Agronomia e da Estação Agronómica Nacional. 

Em finais da década de 30, inícios da década de 40, destacam-se os trabalhos desenvolvidos pelo Engº Gomes Pedro.

Alguns trabalhos desenvolvidos após a criação do Parque Natural: 

Em 1980, o Prof. Catarino e colaboradores apresentaram um estudo sobre a dinâmica da vegetação na Arrábida. 

Em 1983, o Engº Gomes Pedro publica o artigo Novidades Florísticas da Península de Setúbal 

Em 1986, a Engª Fernanda Calvão apresentou o relatório final de curso sobre a Vegetação da Serra da Arrábida. 

Em 1990, a Asociacion Espanola de Fitosociologia, sob a orientação do Prof. Rivas-Martinez, com colaboradores portugueses (Profs. M. Lousã e Carlos Costa), visitam a Arrábida e criam novas unidades fitossociológicas.

Em 1991, o Engº Gomes Pedro publica um livro intitulado Vegetação e Flora da Arrábida.

Em 1993, os Engs. Jorge Capelo e Ana F. Almeida publicam Dados sobre a Paisagem Vegetal do Parque Natural da Serra da Arrábida.
 

Conservação

 

As áreas protegidas da Europa, dentro das quais se engloba o Parque Natural da Arrábida, são de importância vital para todos nós. Elas abarcam as mais inspiradoras paisagens, onde se encontram belas áreas de vida selvagem. 

Na sequência da criação do PNA foi sendo criada mais legislação complementar de modo a permitir a existência de uma base legal para a protecção das Reservas Integrais e Parciais, para o enquadramento das actividades que se realizam nesta área protegida, em particular para a regulamentação das actividades de construção e posteriormente da actividade cinegética. 

Reservas Naturais Integrais - são áreas destinadas à observação científica e ao estudo. Pelo elevado valor científico dos biótopos dessas áreas é interdito o acesso livre do público, veículos ou animais domésticos, para que não seja alterada a evolução natural dos ecossistemas. 

Reservas Naturais Parciais - são zonas de protecção especial sobre determinados elementos naturais, ficando sujeitas às disposições internacionais sobre a protecção da natureza e cujo acesso será também limitado. Estas reservas poderão ser botânicas, zoológicas e geológicas.

Reservas Paisagísticas - são áreas de elevado valor paisagístico, cultural, histórico e estético, quanto aos locais e paisagens.

Fauna

Durante muitos anos, já após a formação do Reino de Portugal, a área em que hoje se encontra o Parque Natural da Arrábida foi uma importante coutada de caça, onde existiu um afauna diversificada que incluía, entre outras espécies , lobos, javalis e veados, estes últimos extintos nesta zona, já no nosso século (1901).

 

Hoje, embora menos rica, a fauna da Arrábida apresenta ainda grande diversidade que importa salvaguardar. Nos mamíiferos destacam-se o gato-bravo (Felis silvestris) , o geneto (Genetta genetta), o saca-rabos (Herpestes ichneumon) o texugo(Meles meles), o toirão(Mustela putoris), a doninha (Mustela nivalis), a raposa (Vulpes vulpes), a lebre (Lepus capensis), o coelho (Oryctulagus cuniculus) e ainda a existencia de colónias de morcegos.

 

Na avifauna, entre as rapinas diurnas existentes salientam-se a águia de Bonelli (Hieraetus fasciatus), a águia de asa redonda (Buteo buteo), o peneireiro (Falco tinunculus); das nocturnas salientam-se o bufo real (Bubo bubo) e a coruja das torres (Tyto alba). A perdiz (Alectoris rufa), o andorinhão real (Apus melba) e abelharucos (Merops apiaster) são, entre muitas outras, espécies que se podem observar nesta Área Protegida. Foram identificadas cerca de 300 espécies de lepidópteros (borboletas) e 450 de coleópteros (escaravelhos e afins), e há muitos outros insectos.

 

Alguns destes animais encontram-se protegidos por leis (convenções) internacionais, uma vez que são hoje pouco numerosos no mundo. Alguns estão em vias de extinção, outros são considerados como espécie em perigo, enfim há um conjunto de categorias para definir o perigo em que uma espécie se encontra.

Para todas elas, o nosso esforço de pretecção dos animais deve ser reforçado nestes casos, ou os nossos filhos e netos já nunca vão conhecer estes animais, excepto nas fotografias dos livros.

Additional Hints (Decrypt)

NGRAÇÃB NB AHZREB DHNGEB

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

377 Logged Visits

Found it 368     Didn't find it 2     Write note 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 2     Owner Maintenance 3     

View Logbook | View the Image Gallery of 41 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.