Skip to Content

This cache has been archived.

SUp3rFM: Esta cache foi arquivada porque falta de uma resposta atempada e/ou adequada. Relembro a secção das guidelines sobre a manutenção de geoscache http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx#maint :

[quote]
As the cache owner, you are also responsible for physically checking your cache periodically, and especially when someone reports a problem with the cache (missing, damaged, wet, etc.). You may temporarily disable your cache to let others know not to hunt for it until you have a chance to fix the problem. This feature is to allow you a reasonable time – [b]normally a few weeks[/b] – in which to arrange a visit to your cache. In the event that a cache is not being properly maintained, or [b]has been temporarily disabled for an extended period of time, we may archive the listing[/b].

It may be difficult to fulfill your maintenance obligations if you place a cache while traveling on vacation or otherwise outside of your normal caching area. These caches may not be published unless you are able to demonstrate an acceptable maintenance plan. It is not uncommon for caches to go missing, areas to be cleared, trails to be blocked or closed, objects used for multi-cache or puzzles to be moved or removed, etc. [b]Your maintenance plan must allow for a quick response to reported problems.[/b]
[/quote]

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me por [url=http://www.geocaching.com/email/?u=sup3rfm]e-mail[/url].

Lembro que o "desarquivamento" de uma cache, e a sua eventual consequente reactivação, passa pelo mesmo processo de análise como se fosse uma nova cache, com todas as implicações que as guidelines indicam.

Abraço e obrigado,

SUp3rFM
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer para Portugal.

More
<

Conhecer Figueiró dos Vinhos

A cache by CJMendes Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 04/13/2008
Difficulty:
4 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Existem verdadeiros tesouros escondidos em Figueiró dos Vinhos, aventure-se a descobri-los!

Cache 1 - Torre da Cadeia em Figueiró dos Vinhos

Do edifício da cadeia destaca-se a sua torre de pedraria, classificada como Imóvel de Interesse Público e que não passará despercebida num passeio de cabeça erguida pelo centro da vila.

Cache 2 - Casa do pintor José Malhoa ( O Casulo)

José Vital Branco Malhoa (Caldas da Rainha, 28 de Abril de 1855 – Figueiró dos Vinhos, 26 de Outubro de 1933), pintor, desenhista e professor português, conhecido como José Malhoa.

Com apenas 12 anos Malhoa entrou para a escola de Belas Artes, onde todos os anos ganhou o primeiro prémio, devido às suas enormes faculdades e qualidade artísticas.

Realizou inúmeras exposições, tanto em Portugal como no estrangeiro, designadamente em Madrid, Paris e Rio de Janeiro. Foi pioneiro do Naturalismo em Portugal, tendo integrado o Grupo do Leão.

José Malhoa destacou-se também por ser um dos pintores portugueses que mais se aproximou da corrente artística Impressionista.

Foi o primeiro presidente da Sociedade Nacional de Belas Artes e foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem de Santiago. Em 1933, ano da sua morte, foi criado o Museu de José Malhoa nas Caldas da Rainha.

Cache 3 - Jardim Municipal
Brevemente colocarei um pequeno texto com a história do jardim.

Final cache - Igreja de S. João Baptista

Da fundação quatrocentista, levada a cabo pelos religiosos do Convento de Santa Cruz de Coimbra, nada resta, e a igreja que hoje conhecemos é o resultado da intervenção manuelina, do século XVI, e da campanha decorativa barroca, que dotou a capela-mor de um conjunto de azulejos dedicados à vida de São João Baptista, orago do templo. Outras obras contemporâneas, executadas por artistas naturais de Figueiró, foram enriquecendo o património da matriz, evidenciando-se, neste contexto, os trabalhos dos escultores de apelido Simões de Almeida, tio e sobrinho.
A construção da igreja, no século XVI, coincide com o desenvolvimento económico de Figueiró, depois da renovação do Foral em 1541, também visível no conjunto de habitações dessa época, erguidas na zona mais antiga da vila. A fachada da matriz é franqueada por duas torres, destacando-se a do relógio, pela balaustrada e coruchéu.
O portal, característico da renascença tardia, é coroado por um frontão de volutas, interrompido pelo nicho onde figura uma imagem de São João Baptista, executada pelo escultor Simões de Almeida (tio) (1844-1926). A empena é interrompida por um óculo, desenvolvendo-se, na zona superior da frontaria, um remate rectangular, decorado com flores de lis. Na secção da torre, rasgam-se janelas de linguagem neogótica, consequência da intervenção revivalista de final do século XIX.
O interior do templo é constituído por uma dupla arcaria de colunas jónicas, que divide o espaço em três naves, de cinco tramos, a central elevada em relação às restantes. Destaca-se, à entrada, sob o coro alto, o túmulo do Senhor de Figueiró, Rui Vasques Ribeiro, e de sua mulher, D. Violante de Sousa, obra da segunda metade do século XIV (SEQUEIRA, 1955), assente sobre leões, com figuras de anjos a segurar os brasões e legenda de caracteres góticos.
A nave apresenta dois altares e uma capela do lado do Evangelho e um altar do lado da Epístola. No primeiro, em arco apontado, encontra-se a imagem de Cristo Crucificado, e noutro existe uma representação da Santíssima Trindade, obra do final do século XV.
O altar-mor, com retábulo de talha dourada de estilo nacional, exibe uma tela pintada, em 1904, por José Malhoa, com o baptismo de Cristo. Salienta-se, ainda, o Cristo Crucificado de Simões de Almeida (sobrinho), que se encontrava sobre o painel do Gólgota, atribuído a Malhoa.
Ainda na capela-mor, importa referir o conjunto de painéis de azulejo, azuis e brancos, cujo programa iconográfico é dedicado à vida de São João Baptista. Distribuídos em dois andares, com molduras de folhagens, os mais altos ilustram São João Baptista brincando com o Menino e o cordeiro e a Dança de Salomé. Na zona inferior, encontra-se o nascimento de São João, Visitação e Anunciação. Do lado oposto, em cima, Circuncisão e um escriba escrevendo numa fita IOANNIS EST NOMENSUUM. Na zona inferior Decapitação, Baptismo, e São João pregando (SIMÕES, 1979, p. 165).
O conjunto é datado de 1706, conforme se pode ler na cartela sobre a porta. Contudo, a sua autoria permanece por esclarecer. Gustavo de Matos Sequeira (SEQUEIRA, 1955) atribui o conjunto aos Oliveira Bernardes, mas Santos Simões refuta esta ideia, defendendo uma execução a diferentes mãos, que acaba por aproximar do trabalho do denominado Mestre P.M.P., relacionando, mesmo, estes painéis com outros existentes na igreja de Santa Cruz, em Santarém, atribuídos ao referido monogramista (SIMÕES, 1979, p. 166).
Rosário Carvalho

Additional Hints (Decrypt)

Pnpur 1 - Ngraãb dhr é zrfzb zhvgb crdhran.
Pnpur 2 - Hfrz n pnorçn!
Pnpur 3 - Purven-zr n green...
Svany Pnpur - Aãb ibh qne qvpnf cbedhr é qr qvzrafõrf abeznvf!

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.