Skip to Content

This cache has been archived.

plntrplntr: de facto não está lá!

More
<

Senhor das Ânsias [S. Vicente]

A cache by musa Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 06/21/2008
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Esta cache vai proporcionar uma visita ao Cruzeiro do Senhor das Ânsias e a Igreja de S. Vicente.

Cruzeiro do Senhor das Ânsias

Este é o destino das coordenadas iniciais. Este monumento está isolado no centro de um largo definido pela encruzilhada de diversas ruas da cidade. Encontra-se numa plataforma circular, num espaço relvado e ajardinado.

Cruzeiro do Senhor das Ânsias

Descrição
Embasamento constituído por dois degraus, baixos, de forma hexagonal, resultante de uma forma triangular com os vértices cortados. No centro, sobre um plinto de forma prismática, moldurado, levanta-se uma coluna com fuste cilíndrico liso e capitel cúbico que suporta uma cruz onde está pregado, com três cravos em ferro, um nos pés sobrepostos e dois nas mãos com os dedos indicador e médio apontados, um Cristo com coroa de espinhos. O cruzeiro possui um alpendre constituído por três colunas coríntias, que assentam em plintos prismáticos, e estes, por sua vez, sobre um soco. A cobertura, em telhado de três águas, assenta sobre arquitraves com arco trilobado. O tecto está estucado e pintado de amarelo claro. A coluna frontal da direita tem um gato em ferro a unir a base ao fuste e o plinto tem um rasgo e buracos, marcas da caixa das esmolas que terá estado ali. O fuste do cruzeiro possui restos de um ferro com cadeado de suportar a candeia.

Cronologia
Séc. 18 - Época provável da sua construção.

Igreja de S. Vicente


Esta igreja é um exemplar paradigmático de igreja barroca bracarense em que a fachada é animada por decoração profusa a lembrar a talha. Interiores luxuosos de talha dourada e azulejos historiados a narrar a vida e martírio do padroeiro. Neste monumento fizeram obra de vulto algumas das figuras emblemáticas da arte barroca do Norte de Portugal. Situa-se num pequeno largo murado que resulta da bifurcação da Rua Gabriel Pereira de Castro e Rua de São Vicente. Possui um adro lajeado em granito para onde se acede por escadas.

Igreja de S. Vicente

Interior da Igreja

Descrição
Planta longitudinal, composta por nave única, capela-mor e sacristia rectangulares e torre quadrangular adossados em eixo. Volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhados de duas e quatro águas. Alçados percorridos por embasamento avançado. Fachada principal com pilastras nos cunhais e cornija sobrepujada por remate com nicho em arco pleno decorado com volutas com a imagem de São Vicente, coroado por atlantes, pináculos, aletas e cruz cardinalícia sobre esfera ao centro. Portal de verga recta, com pilastras, suportando frontão interrompido encimado por cartela com o baptismo de São João, decorada com volutas, ramos e folhagem, suportada por dois anjos e encimada por querubins e fogaréu, enquadrada por duas pilastras, tendo de cada lado dois janelões rectangulares, ornamentados com enrolados, e duas cartelas rectangulares decoradas com volutas, querubins e florões. Alçados laterais semelhantes, rasgados por dois janelões e porta na nave e dois janelões na capela-mor. Sacristia com duas janelas rectangulares encimadas por janela com sacada, na fachada à direita. À esquerda, Ante-sacristia e Casa da Mesa adossadas, com janela rectangular encimada por duas janelas quadrangulares, a primeira, e duas janelas rectangulares encimadas por janelas de sacada e na fachada nascente janela rectangular encimada por janela de sacada, a segunda. Torre sineira com acesso interior, delimitada por cunhais de cantaria e dois níveis, tendo no superior quatro sineiras em arcos plenos decorados com frontão interrompido, encimadas por platibanda com balaústres de granito, e remate em pináculos sobre os cunhais e lanternim. Interior forrado de azulejos historiados azuis e brancos relatando a vida e martírio de São Vicente, coro-alto sobre arco abatido decorado com motivos de talha, com balaustrada de madeira, com órgão abatido, com grades de ferro. Sub-coro com azulejos de tapete azuis e brancos. Na nave, lateralmente, duas pias de água benta, duas portas, a da esquerda acesso ao coro-alto, dois púlpitos quadrados, com base de pedra sobre mísula e guardas de madeira, duas capelas de arco de volta inteira com retábulos de talha dourada e quatro janelões rectangulares com varanda de madeira e sanefas de talha. Arco triunfal, de arco pleno, todo revestido a talha, com sanefa de talha branca e dourada. Tecto de perfil curvo, de granito, de caixotões pintado com florões. Capela-mor com azulejos historiados azuis e brancos, duas janelas com sanefas de talha, retábulo de talha dourada com tela amovível, representando o padroeiro, ladeado pelas imagens de São Vicente e Santo António. Tecto de perfil curvo, de granito em caixotões, com florões nos cruzamentos e pintados.

Cronologia

Séc. 6 - Primeiras referências à Paroquia de São Vicente durante o tempo do bispado de São Martinho de Dume;
618 - lápide de enterramento aparecida no subsolo da igreja;
1565 - inscrição epigráfica na sacristia;
1689 / 1691 - início da construção da igreja; trabalhou na igreja durante vários anos o mestre pedreiro Bento Correia;
1701 - início da construção da Casa da Irmandade;
1713 - Frei Luís de São José desenhou o remate da fachada principal;
1717 - remate e cobertura da igreja;
1718 / 1730 - trabalhos de obra de pedraria feitos por Domingos Gonçalves Saganha;
1721 - feitura do retábulo da capela-mor;
1722, Julho - António Correia executa o supedâneo do retábulo-mor;
1723 - douramento do retábulo de Santo António, pelo pintor Manuel Furtado de Mendonça; Agosto - parecer sobre obra de pintura, dado por João Pinto de Távora;
1728 - douramento do retábulo-mor pelo dourador Francisco de Oliveira;
1734 - pintura de um quadro pelo pintor florentino Carlos António Leone;
1742 - construção da torre pelo mestre pedreiro João da Costa;
1742 / 1746 - João da Costa executa a casa da mesa e um paredão; o mestre pedreiro é fiador da obra;
1759 - feitura dos caixilhos e sanefas da capela-mor;
1769 - feitura das varandas do coro e das caixas do órgão, sendo o instrumento de Francisco António Solha;
1873 - colocação de azulejos no interior.




A Cache
É uma caixa de plástico transparente contendo um logbook/stashnote. Precisarão de ter algo para escrever.
Para terem acesso à mesma, devem contar o nº de buracos de encontra no chão (N), atrás do monumento do Senhor das Ânsias (N 41° 33.461 W 008° 25.061). Depois, nas coordenadas (N 41° 33.352 W 008° 25.283) tem que anotar o  ano mostrado na fachada principal da Igreja de S. Vicente (placa da nossa esquerda) (AB98).


[It is a little transparent plastic container containing a Logbook / stashnote. Need to have something to write.
To have access to it, must count the number of holes that you find on the ground (N), behind the monument of the "Senhor das Ânsias"  (N 41° 33.461 W 008° 25.061). Then, in the coordinates (N 41° 33.352 W 008° 25.283) you must note the year shown in the main front of the Church of St. Vincent (plate of our left) (AB98).]

Realizar os seguintes cálculos:

N 41º  33.( AB - N + 327) )
W 8º 25.244


Esperamos que se divirtam com este pequeno passeio pela freguesia de S. Vicente.

Additional Hints (Decrypt)

Jura lbh tb hc ba gur fgerrg, ybbx ng lbhe evtug naq ybbx sbe na byq zrgny jvaqbjf.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

138 Logged Visits

Found it 117     Didn't find it 11     Write note 1     Archive 1     Temporarily Disable Listing 3     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Owner Maintenance 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 27 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.