Skip to Content

This cache has been archived.

MightyREV: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas.
Relembro a secção das Guidelines sobre a manutenção http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=307#maint :

[quote]Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

A região onde um geocacher é considerado capaz de manter geocaches responsavelmente irá variar de pessoa para pessoa. Um geocacher que anteriormente fez registo de geocaches numa área alargada a partir da sua residência pode ser considerado habilitado a manter uma geocache a 200 milhas (322 Km) de distância. Contudo, alguém cujas actividades de geocaches têm sobretudo estado dentro da distância de 25 milhas (40km) de sua casa não deverá estar preparado para manter uma geocache tão distante de casa. O critério usado nesta situação fica a cargo do revisor da geocache ou pela Groundspeak.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. Alternativamente poderá treinar uma pessoa local para fazer manutenção à geocache. Documente o seu plano de manutenção numa Nota ao Revisor ou na sua página de geocache. Isto deverá incluir a informação contacto da pessoa que irá efectuar a manutenção. A nota irá ser apagada automaticamente aquando da publicação.[/quote]

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me através do mail indicado no meu perfil e refira o GC Code da cache.
Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se de uma nova cache se tratasse, com todas as implicações das Guidelines actuais.

Obrigado

[b] MightyREV [/b]
Geocaching.com Volunteer Geocache Reviewer
Revisor Voluntário em Geocaching.com

[url=http://support.groundspeak.com/index.php]Centro de Ajuda Groundspeak[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=340]Trabalhar com o Revisor[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77]Como ter uma cache publicada (mais) rapidamente[/url]
[url=http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx]As Guidelines são regras[/url]

More
<

Visconde de Salreu - O Mecenas

A cache by UMM_89 Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 06/19/2009
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:





 


Poucos sabem quem é Domingos Joaquim da Silva. Mas se falarmos no nome Visconde de Salreu muitos reconhecem o salreense como uma figura fundamental no desenvolvimento da freguesia, durante os séculos XIX e XX. Nascido a 27 de Novembro de 1854, filho de Joaquim da Silva (neto de André da Silva e Brígida de Jesus) e de Maria do Rosário (neto de Joaquim Marques Ferreira e Mariana da Silva), rumou para o Brasil, com apenas 16 anos. Não sabia ler nem escrever, apenas desenhava o seu nome, o que não o impediu de ser um grande empresário. Chegado a Terras de Vera Cruz começou por desempenhar actividades como empregado da industria e do comércio. A sua vontade de subir na vida levou-o, em 1880, a trabalhar por conta própria no ramo de materiais de construção. Em 1887 adquiriu uma serralharia no bairro de S. Cristóvão e registrou a sua primeira firma individual. Face à sua grande dedicação ao trabalho, conseguiu ampliar o seu pequeno negócio, passando em 1894 a sociedade limitada e em 1929 a sociedade anónima. Em 1906 casou-se com Maria de Jesus Nunes Fonseca, de quem viria a ter dois filhos: Maria Matilde da Fonseca da Silva e Joaquim Nunes da Fonseca da Silva, ambos nascidos no Brasil. De acordo com a “Genea Portugal”, que se baseia no livro “Nobreza de Portugal e Brasil, escrito por o Visconde de Salreu, teve dois filhos ilegítimos: Domingos e Olga. Paralelamente ao seu desenvolvimento familiar, Domingos Joaquim da Silva foi desenvolvendo a sua empresa, sendo mesmo considerado um dos mais destacados impulsionadores do surto de construção no Rio de Janeiro, no início do século XX. A sua empresa tinha uma das mais modernas serrarias da época, com carpintaria e marcenaria, toda importada da Alemanha e Inglaterra, além de possuir frota de navios e caminhões, para movimentação de produtos. Ao longo da sua vida o salreense deixou o seu nome ligado a grandes empreendimentos do Brasil e Portugal, sendo a empresa por si dirigida considerada a maior da América do Sul, no sector de madeiras. Após a sua morte, em 1936, o seu filho mais novo, Joaquim Nunes da Fonseca da Silva, que adquiriu o título de Visconde de Salreu, continuou os negócios do pai, alargando o sector de actuação à siderurgia. Ainda hoje existe a empresa, tendo filiais um pouco por todo o Brasil e sendo uma empresa de grande implantação no continente americano. A empresa ainda pertence aos descendentes de Domingos Joaquim da Silva.


 


O Mecenas de Salreu


Reconhecido por todos como um homem de negócios de sucesso, Domingos Joaquim da Silva foi também um homem com grandes preocupações sociais e com um enorme coração. O contacto, no Brasil, com conterrâneos em situações de extrema miséria, principalmente porque eram explorados devido à sua ileteracia, levou o salreense a tomar a educação como uma das suas bandeiras. Oriundo de uma freguesia onde não existia um único edifício escolar, Domingos Joaquim da Silva mandou construir a Escola Primária das Laceiras, ainda hoje o maior espaço escolar da freguesia. A iniciativa concedeu-lhe a atribuição do título de Visconde, pelo Rei D. Carlos I, penúltimo Rei de Portugal. Foi já com o título de nobreza que mandou erguer a Escola Primária da Senhora do Monte, ainda hoje parte integrante da educação escolar de Salreu. As suas acções foram muito para além da educação. Fez diversas diligências para que existisse na sua terra natal um apeadeiro, para que o povo não tivesse que se deslocar para Canelas ou Estarreja para apanhar o comboio. Foi também por sua iniciativa que se iniciou a construção do Hospital, que mais tarde iria ter o seu nome, dotado de todos os instrumentos cirúrgicos necessários ao seu funcionamento, e um asilo. Domingos Joaquim da Silva, viria a falecer a 11 de Setembro de 1936, seis meses após o início da construção do Hospital Visconde de Salreu, a 13 de Março de 1936. Para a história ficou, também, o seu apoio à formação da banda de música da freguesia, Banda Visconde de Salreu, e o apoio incondicional a todos os conterrâneos que lhe pediam ajuda. Um homem acarinhado pela população, que os mais novos apenas conhecem como o Mecenas de Salreu.


 





CACHE:


    PT: A cache começa na ultima morada do Visconde, aqui vais contar o número de letras que faltam nesta imagem = A


    EN: This is the resting place of the Visconde, here you will count the number of leters missing in this image = A


   


    PT: Depois vais para N 40º 44.888, W 008º 34.053, aconselho a estacionares no Waypoint - Parking nº2


    Aqui estás na frente do Hospital, que foi a sua última obra, no busto que tem aqui, tem duas datas vais tomar nota da primeira = B


     EN: Them you go to N 40º 44.888, W 008º 34.053,i advise you to park in the Waypoint - Parking nº.2


    Now you're in front of the last good thing he did, in this statue there's two dates, you will take the first = B


    


   


    PT: Depois disto é só fazer as contas.


    EN: After this just do the math.


   



 


    N 40º (36+A).(B-1004)


    W 008º (26+A).(B-1739)


 


 


 

Additional Hints (Decrypt)

Ab cé...
Ba gur "Sbbg"...

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

343 Logged Visits

Found it 326     Didn't find it 4     Write note 8     Archive 1     Temporarily Disable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Post Reviewer Note 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 32 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.