Skip to Content

Traditional Geocache

Aldeia Mágica [Drave]

A cache by Geod'arc Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 7/19/2009
In Aveiro, Portugal
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
3.5 out of 5

Size: Size: regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Aldeia Mágica [Drave]

 
Localização:

Latitude: 40º 51' 44.22'' N
Longitude: 8'' 7.18'' W

Panorâmica


Rodeado de altos montes, Drave é um lugar mítico. A visão que se tem do estradão, do povoado lá no fundo, é surpreendente. 
Aldeia típica e semi-abandonada, em que as casas são feitas de pedra, designada pedra Lousinha e xisto. Praticamente isolada das aldeias vizinhas, Drave, fica situada a cerca de 800 metros de altitude, com fracos acessos que se tornam intransitáveis durante o inverno. Fica a nascente de Covelo de Paivó, sede de freguesia, 10 quilómetros, e ao norte de S. Pedro do Sul, sede de concelho, a 25 quilómetros, entre a Serra da Freita e a Serra de São Macário.
Vista do alto do monte, o Solar dos Martins e a capelinha dedicada à Nossa Senhora da Saúde destacam-se.


História de Drave

A povoação da Drave teve o seu princípio, como todas as outras, porém, como e quando, é o que totalmente se ignora; todavia as árvores a
águantigas, castanheiros e tudo o mais, faz presumir que data demuitos séculos. Acha-se colocada no fundo de um elevado outeiro entre a confluência de três ribeiros, sendo estes, o rio de Palhais, que, correndo do norte, a banha do lado direito, - o Ribeirinho e o ribeiro da Bouça, que descem do lado esquerdo e se juntam todos os três no fundoda povoação. Daqui toma o nome de rio da Drave até desaguar no Paivó, à distância de 5 quilómetros; este rio depois, passando em Covelo, vai muitolonge desaguar e morrer no rio Paiva.
Está ,portanto,  Drave colocada numa cova, cercada de
enormes e altas montanhas, que, no coração do Inverno, lhe vedam o sol a maior parte do dia, tendo apenas uma garganta ou cortadura da parte do poente; e ainda assim obstruída pelas linguetas das serras, que se entrelaçam. 
Não obstante ser terra delgada, e sobre fragas, foi muito fértil e abundante em milho graúdo (quando não seca), feijões, centeio, castanhas, cera e melespecial. Também se produziu vinho de sobra para consumo, verde sim, mas saboroso, muito bom linho, hortaliças e couves magníficas.

Fonte: http://www.arouca.biz/Turismo/Locais_a_Visitar/Drave_20050702218/


Hoje, parte de Drave serve como Sede à Base Nacional da IV dos CaminheirosEscuteiros que em “Drave encontraram um local privilegiado para criar um conjunto de condições para que cada Caminheiro desenvolva as suas capacidades, se encontre consigo mesmo e defina o seu projecto de vida.
Não se trata apenas de reconstruir umas casas, ou de dotar a Drave de condições de habitabilidade, mas antes cada um viver a magia de se redescobrir a si próprio, de estar mais próximo do próximo…”

Fonte: http://drave.cne-escutismo.pt/pt/main.php?action=irabase

Como ir?

croqui de carro

De carro ou a pé…
Descer o estrada de terra batida até ao ponto onde decidirem deixar o carro e seguir, depois, a pé até à cache. É possivel levar o carro até ao fim da estrada em terra batida. Contudo, não é para todos!
Aviso: Esta estrada de terra batida é um pouco recente e por isso ainda se encontra em mau estado. É irregular e os veículos puderão ter algumas dificuldades. Este caminho, feito inteiramente desde a entrada no estradão de terra, tem cerca de 3,5 Km.

 

 

 

A pé, pelo PR14PR14

Deixe o carro em Regoufe. Partindo da capela, siga em frente, passando pelo meio da povoação. Vire no primeiro desvio à esquerda. Caminhe cerca de 100 metros entre muros de pedra que delimitam as hortas, até atravessar uma ponte sobre a Ribeira de Regoufe. Inicie o percurso por um carreiro do lado direito, marcado por uma subida de elevada inclinação, rodeada por mato e silvados, alguns carvalhos e por vezes, eucaliptos e pinheiros. A meio da íngreme subida passará por um conjunto de castanheiros centenários. Continue por um trilho à esquerda e em breve, avistará, incrustada num vale fundo, a aldeia de Drave.
Para voltar faça o mesmo percurso, agora no sentido inverso, até Regoufe, onde poderá visitar ainda as minas abandonadas de volfrâmio.
Distância a percorrer: 8km (4km de ida e 4km de volta)
Nível de Dificuldade: Baixo

Desníveis: Pouco acentuados, sendo inicialmente ascendente e depois suavemente descendente até Drave.

 

A cache:

Esta cache de tamanho regular, leva-vos a conhecer esta Aldeia que não cansamos de gabar.

A coordenada inicial é a da cache. Contém um cartão de boas vindas, um folheto de informação acerca do que é o geocaching, um folheto de informação sobre a aldeia, um “Log Book” , um lápis, uma caneta, um afia, dois sacos de plástico, uma Travel Bug  e alguns brinquedos para troca. Por favor, se levar alguma coisa deixe algo em troca.

Lembre-se:
- Traga a máquina fotográfica pois vai querer tirar muitas fotografias!
- Coloque a suas impressões na Web e diga-nos se gostou de conhecer esta aldeia!
- Seja discreto. Alguma colaboração na manutenção do Cache será muito apreciada.

Divirta-se, obrigado.

Additional Hints (Decrypt)

Ab zheb...cregb qb fboerveb!

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

521 Logged Visits

Found it 492     Didn't find it 3     Write note 23     Publish Listing 1     Needs Maintenance 2     

View Logbook | View the Image Gallery of 399 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 11/16/2017 8:23:18 PM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (4:23 AM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page