Skip to content

Cabo Mondego Jurássico - A Pegada do Dinossauro Traditional Cache

Hidden : 03/22/2010
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


A Geologia do cabo Mondego

No sector ocidental da Serra da Boa Viagem (Cabo Mondego) aflora uma espessa série de sedimentos, que registam, de forma notável, alguns dos principais acontecimentos da História da Terra. O intervalo de tempo registado situa-se aproximadamente entre os 180 e os 140 milhares de anos, isto é, refere-se ao Jurássico Médio e Superior.

Para o intervalo de tempo considerado, os marcadores estratigráficos normalmente utilizados em sedimentos marinhos são as amonites, um grupo extinto de moluscos cefalópodes, que se assemelhavam às actuais lulas e chocos. A ocorrência destes fósseis no Jurássico Médio do Cabo Mondego (flanco norte da Serra da Boa Viagem) é particularmente relevante, na medida em que, com base na sua distribuição vertical, se conseguem precisar as escalas do tempo geológico.


Os locais com registo sedimentar expressivo e com conteúdo elevado em amonites são locais com grande interesse para as Ciências da Terra, dado que testemunham com rigor um determinado intervalo de tempo da História da Terra. O Jurássico Médio do Cabo Mondego apresenta essa particularidade, sendo há muito considerado como referência, a nível internacional, nas discussões da especialidade.

O Jurássico Superior, cujos sedimentos assentam sobre o Jurássico Médio (sector sul da Serra da Boa Viagem), proporciona a observação de corpos sedimentares característicos de ambientes de transição (recitais, lacustres, deltaicos).

O registo sedimentar inclui uma grande variedade de estruturas sedimentares bem definidas, acompanhadas de associações diversificadas de fósseis típicos de diferentes ambientes (corais, equinodermes, bivalves, braquiópodes, gasterópodes, crinóides, restos vegetais). É justamente nesta posição estratigráfica (Oxfordiano) que, em 1884, foram reconhecidas várias pegadas de dinossaurios teropodes, atribuídas a megalosaurideos.


Helena Vaz Henriques - in A Voz da Figueira - 2001/06/21

 

 

A PEDRA DA NAU:

 

A Pedra da Nau deve o seu nome à sua configuração se assemelhar a um barco encalhado que caracteriza a paisagem neste local.
Nesta área encontra-se uma série espessa (com aproximadamente 145 m) composta por calcários margosos e margas, apresentando fósseis de lamelibrânqios, braquiópodes e crinóides. No topo podem observar-se calcários pseudolíticos e gresosos com bancos ricos em polipeiros.  A presença destes fósseis poderá ser indicador de um ambiente marinho recifal.
A passagem ao Jurássico superior põe em evidência uma importante lacuna à qual se seguem significativos depósitos lacustres e lagunares que se intercalam com algumas bancadas de fácies marinhas litoral, correspondentes a três formações litostratigráficas (da base para o topo): “Complexo Carbonoso”, “Calcários Hidráulicos” e “Camadas marinhas ricas em lamelibrânquios” (Bernardes, 1992).

 A História Geológica do nosso país durante os tempos jurássicos está inscrita nas falésias do Cabo Mondego. Preserve-a porque ela não se repete...

A Cache: Trata-se de um pequeno contentor (Micro). Levem algo para escrever. Devem deixar tudo EXACTAMENTE, como encontraram.  

Medidas de segurança bastante IMPORTANTES:

-> Não fazer  durante a noite,

-> O acesso à cache deve ser feito pela beira do mar, ter em atenção o nivel da água do mar, devido às marés.

-> Não procurar com mau tempo ou mar demasiado agitado,

-> Levar calçado aderente;

-> Evitar ir sozinho;

Acima de tudo espero que gostem e postem muitas fotos que o local é fantástico, pelo menos eu adoro!

Additional Hints (Decrypt)

Nprffb à pnpur qrvkbh qr fre cryn Cbegnevn, ntben é cryn orven qb zne, gre rz ngraçãb àf zneéf, cbvf grz qr ve r ibygne. An irtrgnçãb, qronvkb qnf crqenf ire FCBVYRE Fhove cnen n mban qn irtrgnçãb. Yrzoerz-fr dhr rfgãb cbe ibffn pbagn r evfpb.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)