Multi-cache

# 37 Wtshnn - Fonte dos Frades

A cache by Napoleão Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 4/27/2010
In Viseu, Portugal
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size: regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



# 37 Wtshnn - Fonte dos Frades

Where the streets have no name

Where the streets have no name (Wtshnn), além de ser o tema de uma música dos U2, é também o nome escolhido para o percurso que se pretende mostrar. Foi elaborado por três geocachers, Napoleão, DIVA***** e ÉterLusitano. Este é um percurso circular, não marcado que no fundo é uma espécie de volta a Santa Cruz da Trapa. Além desta freguesia, passa também em terras das freguesias limítrofes como Carvalhais, Candal, Manhouce, São Cristovão de Lafões e Serrazes. Durante este longo e belo passeio, irão encontrar desde locais míticos, paisagens deslumbrantes a monumentos e localidades históricas. Este percurso foi projectado para ser feito de bicicleta todo terreno, mas também poderá ser feito a pé, ou num misto automóvel e a pé, pois há locais onde o automóvel não poderá ir. A pé torna-se extenso, mas claro que pode ser feito por etapas, pois o percurso é para se fazer com calma para desfrutar cada momento. As caches estão numeradas, sendo assim mais fácil escolher o caminho a seguir, no entanto, nem só onde está a cache é que se encontra o sumo, por isso aventurem-se por essas ruas e caminhos sem nome…

Fonte dos Frades










Esta cache, pertende mostrar o percurso efectuado pela água, desde a sua nascente até ao Mosteiro de São Cristovão de Lafões. Este mosteiro, calcula-se que foi fundado em 1123, pelos frades da regra dos Cónegos Regantes de Santo Agostinho, tendo permanecido na ordem de Cister até a sua extinçãoem 1834. Foi vendido em hasta pública, passando por varias mãos e degradando-se progressivamente, até a sua compra em 1987 pelos actuais proprietários, que o recuperaram, mantendo o seu traço original, sendo hoje usado para habitação de turismo.





A caleira por onde água circulava para abastecimento do Mosteiro, encontra-se interrompida em varios locais do seu percurso, devido a varios factores que irão observar, impedindo assim a circulação da água.

As coordenadas iniciais, levam-nos ao local do qual sai a água que em tempos seguia para o mosteiro, através da caleira. Se tiverem necessidade, podem beber, pois é água potavel.

Aqui existe uma galeria, que se encontra fechada, pois dela tambem sai água para consumo, o acesso a galeria era feito por uma porta, local que se estivesse aberto, poderia originar a contaminação da água, daí o motivo de se encontrar fechada.

Neste local, com a ajuda da "dica I", devem procurar as coordenadas para o seguinte passo.





Seguindo então para as proximas coordenadas, no lado esquerdo da estrada, em cima do muro, poderão observar a caleira de pedra por onde corria a àgua.






Chegados ao local, deverão contar o número de colunas que suportam a caleira desde a zona do brasão, estas também contam, até junto ao cimitério. Temos então o ponto A.


A = número de colunas da caleira








Agora sigam para N 40º 45.797 W 008º 10.395, onde irão encontrar a Capela da Senhora da Boa Morte, obra do século XVII.
Aqui deverão descobrir o ano da construção da capela e contar o número de piramides com bola existentes no telhado. Temos o B e C.


B = ano da capela

C = número de piramides com bola







Agora, sigam para N 40º 45.760 W 008º 10.389 , local onde se situa o mosteiro.

Na entrada principal, na zona do cemiterio, deverão contar o número de colunas de pedra junto á porta de entrada do mosteiro.

No largo, existe um fontanário do secúlo XVIII, anotem o seu ano.


D = número de colunas

E = ano do fontanário



Então, as nossas coordenadas finais, serão:

N 40º (1718-B).(C+2)(A-2)
W 008º 0(2*D+1).(E-810)

Se tudo estiver correcto A+B+C+D+E= 3445

Benvindos então á Fonte dos Frades...

Neste local final, desconhecido por muita gente, aproveitem para explorar a zona, pois se seguirem a róta por onde circulava a água, encontrarão outras peças perdidas que aguardam recuperação.

A dada altura, deixarão de ver a caleira, pois está subterrada, aparecendo depois junto á estrada, por onde já passaram, no entanto,tentem seguir até uma zona,onde a água caia para uma pia de pedra, para já é a ultima zona visivel da caleira, antes da zona da estrada. Este local , devido á sua arquitectura, vegetação envolvente e por ser um pouco escondido, é um local que convida ao romance...

Se optarem fazer esta multi a pé, o que se torna agradável e a distancia tambem não é muita,podem estancionar na zona aconselhada , pois lá terão espaço e não impedirão o resto de transito.

Divirtam-se e partilhem este local algo esquecido.
Boas caches.

Protejam a natureza!



Sejam discretos, se possível façam o CITO.
Divirtam-se, tirem fotos e publiquem.
BY

Enjoy

Additional Hints (Decrypt)

Qvpn V - orpb, cbegn, qvervgn, 1 zrgeb qb puãb
Qvpn VV - qrageb, 2 zrgebf, qvervgn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

41 Logged Visits

Found it 34     Write note 6     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 35 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 1/31/2017 1:51:33 PM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (9:51 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum