Skip to Content

This cache has been archived.

GeoJAD: Chegou o fim da vida desta cache depois de ter mudado de sítio várias vezes e depois de ter sido vandalizada outras tantas.

Desta vez ela encontrava-se no seu sítio, contudo este encontra-se imundo (para que há pessoal que não tem wc em casa), o que não prestigia em nada o Geocaching nem o grande Homem que foi o António Augusto Louro.

A todos os que fizeram esta cache o nosso muito obrigado.

Boas cachadas!!

GeoJAD

More
<

António Augusto Louro

A cache by GeoJAD Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/04/2010
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Sem Liberdade não há Democracia, sem Instrução não há Liberdade.


António Augusto Louro nasceu a 22 de Outubro de 1871, no Sabugal, concelho da Guarda. Tendo ficado órfão ainda criança, cedo começou a trabalhar como praticante de farmácia, o que o leva, anos mais tarde, ao Porto e posteriormente a Lisboa, onde ingressa na Escola Médico Cirúrgica e de onde, em 1891, sai diplomado em Ciências Farmacêuticas. Casou em 1892 tendo ido viver para o Seixal e abrindo a sua primeira farmácia na Amora, adquirindo, posteriormente uma outra em Barrancos. Apesar de na Amora e no Seixal ter desenvolvido, em paralelo com a sua actividade profissional, uma actividade cívica, política e cultural notável, é em Barrancos que começa a exercer os seus primeiros cargos públicos. Em 1897 regressa ao Seixal onde abre uma farmácia na Arrentela e um laboratório de produtos farmacêuticos, vindo mais tarde a adquirir outra farmácia no centro do Seixal, terra na qual exercerá uma profunda influência cívica.


O problema do analfabetismo preocupava António Augusto Louro, como de resto muito do movimento republicano e da maçonaria em finais do século XIX. Louro via no analfabetismo uma chaga social, o que o leva a intervir na imprensa, na criação de escolas e cursos para adultos, ou ainda na edição de diversos materiais pedagógicos.


Ainda hoje visitando o Seixal lá podemos encontrar uma escola primária com uma traça da fachada em tudo semelhante à Escola Oficina nº 1.

Sentindo no coração o atraso cultural e educacional em que vivia o operariado e os pescadores do concelho criou a primeira escola gratuita para a educação de adultos do Seixal, concebendo também os materiais didácticos utilizados.

Interveniente no movimento associativo foi fundador do Montepio dos Operários e um activo dinamizador da Sociedade Filarmónica Democrática Timbre Seixalense e do Grupo Dramático Instrução e Recreio Timbre Seixalense, ao mesmo tempo que colaborava na imprensa nacional, com destaque para O Mundo e O Século, e na regional, com artigos seus em Sul do Tejo (1901) ou o Seixalense (1902), que funda e dirige.

 
A ele também está intimamente ligada a Festa da Árvore, cerimónia querida para a República, tal como o é para a Maçonaria desde o século XVIII.
Com efeito, António Augusto Louro presidiu à comissão que promoveu a primeira Festa da Árvore realizada em Portugal, no Seixal, em 26 de Maio de 1907
 
António Augusto Louro veio a falecer em Alcanena a 1 de Agosto de 1949, tendo o seu nome sido dado à actual Escola Básica do 2º e 3º ciclos do Seixal. Em memória e reconhecimento da sua acção cívica o seu nome também foi dado a uma rua da freguesia de Paio Pires (Seixal) e outra de Alcanena. Sempre acreditou de que a instrução e a intervenção política serviam para a libertação e dignificação do Homem, ao mesmo tempo que a transformação das mentalidades constituíam uma etapa para a emergência de um cidadão novo, um Homem realizado e consciente dos seus direitos e deveres.
 
A cacheencontra-se nas proximidades dos locais por onde António Augusto Louro vagueava. Aproveitem para passear pelo local e irão encontrar a escola primária referida no texto e o jardim do Seixal onde se encontra a árvore e uma placa comemorativa do primeiro Dia da Árvore.


Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

220 Logged Visits

Found it 203     Didn't find it 3     Write note 4     Archive 1     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Owner Maintenance 1     Update Coordinates 2     

View Logbook | View the Image Gallery of 15 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.