Skip to Content

Traditional Geocache

# 23 Wtshnn - Estrada Romana dos Almocreves

A cache by DIVA***** Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 12/2/2010
In Viseu, Portugal
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


# 23 Wtshnn - Estrada romana dos Almocreves / Grã Via

Where the streets have no name

Where the streets have no name (Wtshnn), além de ser o tema de uma música dos U2, é também o nome escolhido para o percurso que se pretende mostrar. Foi elaborado por três geocachers, Napoleão, DIVA***** e ÉterLusitano. Este é um percurso circular, não marcado que no fundo é uma espécie de volta a Santa Cruz da Trapa. Além desta freguesia, passa também em terras das freguesias limítrofes como Carvalhais, Candal, Manhouce, São Cristovão de Lafões e Serrazes. Durante este longo e belo passeio, irão encontrar desde locais míticos, paisagens deslumbrantes a monumentos e localidades históricas. Este percurso foi projectado para ser feito de bicicleta todo terreno, mas também poderá ser feito a pé, ou num misto automóvel e a pé, pois há locais onde o automóvel não poderá ir. A pé torna-se extenso, mas claro que pode ser feito por etapas, pois o percurso é para se fazer com calma para desfrutar cada momento. As caches estão numeradas, sendo assim mais fácil escolher o caminho a seguir, no entanto, nem só onde está a cache é que se encontra o sumo, por isso aventurem-se por essas ruas e caminhos sem nome…

Estrada Romana dos Almocreves / Grã Via

Nesta região, a estrada romana ficou conhecida por dois nomes, a Grã via (grande via), daí tambem o nome da Serra da Gravia e tambem ficou conecida pela estrada dos Almocreves. Esta estrada ligava Viseu ao Porto, fazendo a ligação interior / litoral. Era frequentada pelos almocreves que assim transportavam mercadorias de um lado para o outro, possibilitando a troca de produtos entre as duas regiões.

Estradas romanas












As estradas romanas formavam vias de comunicação vitais para o Império Romano. Parte delas conserva-se ainda hoje, tipicamente protegidas como Património Mundial ou nacional. As estradas são tipicamente alisadas, com grandes pedras, e bermas delineadas. Eram uma rede de comunicações originária da Península Itálica que ligava Roma a seu império em expansão. A Via Ápia foi o principal trecho, levando ao território samnita. Na coluna de Trajano, em Roma, podem ser encontrados relevos ilustrativos de soldados romanos a abrir uma estrada pelas florestas da Dácia. A grande extensão da cobertura oferecida pelas estradas romanas deu origem ao ditado popular que diz que "todas as estradas vão dar a Roma" ("todos os caminhos levam a Roma"). Existem muitas estradas modernas que ainda seguem o traçado original Romano.


História


As primeiras vias romanas: um equipamento estratégico


Até 400 a.C., os romanos utilizavam caminhos de terra para deslocar-se da sua capital às cidades vizinhas. O ataque gaulês de Breno, em 390 a.C., que se revelou desastroso para os romanos, mostrou a ineficácia do sistema defensivo de Roma, devido principalmente à lentidão de movimentação das tropas sobre o que eram apenas caminhos pouco aptos para se mover. A necessidade de melhor defesa, junto com a vontade de expansão e de hegemonia sobre a Itália, levou a República Romana, ainda frágil e ameaçada, a pôr em questão estruturas escassamente adaptadas a esses desejos. eram precisas rotas sólidas. Estes eixos permitiriam uma circulação mais rápida e segura, mas sobretudo facilitariam a mobilidade das tropas.


Almocreves




Os almocreves eram pessoas que conduziam animais de carga e/ou mercadorias de uma terra para outra, durante a Idade Média e até tempos bem recentes - meados do século XX. Numa época de comunicações limitadas, os almocreves eram essenciais como agentes de comunicação inter-comunitária (além de serem indispensáveis ao abastecimento de bens às vilas e cidades). De entre as rotas de abastecimento mais importantes, destaque para as que levavam os almocreves a transportar peixe do litoral para o interior e, no sentido inverso, cereais. Não confundir almocreves com mercadores, pois que na maior parte das vezes os bens que transportavam não eram propriedade sua, embora fosse comum um almocreve ser também mercador.



Sejam discretos, se possível façam o CITO.

Divirtam-se, tirem fotos e publiquem.

BY



Enjoy

Additional Hints (Decrypt)

Qronvkb qn crqen.
Ire fcbvyre

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

41 Logged Visits

Found it 35     Didn't find it 5     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 8 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 8/13/2017 1:43:06 PM Pacific Daylight Time (8:43 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page