Skip to Content

This cache has been archived.

k a k a u: Obrigado pelas visitas

More
<

A lagoa

A cache by kakau team Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 04/07/2011
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



A palavra "lagoa" vem do latim lacuna, "fosso, poça, lagoa, brejo". Esta é um corpo de água com pouco fluxo, mas geralmente sem água estagnada, podendo ser natural ou feita pelo Homem (artificial), e é usualmente menor que um lago. Algumas lagoas não tem saída do escoamento de água para a superfície e são, algumas vezes, alimentadas por uma nascente. Daí, por causa do ambiente fechado das lagoas, alguns pequenos corpos d'água normalmente desenvolvem seu próprio ecossistema. As lagoas podem resultar de uma ampla gama de processos naturais, embora em muitas partes do mundo estes sejam fortemente condicionados pela actividade humana. Qualquer depressão no terreno, que colecta e conserva uma quantidade suficiente de precipitação pode ser considerada uma lagoa.
Tendo um habitat muito variado, répteis, peixes e aves.
Aves mais comuns, rola, corvo, pato-selvagem, galinha-d’agua, garça-real e águia-real.
Alguns dos peixes que se podem observar carpas e achigãs.
Répteis visitantes rãs e cobras.


Rola-comum
é do interesse de grande parte dos caçadores, sendo uma das mais procuradas pelos caçadores portugueses. Encontra-se protegida durante uma significativa parte do ano, sendo as aves, nas épocas em que não existe protecção, monitorizadas, de modo a estudar as populações e verificar se não existem alterações de hábitos. Desta forma, a época de caça decorre de forma a que não se coloque a espécie em perigo. A sua alimentação é feita com base em pequenas sementes e bagos de cereal que vai encontrando no chão. O arulhar da rola é bastante conhecido e característico, funcionando como chamamento para outros animais da mesma espécie. Podem atingir um comprimento máximo de 30 cm, embora o tamanho mais comum seja 25 cm.

Corvo-comum
é uma ave omnívora caracterizada por um regime alimentar bastante variado. Com uma actividade necrófaga bastante importante, tem como componente principal da sua alimentação a carne de outros animais. Alimentando-se de aves de menores dimensões, de cadáveres de outros animais, de pequenos mamíferos, insectos, caracóis, lagartos, rãs, vermes e outros invertebrados. Fazem ainda parte da sua alimentação: frutas, cereais, bagas e resto de comida humana, em zonas urbanas. Pode ainda atacar ninhos para comer os ovos ou as crias. Procuram o alimento geralmente no chão, sendo quase sempre as primeiras aves a chegar junto dos cadáveres.

Pato-selvagem
são aves geralmente menores que os anserídeos (gansos e cisnes) e podem ser encontrados tanto em água doce como salgada. Os patos alimentam-se de vegetação aquática, moluscos e pequenos invertebrados é um dos poucos animais da natureza que anda e nada com razoável competência. É dotado de perfeito senso de direcção e comunidade.

Galinha-d’agua
é uma ave característica das zonas húmidas, com cerca de 32 cm de comprimento, viva e nervosa, de tom geral escuro e que apresenta alguns caracteres que permitem uma rápida identificação: bico vermelho (com a ponta amarelada), placa frontal também vermelha, linha branca ao longo dos flancos e penas sub-caudais brancas facilmente visíveis quando nada ou anda; aliás, o modo de se movimentar é já por si identificativo: em cada avanço, a galinha-d’água inclina a cabeça para a frente e balança a cauda de cima para baixo. É muito comum em charcos, lagoas, zonas alagadas e cursos de água lentos, em que as margens ofereçam bom coberto vegetal; a alimentação, essencialmente vegetal – embora incluindo também invertebrados, e mesmo pequenos vertebrados – é obtida dentro e fora de água.

Garça-real
com o seu longo pescoço cinzento é muitas vezes a maior ave aquática que a vista alcança. Devido à facilidade com que é observada, é frequentemente uma das primeiras espécies a serem vistas por quem se inicia na observação de aves.Com quase 1 metro de altura, é a maior das garças que ocorrem em Portugal. É uma ave cinzenta, que se destaca pelo seu longo pescoço. Pode geralmente ser vista dentro de água ou próximo desta. Ocasionalmente pousa em árvores ou mesmo em edifícios.

Águia-real
a sua visão é excelente, permitindo ver ao pormenor tudo o que mexe no chão. As sua presas são ratos, coelhos e, pontualmente, répteis. O círculo descrito pela águia real serve para observar cuidadosamente cada palmo de terra por baixo de si. Se, eventualmente, algum dos animais que caça se encontrar por lá, atacará em voo picado, de forma decidida, deixando pouco espaço de manobra à sua presa. Para se manter no ar, a águia aproveita as correntes térmicas, que lhe permitem planar sem qualquer esforço durante algumas horas. Usa a sustentação que as suas asas lhe proporcionam de forma magnífica, batendo-as apenas para se manter na altura desejada.

Carpas
especificamente, são Nishikigoi, coloridas ou estampadas, que surgiram por mutação genética espontânea das carpas comuns (carpas cinza) na região de (no Japão) e que no período de 1804 e 1829 foram multiplicadas pelos piscicultores da região que aperfeiçoaram suas características bizarras chegando a obter três tipos híbridos: o Higoi (carpa vermelha), o Asagui (carpa azul e vermelha) e o Bekko (branca e preta).

Achigã
é uma espécie predadora que se alimenta predominantemente de peixe e lagostim-de-água-doce à medida que cresce. Consome larvas de insectos aquáticos, lagostim-de-água-doce, anfibios, peixes e ocasionalmente de micromamíferos e répteis. Os indivíduos com menos de 10cm comem efemerópteros, rotíferos, cladóceros e copépodes, enquanto que os peixes entre 10 e 20cm, ingerem ninfas de odonata, peixe. Os peixes maiores que 20 cm alimentam-se de ninfas de odonata, peixe e lagostim. No rio Guadiana alimenta-se de lagostim-de-água-doce, cladóceros, perca-sol, dipteros, efémeropteros, caboz-de-água-doce, coleópteros, aracnídeos, dermápteros, cladóceros e hemípteros. Não se alimenta no período reprodutor nem quando a água está a baixo dos 5ºC ou acima dos 37ºC.

Rãs
são animais mais aquáticos de pele fina e húmida, patas fortes e dedos longos. Em geral, alimentam se de caramujos, lesmas e insectos. As rãs comuns não possuem muitos meios de defesa e são presas fáceis de peixes carnívoros, aves pernaltas e cobras. A reprodução começa no fim do inverno, logo após a hibernação. A fêmea põe de 2.000 a 3.000 ovos. As rãs também são muito cobiçadas pelos seres humanos por causa de sua carne, que é muito saborosa.

Cobras
são carnívoras, comendo pequenos animais (incluindo lagartos e outras cobras), aves, ovos ou insetos. Algumas cobras têm peçonha para matar as suas presas antes de as comerem. Outras matam as suas presas por constrição. As cobras não mastigam quando comem, elas possuem uma mandíbula flexível, cujas duas partes não estão rigidamente ligadas. Isso se dá graças ao osso quadrado que funciona como uma peça de encaixe, que quando necessário desarticula sua mandíbula para se adaptar ao tamanho de sua presa (ao contrário da crença popular, elas não desarticulam as suas mandíbulas), assim como numerosas outras articulações do seu crânio, permitindo-lhes abrir a boca de forma a engolir toda a sua presa, mesmo que ela tenha um diâmetro maior que a própria cobra. As cobras ficam entorpecidas, depois de comerem, enquanto decorre o processo da digestão. A digestão é uma atividade intensa e, especialmente depois do consumo de grandes presas, a energia metabólica envolvida é tal que na Crotalus durissus, a cascavel mexicana, a sua temperatura corporal pode atingir 6 graus acima da temperatura ambiente. Por causa disto, se a cobra for perturbada, depois de recentemente alimentada, irá provavelmente vomitar a presa para tentar fugir da ameaça. No entanto, quando não perturbada, o seu processo digestivo é altamente eficiente, dissolvendo e absorvendo tudo excepto o pelo e as garras, que são expelidos junto com o excesso de ácido úrico. A pele das cobras é coberta por escamas. As escamas do corpo podem ser lisas ou granulares. As suas pálpebras são escamas transparentes que estão sempre fechadas. Elas mudam a sua pele periodicamente.


A cache
A cache é de tamanho normal, contem o logbook, lápis, afia e um TB para os primeiros.
Aqui podem disfrutar de plena Natureza, fazer piquenique, brincar com os colegas ou filhos e o sitio é perfeitamente seguro, mas devido a ser uma lagoa tenha atenção com as crianças perto de agua. Não faça fogueiras e não deite lixo no chão, a Natureza agradece.


Additional Hints (Decrypt)

Rhpnylcghf tybohyhf

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

31 Logged Visits

Found it 26     Write note 2     Archive 1     Temporarily Disable Listing 1     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 20 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.