Skip to content

<

Trilhos da história - "Passagem das Bestas"

A cache by nemo&weedy Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 08/30/2011
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Contéudos do contentor:
-1 caneta
-1 logbook
-notas informativas sobre o jogo geocaching
-borrachas variadas

TRILHOS NA HISTÓRIA – “RELHEIRAS”

As relheiras são sulcos deixados pelos rodados dos veículos de tracção animal, como carroças ou carros de bois, ao longo de décadas, séculos ou em alguns casos milénios, como nas vias romanas.
Estes sulcos caracterizam-se por serem paralelos e com profundidades variadas. O facto de serem paralelos resulta de uma padronização da largura dos eixos dos veículos e com a escolha, ao longos dos tempos, do percurso mais curto, menos acidentado e menos penoso para os animais, o que criou como “carris” em que as rodas encaixariam e seguiriam o percurso pré-estabelecido. A profundidade das relheiras é directamente proporcional ao volume de utilização e o tipo de cargas utilizados, ou seja, quanto mais fundos e vincados são os sulcos, mais movimentada ou cargas mais pesadas seriam transportadas pela via.
As relheiras encontram-se normalmente em solos rochosos onde os efeitos da erosão são mais lentos. Também os solos rochosos eram preferenciais porque requeriam menos trabalhos de manutenção e ofereciam uma base mais sólida para os veículos.
A rede de relheiras existentes na ilha e as relheiras adjacentes às principais, demonstram a forte actividade “industrial” tanto em quantidade de carros e volume de transporte.
Há duas formas de relheiras, em V e planas em U. As relheiras em V são as mais antigas (anteriores a 1820) e resultam de aros de fabrico muito artesanal fixados às rodas com pregos salientes. As relheiras planas correspondem a aros já forjados por ferreiros com melhor tecnologia, que permitia um acabamento plano do aro nas duas faces: a que ficava em contacto com a roda de madeira e a que contactava com o solo.

Indicações do local do cache:
Iniciar o trilho em 38º42.662’N 027º10,967’W e percorrê-lo até chegar perto da sebe de criptomérias. Quanto chegar ao fundo, encontrará um acesso a uma pastagem à direita, mas deverá virar à esquerda.

Additional Hints (Decrypt)

Qrvkr-fr yrine cryn uvfgóevn,
fvtn nf znepnf qnf ebpunf ngé hz yvzvgr....hzn oneerven r cebpher.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)