Skip to Content

<

Projecto GeoRibatejo - Concelho de Azambuja

A cache by GeoRibatejo Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 03/18/2013
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Projecto GeoRibatejo - Concelho de Azambuja

Somos um grupo de geocachers que decidiram fazer algo de diferente e criámos um espaço de convívio para partilha de experiências, organizar caches em grupo e sobretudo conviver. Não existia uma forma fácil de nos podermos contactar e ir convivendo e como tal depois de algumas caches em grupo acabou por surgir o GeoRibatejo www.georibatejo.org que conta com a participação de todos os geocachers interessados que pertençam à região do Ribatejo. Este projecto visa dar a conhecer a nossa região e como tal escondemos uma cache em cada um dos concelhos do Ribatejo para te dar a conhecer um pouco sobre os encantos desta bela região do País.

O Ribatejo

O Ribatejo (também conhecido informalmente como Borda d’Água) é uma antiga província (ou região natural) de Portugal, formalmente instituída pela reforma administrativa de 1936. Ao contrário de outras províncias que foram restauradas em 1936, o Ribatejo foi uma província criada totalmente de novo, dado que o seu território pertencia tradicionalmente à antiga província da Estremadura.

No entanto, as províncias de 1936 praticamente nunca tiveram qualquer atribuição prática, e desapareceram do vocabulário administrativo (ainda que não do vocabulário quotidiano dos portugueses) com a entrada em vigor da Constituição de 1976.

Fazia fronteira a Noroeste com a Beira Litoral, a Oeste e a Sul com a Estremadura, a Sudeste com o Alto Alentejo e a Norte e Nordeste com a Beira Baixa. É constituído por 22 concelhos, integrando a quase totalidade do distrito de Santarém e ainda dois concelhos do distrito de Lisboa e um do distrito de Portalegre. Tinha a sua sede na cidade de Santarém.

  • Distrito de Lisboa: Azambuja, Vila Franca de Xira.
  • Distrito de Portalegre: Ponte de Sor.
  • Distrito de Santarém: Abrantes, Alcanena, Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Constância, Coruche, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém, Sardoal, Tomar, Torres Novas, Vila Nova da Barquinha. 

A província passou posteriormente a contar com 22 municípios, posto que foi entretanto criado, na área do distrito de Santarém, o concelho do Entroncamento (1945, por divisão do de Vila Nova da Barquinha). O seu antigo território actualmente reparte-se pelas regiões do Alentejo, Centro e de Lisboa, sendo que até 2002 era o núcleo central da região de Lisboa e Vale do Tejo. 

Em termos de sub-regiões, acha-se repartido pela Grande Lisboa (concelho de Vila Franca de Xira), Alto Alentejo (concelho de Ponte de Sor) e ainda pela totalidade da sub-região da Lezíria do Tejo e quase todo o Médio Tejo (exceptuado o concelho de Ourém). 


 

Concelho de Azambuja
Entroncamento

O concelho de Azambuja, do distrito de Lisboa, localiza-se na Região do Alentejo (NUT II) e na Lezíria do Tejo (NUT III), e situa-se na planície do rio Tejo, próximo da sua margem direita, a cerca de 45 km da capital. Com uma altitude de 50 metros, está também a pouco mais de 10 km para sudoeste do Cartaxo. O concelho está rodeado a norte por Rio Maior (distrito de Santarém), a nordeste por Santarém, a este por Cartaxo (distrito de Santarém), a oeste pelos concelhos de Cadaval e Alenquer, a sul por Vila Franca de Xira e a sudeste por Salvaterra de Magos (distrito de Santarém).

Azambuja ocupa uma área de cerca de 263 km2, na qual se distribuem nove freguesias: Alcoentre, Aveiras de Baixo, Aveiras de Cima, Azambuja, Maçussa, Manique do Intendente, Vale do Paraíso, Vila Nova da Rainha e Vila Nova de São Pedro.

Em 2005, o concelho apresentava 21 332 habitantes.

O natural ou habitante de Azambuja denomina-se azambujense.

Este concelho encontra-se servido por uma boa rede de vias de comunicação e transportes, destacando-se a autoestrada A1 e os comboios para Lisboa.

História e Monumentos

O património arquitetónico existente no concelho é de grande valor, destacando-se a Igreja Matriz da Azambuja (séc. XVI e XVII), a Igreja da Misericórdia (séc. XVI e XVII), o Pelourinho Manuelino, o Palácio das Obras Novas, de estilo neoclássico, os restos do celeiro d'El-Rei e o castro existente perto de Vila Nova de São Pedro.

Tradições, Lendas e Curiosidades

Realizam-se as seguintes festas no concelho: Nossa Senhora das Candeias (2 de fevereiro), em Aveiras de Cima; Nossa Senhora do Paraíso (de 17 a 20 de dezembro), em Vale do Paraíso; São Pedro (29 de junho), em Vila Nova de São Pedro; São Sebastião Mártir, em Aveiras de Cima (em outubro) e em Maçussa (de 25 a 27 de dezembro); Senhor dos Aflitos, em Alcoentre (segunda semana de setembro) e em Aveiras de Baixo (último fim de semana de julho e primeiro de agosto) e as Festas de S. Pedro (terceira semana de agosto) em Manique do Intendente.

Ainda é importante destacar a Feira de maio, que é celebrada no último fim de semana de maio, e da qual fazem parte as largadas de touros e o folclore.

O feriado municipal celebra-se na quinta-feira de Ascensão.

Atualmente o concelho da Azambuja é muito conhecido pelo fandango, pelo sapateado e pelo seu vinho.

No artesanato destacam-se a cerâmica, a cestaria, a correaria e os bordados.

Economia

A agricultura é uma atividade que tem um grande impacto na economia local, sendo o tomate, o milho, a uva, o girassol, o arroz, o melão, a melancia e o vinho as suas principais produções.

Junto ao rio Tejo é igualmente importante destacar as pastagens que favorecem a criação de gado bovino e equino. As atividades industrial e comercial também desempenham um papel importante na economia concelhia.

Na indústria salientam-se os setores alimentar, químico, automóvel, logístico e metalúrgico, enquanto no comércio destaca-se o tradicional.

O turismo é outra atividade económica que se pode desenvolver, devido ao valoroso património arquitetónico, histórico e etnográfico existente, aproveitando também alguns dos seus recursos naturais, como, por exemplo, o rio Tejo.

A cache

Esta cache faz parte de um conjunto de caches escondidas por toda a região do Ribatejo colocadas pelo GeoRibatejo.

Tendo em conta os 22 concelhos do Ribatejo foi colocada uma cache em cada concelho de modo a poder dar a conhecer um pouco sobre cada um. Em cada uma destas caches irá existir um código necessário para completar a cache bónus final.  

Abrantes       Mapa
Alcanena
Almeirim
Alpiarça
Azambuja
Benavente
Cartaxo
Chamusca
Constância
Coruche
Entroncamento
Ferreira do Zézere
Golegã
Ponte de Sôr
Rio Maior
Salvaterra de Magos
Santarém
Sardoal
Tomar
Torres Novas
Vila Nova da Barquinha
Vila franca de Xira
Concelho Enigmático
Mapas Dinâmicos e Badges

Em colaboração com o geocaching-pt.net disponibilizamos mapas dinâmicos a todos os geocachers que pretendam usufruir dos mapas que ilustram as caches encontradas individualmente de cada concelho deste projecto.

Podem obter esses mesmos mapas clicando no seguinte link.

Podem também obter uma badge que ilustra, através de uma barra crescente, a quantidade de caches encontradas clicando no seguinte link.

 

Additional Hints (Decrypt)

Zntaégvpn...Yrine zngrevny qr rfpevgn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.