Skip to content

<

Peregrinação Á Serreta...

A cache by jose pereira Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 12/04/2011
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


A festa em honra de  Nossa Senhora dos Milagres, na Serreta, é a mais popular da ilha Terceira durante o verão

Milhares de peregrinos de toda a ilha Terceira, nos Açores, chegam a partir desta sexta feira ao Santuário da Serreta, onde decorrem, entre os dias 8 e 9, as festas de Nossa Senhora dos Milagres.

São várias as peregrinações organizadas ou espontâneas, que chegam a este santuário mariano durante o mês de setembro e que se intensificam no chamado fim de semana da Serreta, com os principais movimentos de apostolado a organizarem-se para animar as diferentes celebrações, sobretudo durante o novenário que precede as festas propriamente ditas.

Este Santuário, que terá no novo ano pastoral um novo reitor, o Pe. João Pires (que substitui o Cónego Manuel Carlos Alves), acolhe todos os anos milhares de peregrinos mas é neste fim de semana que a afluência é maior e por isso está aberto em permanência durante os dias da festa que começa sempre com um novenário, que ainda decorre, e termina com a ultima procissão em honra de Santo António que é feita sempre um dia depois do bodo que coincide com a “segunda-feira da Serreta”.

 

Desde 2005 que o Conselho Pastoral Paroquial optou por direcionar o novenário de preparação como momento propício de evangelização que visa alguns segmentos populacionais como a família, idosos, doentes, juventude, catequistas, entre outros.

No dia 9 haverá missa solene, pelas 16h00, seguida de procissão. Na segunda feira, dia 10, terá lugar o Bodo de Leite (com o tradicional pic nic das famílias e tourada à corda) e no dia seguinte realiza-se a procissão em honra de Santo António, que encerrará as festas deste ano.

Estas festas são as mais importantes da ilha Terceira e remontam ao século XVII.

O historiador terceirense Ferreira Drumond, baseado numa tradição oral, refere que a ida da imagem de Nossa Senhora dos Milagres para a Serreta se deve a um sacerdote de nome Isidro Machado que se refugiou neste extremo ocidental da ilha e construiu uma pequena ermida colocando lá a imagem de Nossa Senhora com o Menino ao colo. Por morte do padre, a imagem foi recolhida na igreja paroquial de então, a Igreja das Doze Ribeiras.

A devoção popular pela Nossa Senhora dos Milagres está, de resto,  ligada a fases cruciais da história da ilha. É exemplo disso o século XVIII, quando Portugal se viu envolvido na guerra entre a França e a Espanha contra Inglaterra. Encontrando-se a ilha Terceira “desprovida de fortificações e pouco defensável”, as autoridades militares e civis ao depararem com a imagem de Nossa Senhora dos Milagres, na Igreja das Doze Ribeiras, formularam um voto de se “tornarem seus escravos e promoverem-lhe festa anual se a ilha não sofresse qualquer investida inimiga. E porque assim sucedeu se firmou o voto, subscrito pelos principais cavalheiros militares e eclesiásticos, autoridades e algumas damas de fé”.

 

A primeira festa foi celebrada a 11 de setembro de 1764, data da fundação da Irmandade dos Escravos de Nossa Senhora, mas a sua realização não foi continua. Só a partir de 1842, altura em que foi construída a igreja paroquial da Serreta e elevada a paróquia 20 anos depois, a Festa foi ganhando novos contornos atraindo muitos angrenses. Desde então a festa realiza-se todos os anos.

No começo da devoção procurou-se proteção divina contra a guerra; hoje razões de saúde, crises familiares, desemprego, etc, são motivos que fazem com que milhares de terceirenses peregrinem a pé ao Santuário da Serreta pedindo e agradecendo a intercessão de Nossa Senhora dos Milagres.

Em apenas três dias chegam ao santuário cerca de 10 a 12 mil peregrinos, fora os que anualmente visitam este templo, elevado há 12 anos ao estatuto de Santuário Diocesano, por D. António de Sousa Braga.

À semelhança de outros anos, o Governo Regional dos Açores concederá tolerância de ponto aos funcionários da Administração Pública Regional, cujos serviços estão sediados na Terceira, por ocasião da tradicional festa da “segunda-feira da Serreta”.

A cache contém apenas logbok, peço-vos que tenham muita atenção ão abordarem a cache por ser uma zona com muitos muglles, por favor não destrua nada.

Additional Hints (Decrypt)

fragn gr r qrfpnafn,zntaégvpn an crean qb onapb ab pnagb fhcrevbe

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)