Skip to content

This cache has been archived.

btreviewer: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas. Relembro a secção das guidelines sobre a manutenção http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx#cachemaintenance :

[quote]
Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. [/quote]

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me por [url=http://www.geocaching.com/email/?u=btreviewer]e-mail[/url].

Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se fosse uma nova cache, com todas as implicações que as guidelines actuais indicam.

Se no local existe algum container, por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Obrigado

[b] btreviewer [/b]
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77][i][b]Work with the reviewer, not against him.[/b][/i][/url]

More
<

Casa/Quinta da Torre

A cache by Aikmedo Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 02/26/2012
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



QUINTA DA TORRE  ou CASA DA TORRE

Condes de S. João de Ver – 102 Anos de (muita) História

Fonte da Quinta Casa da Torre

    Passados mais de 102 anos devem ser poucos os feirenses que sabem da existência dos condes de S. João de Ver e mesmo aqueles que o sabem não devem ter conhecimento da importância histórica desta família para as “Terras de Santa Maria”. O título de conde foi atribuído ao médico cirurgião João Augusto da Cunha Sampaio Maia a 25 de Junho de 1904. Este era sobrinho de Joaquim de Sá Couto, membro de família também distinta. Desde já percebemos que existem duas famílias poderosas que juntas formam um núcleo ainda mais poderoso. Durante o século XX este núcleo vai impulsionar o progresso para a região. Um primeiro aspecto a reter é o amor desta família pela «sua» terra já que nunca abandonaram as propriedades em S. João de Ver e Oleiros. Ainda mais. Investiram a sua fortuna na melhoria destas localidades. A esta família está ligada a exploração e crescimento das fábricas de papel de Candal de Cima, Candal de Baixo, Engenho Velho e fábrica de Ponte Redonda. Não me irei debruçar sobre este tema porque já existem obras valiosas sobre a indústria do papel como a escrita por Maria José Ferreira Santos “A Indústria do Papel em Paços de Brandão e Terras de Santa Maria”. Outro aspecto muito importante ligado a esta família é a edificação do Hospital de S. Paio de Oleiros. No boletim do Hospital Asilo de S. Paio de Oleiros de Junho de 1970 encontramos a história do nascimento deste Centro Médico. A 24 de Janeiro de 1902 morre o Comendador Joaquim de Sá Couto e no testamento ele deixa o seguinte: “Nomeio meu testamenteiro o médico cirurgião João Augusto da Cunha Sampaio (…) Quero que da minha herança se separem cento e vinte contos de reis (…) O meu testamenteiro compre terrenos dentro da freguesia de Oleiros, onde mande construir um edifício nas condições modernamente aconselhadas pela ciência para Hospital, destinado a receber e tratar doentes pobres (…) Mandará também construir um edifício para Asilo, destinado a receber e sustentar gratuitamente pessoas pobres”. O Hospital foi inaugurado a 11 de Janeiro de 1909 e no dia seguinte era capa do Primeiro de Janeiro onde dizia: “ O hospital-asilo é um modelo no género e faz honra à sábia direcção do sr. Conde de S. João de Ver, que é também um médico ilustre. O aceio [sic] é primoroso. A higiene foi rigorosamente mantida. Rivaliza com os melhores do nosso paiz.” No jantar que se seguiu na casa do conde em Oleiros estiveram imensas individualidades ilustres. O presidente da Câmara, Bispos, padres e celebridades da época.Relativamente à família Sampaio Maia deixo alguns dados biográficos desde a criação do título. João Augusto da Cunha Sampaio Maia, 1º conde de S. João de Ver. Este foi médico de renome, monárquico convicto, político, presidente da Câmara da Feira e fundador do Hospital de Oleiros. O seu filho, Ângelo de Sá Couto da Cunha Sampaio Maia, não pretendeu o título de conde, mas foi figura de destaque nesta família. Foi deputado, Presidente da Câmara de Lisboa e ministro do trabalho sendo-lhe atribuído a concretização da passagem para 8 horas diárias de trabalho. O seu filho, António Caetano Machado da Silva de Sá Couto da Cunha Sampaio Maia tornou-se no 2º Conde de S. João de Ver. Foi oficial do exército e presidente da fundação Comendador Joaquim de Sá Couto. O seu filho e actual 3º Conde é Fernando José Gramaxo de Sampaio Maia, presidente de diversas instituições, político, professor e monárquico convicto. Também ele figura da praça pública. Para terminar agradeço a forma como o Dr. Fernando Sampaio Maia me recebeu e me auxiliou mostrando uma enorme paixão e orgulho pelo património familiar. Muita da História de Santa Maria da Feira está na Quinta da Torre e felizmente o proprietário mostra sensibilidade para preservar este espólio e para proporcionar aos especialistas o seu estudo.




A Cache

A cache não permite a troca de objectos e levem algo para escrever. Por favor deixem a cache exactamente como a encontraram, E NÃO DIVULGUEM FOTOS DO CONTAINER. Por favor sejam MUITO DISCRETOS ao procurar a cache devido à proximidade de casas, movimento na estrada e não estraguem nada, POIS NÂO É PRECISO!!



Conteúdo da cache:
- Log book


Additional Hints (Decrypt)

Frwnz qvfpergbf an nobeqntrz n pnpur... Fbh qvsreragr!!

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.