Skip to Content

<

A corrente do Sado (Setúbal)

A cache by Soul & clcortez Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 02/19/2012
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 

O Sado ... o Sado, antigamente chamado Sádão, é o rio português que nasce a 230m de altitude, na Serra da Vigia e percorre 180 quilómetros até desaguar no oceano Atlântico. No seu percurso passa por Alvalade e Alcácer do Sal, sendo a foz em frente a Setúbal. De jusante de Alcácer do Sal até à foz desenvolve-se um largo estuário separado do oceano pela península de Troia.

É dos poucos rios da Europa que corre de sul para norte, tal como o Rio Mira (Odemira, Alentejo), que é de menor dimensão.

No estuário do Sado habita uma população de golfinhos (roaz-corvineiro), que tem resistido à invasão do seu habitat pelo homem (tráfego marítimo para os estaleiros da Mitrena, para o porto de Setúbal e decorrente da pesca e da doca de recreio, além do ferry-boat de ligação entre margens).

O rio Sado não tem um grande caudal devido a vários factores, destacando-se dois: o clima mais árido do Alentejo, onde se encontra a sua nascente; e o desnível, pequeno, entre a altitude da nascente e a altitude da foz.

A bacia hidrográfica do rio Sado tem uma área de 7640 km². O estuário ocupa uma área de aproximadamente 160 km², com uma profundidade média de 8m sendo a máxima de 50m. O escoamento é forçado principalmente pela maré. O caudal médio anual do rio é de 40m³/s com uma forte variabilidade sazonal — indo de valores diários inferiores a 1m³/s no Verão até superiores a 150m³/s no Inverno.


A região constitui uma das áreas naturais de maior valor ecológico e paisagístico de Portugal. Numa posição central do território nacional, a região foi ocupada desde cedo, desenvolvendo-se na época romana a actividade industrial de salga e conservação de peixe, como pode ser visto na cache Fornos II - Ruínas de Abul. O Estuário do Sado é o segundo maior estuário de Portugal e constitui a terceira zona húmida mais importante do território português, em termos das aves aquáticas que o visitam. Com grande importância para a Conservação da Natureza, a região desempenha simultaneamente um papel importante no lazer e recreio das populações e visitantes.

Se quiser passear e fazer Geocaching nas imediações do Estuário, aconselha-se uma visita às seguintes caches, sendo uma delas o moinho da Maré da Mitrena, a cache Berlinde, local este onde se pode observar diversos tipos de aves, a Gâmbia e uma visita à península de Troia.

Também é possível visitar o Moinho de Maré da Herdade da Mourisca, que tem um Centro de Educação de Sal e o Galeão de Sal de 1944, recentemente restaurado, e a cache Mouriscas.

 


Quanto à cache, esta encontra-se num local com uma vista previligiada para o Rio Sado. Daqui podemos observar diversos tipoos de aves no seu habitat. Sejam discretos, não façam barulho e se quiserem levem um cadeado :)

Vista um pouco mais a frente do local da cache.


Esta cache pretende recordar a cache que anteriormente aqui existiu.


free counters

Additional Hints (Decrypt)

Pbzb ebhonenz n pbeeragr qb Fnqb inv gre dhr yrine abin qvpn.
Pnpur: N 1 zrgeb qb cvaurveb, qronvkb qr pnehzn.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

192 Logged Visits

Found it 168     Didn't find it 7     Write note 6     Temporarily Disable Listing 1     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 3     Owner Maintenance 5     

View Logbook | View the Image Gallery of 57 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.