Skip to content

<

Praça da República - Calçada Portuguesa

A cache by Paulo S. Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 02/19/2012
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Praça da República - Calçada Portuguesa


A calçada portuguesa ou mosaico português é o nome consagrado de um determinado tipo de revestimento de piso utilizado especialmente na pavimentação de passeios e dos espaços públicos de uma forma geral.

A calçada portuguesa, tal como o nome indica, é originária de Portugal, tendo surgido em meados do século XIX.

Esta resulta do calcetamento com pedras de formato irregular, geralmente de calcário, que podem ser usadas para formar padrões decorativos pelo contraste entre as pedras de distintas cores. As cores mais tradicionais são o preto e o branco, embora sejam populares também o castanho e o vermelho. Em certas regiões brasileiras é possível encontrar pedras em azul e verde.

Em Portugal, os trabalhadores especializados na colocação deste tipo de calçada são denominados mestres calceteiros.

Os calceteiros tiram partido do sistema de diaclases do calcário para, com o auxílio de um martelo, fazerem pequenos ajustes na forma da pedra, e utilizam moldes para marcar as zonas de diferentes cores, de forma a que repetem os motivos em sequência linear (frisos) ou nas duas dimensões do plano (padrões). A geometria do século XX demonstrou que há um número limitado de simetrias possíveis no plano: 7 para os frisos e 17 para os padrões. Um trabalho de jovens estudantes portugueses registou, nas calçadas de Lisboa, 5 frisos e 11 padrões, atestando a sua riqueza em simetrias.

Como se forma o calcário?

Os calcários, na maioria das vezes, são formados pela acumulação de organismos inferiores (por exemplo, cianobactérias) ou precipitação de carbonato de cálcio na forma de bicarbonatos, principalmente em meio marinho. Este também podem ser encontrados em rios, lagos e no subsolo (cavernas).

No caso do calcário quimiogénico, a formação é em meio marinho: a calcite (CaCO3), é um mineral que se pode formar a partir de sedimentos químicos, nomeadamente íons de cálcio e bicarbonato:

Cálcio + Bicarbonato → CaCO3 (calcite) + H2O (Água) + CO2 (dióxido de carbono)

Isto acontece quando os meios marinhos sofrem perda de dióxido de carbono (devido a forte ondulação, ao aumento da temperatura ou à diminuição da pressão). Deste modo, para que os níveis de dióxido de carbono que se perdeu sejam repostos, a equação química começa a evoluir no sentido de formar CO2, o que leva também a formação de calcite e assim à precipitação desta que, mais tarde, depois de uma deposição e de uma diagénese dá origem ao calcário.


Os calcários podem apresentar estruturas extraordinariamente diferentes e originarem-se em circunstâncias ecológicas muitíssimo variadas, mas a maioria forma-se em ambientes marinhos. Por outro lado, podem ser originados em águas doces de pouca profundidade por precipitação química do carbonato de cálcio ou a partir de organismos com esqueleto calcário (protozoários, coraliários, moluscos, entre outros).
Das diversas formas de calcário existentes as mais importantes são: os calcários comuns, os calcários recifais, os calcários oolíticos, a cré, os travertinos, os calcários lumachélicos e as estalactites, estalagmites e colunas.

Os calcários comuns são rochas compactas com aparência macroscópica não cristalina, constituídas essencialmente por grãos finos de calcite. Apresentam cores diversas desde a branca, negra, bege, amarela, cinzenta, vermelha, castanha e cor-de-rosa.

Os calcários recifais são rochas carbonatadas de origem animal, formadas por restos de polipeiros (coraliários) unidos por um cimento natural calcário.

Os calcários oolíticos resultam da precipitação da calcite em capas concêntricas em volta de partículas finas suspensas na água (argilas e conchas de microrganismos). Os oolítos assim formados têm dimensões semelhantes a ovos de peixes, sendo posteriormente aglomerados por um cimento calcário natural. Estes apresentam geralmente cor branca ou cores de tons claros.

A cré é uma rocha branca, pulverulenta e baça, com aspeto semelhante ao giz, constituída por conchas de microrganismos aglomeradas por um cimento natural de calcário.

Os travertinos são rochas compactas e cristalinas, formadas por precipitação do carbonato de cálcio em fontes termais.

Os calcários lumachélicos são constituídos por conchas de moluscos aglomeradas por um cimento natural calcário ou argiloso. As conchas são visíveis a olho nu.

Por fim, as estalactites são formações calcárias de calcite que pedem dos tetos de grutas e cavernas. Apresentam forma cónica, sendo vulgar a presença de um orifício central por onde circula a água e, em torno do qual, precipita a calcite.
As estalagmites são igualmente formações de calcite que se elevam do solo de grutas e cavernas. Estas não apresentam o orifício central por onde circula a água.
As colunas são formações que resultam da união entre uma estalactite e uma estalagmite.

O calcário é uma rocha sedimentar que, juntamente com o granito, é a pedra mais utilizada no nosso país. Aparece a sul do Tejo e nas zonas de exceção do granito.

Como podes logar esta cache?


Envia um mail com as respostas ás seguintes perguntas:

-Quais são as tonalidades que os diferentes tipos de calcário podem ter, e quais são as que encontras neste local?
-Quais as dimensões médias de uma pedra da calçada?
-Quantos circunferências (segmentos circulares) podem ver desenhadas nesta calçada?
-Em algumas pedras calcárias podemos encontrar fosseis, podemos também encontra-los nestas pedras da calçada?




-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Portuguese Cobblestone



The portuguese cobblestone as the name indicates, is originally from Portugal, having emerged in the mid-nineteenth century.

This results from the paving stones of irregular shape, usually lime, which can be used to form decorative patterns in the contrast between the stones of different color. The traditional colors are black and white, although they are also popular brown and red. In certain regions can be found in blue and green stones.

In Portugal, workers skilled in placing this type of pavement are called calceteiros.

The calceteiros from system for diaclases lime with the aid of a hammer, to make small adjustments in the form of stone, and molds used to mark the areas of different colors, so that the repeat motifs in linear sequence (ringer ) or in two-dimensional plane (patterns). The geometry of the twentieth century has shown that there are a limited number of possible symmetries in the plane: 7 to 17 ribs and the standards. A work of young Portuguese students registered in the Lisbon sidewalks, strips 5 and 11 patterns, attesting to its wealth of symmetries.


Limestone and Calcite

The primary source of the calcite in limestone is most commonly marine organisms. Some of these organisms can construct mounds of rock known as reefs, building upon past generations. Below about 3,000 meters, water pressure and temperature conditions cause the dissolution of calcite to increase nonlinearly, so limestone typically does not form in deeper waters (see lysocline). Limestones may also form in both lacustrine and evaporite depositional environments.

Calcite can be either dissolved or precipitated by groundwater, depending on several factors, including the water temperature, pH, and dissolved ion concentrations. Calcite exhibits an unusual characteristic called retrograde solubility, in which it becomes less soluble in water as the temperature increases.

Because of impurities, such as clay, sand, organic remains, iron oxide and other materials, many limestones exhibit different colors, especially on weathered surfaces.

Limestone may be crystalline, clastic, granular, or massive, depending on the method of formation. Crystals of calcite, quartz, dolomite or barite may line small cavities in the rock. When conditions are right for precipitation, calcite forms mineral coatings that cement the existing rock grains together, or it can fill fractures.

Of the various forms of existing limestone the most important are: the common limestones, reef limestones, oolitic limestones, the chalk, the travertines, limestones lumachélicos and stalactites, stalagmites and columns.

The limestones are common compact rocks with macroscopic appearance non-crystalline, mainly composed of fine grains of calcite. Have different colors from white, black, beige, yellow, gray, red, brown and pink color.

The reef limestones are carbonate rocks of animal origin, formed by remnants of polipeiros (coraliários) joined by a natural cement limestone.

Limestone oolitic result of precipitation of calcite in concentric layers around fine particles suspended in water (clays and shells of micro-organisms). The oolites thus formed have dimensions similar to fish eggs, and then agglomerated with a natural lime cement. These generally have white or color tones.

The chalk is a rock white, powdery and dull, with aspect similar to chalk, consisting of shells of microorganisms by a natural cement agglomerated limestone.

The travertine is compact and crystalline rocks formed by precipitation of calcium carbonate in thermal springs.

The limestones are made up lumachélicos mollusk shells bonded by a natural cement limestone or clay. The shells are visible to the naked eye.

Finally, the limestone formations of stalactites calcite is asking the ceilings of caves and caverns. Have conically shaped, and the presence of a common central hole through which the water circulates, and around which precipitated calcite.
The stalagmites are also calcite formations that rise from the soil of caves and caverns. These do not show the central hole through which the water circulates.
The columns are formations that result from the union between a stalactite and a stalagmite.

Limestone is a sedimentary rock that, along with the granite, the stone is most used in our country. Appears south of the Tagus and the zones except the granite.


What you need to log this cache?

Send an email with the answers to these questions:

-What are the shades of the stones of the sidewalk where you are?
-What are the average dimensions of a stone sidewalk?
-How many circles (circular segments) drawn can see this sidewalk?
-Choosing one of these circular segments, can identify fossils in any of the black stones of limestone?
-What kind of limestone, the previously presented is used in our sidewalks?






Additional Hints (No hints available.)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.