Traditional Geocache

Estação Elevatória de Água Residuais-Marl

A cache by Team Ribeiro Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 3/29/2012
In Lisboa, Portugal
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


A SIMTEJO abrange os Municípios da Amadora, Lisboa, Loures, Mafra, Odivelas e Vila Franca de Xira (bacia hidrográfica do Tejo e Trancão e Ribeiras do Oeste), servindo actualmente uma população total de cerca de 1,5 milhões de habitantes. O Sistema Municipal de Saneamento foi criado para realizar a recolha, tratamento e rejeição das águas residuais de toda a área de intervenção, provenientes das habitações, comércios e indústria. A água residual é conduzida às diversas Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) onde é tratada e devolvida ao meio receptor ou reutilizada. O plano de investimentos do Sistema de Saneamento, a concluir até 2013, inclui 32 ETAR, 93 Estações Elevatórias e 339 km de Interceptores e Condutas Elevatórias.
AQUI COLOCA O NOME DA FOTO

Sãp Julião do Tojal é uma freguesia muito antiga, e segundo a tradição, a aldeia foi fundada por um mouro cognominado «Monte Florido». Posteriormente D. Afonso Henriques deu esta freguesia aos frades de S. Vicente de Fora em 1176, por isso a sua fundação é anterior a esta data. Antigamente esta freguesia denominou-se «Tojalinho». Também foi conhecida por Tojal, porque em tempos a zona era coberta de tojos. A Igreja Matriz, em forma de cruz, é de arquitectura simples. Foi mandada construir pelos religiosos do Mosteiro de S. Vicente de Fora, que, por isso, foram os seus padroeiros até 1834. Não se sabe a data da fundação, mas supõe-se com bons fundamentos, que foi pelos fins do séc. XII ou início do séc. XIII. Além da sede de freguesia o lugar mais importante é a povoação do Zambujal, caracterizada pela excepcional organização comunitária. Após a entrada das tropas liberais em Lisboa, os frades perderam a propriedade em 1835 e, extintas as ordens religiosas em 1836, um madeirense, João Gualberto de Oliveira (negociante, mais tarde ministro da Fazenda, barão e conde do Tojal), arremata a quinta em 1841, reformando a fábrica com maquinaria nova. Quando faleceu, seu genro, de nacionalidade inglesa, toma conta da fábrica e acaba por a vender a Guilherme Graham Júnior. Até 1973 a fábrica foi uma importante fonte de trabalho. No início desse ano o número de operários aproximava-se das quatro centenas e foi tempo de uma crise que teve enorme repercussão, precisamente por se tratar de uma indústria de que dependiam mais de mil e duzentos habitantes, na sua maioria da povoação do Zambujal. A freguesia tem uma área de 13,28 km2 e confina com as freguesias de Bucelas, Fanhões, St.º Antão do Tojal e Unhos e com o concelho de Vila Franca de Xira. Freguesia muito pouco dinâmica, com crescimento entre 1940 e 1961 inferior a 65%. Comportamento irregular, com forte crescimento entre 1940 e 1960, mas com perda de população entre 1960 e 1970. A partir de 1970 acentua significativamente o ritmo de crescimento, estando agora em fase de expansão moderada. Em 1991, segundo o censo contava com 3403 habitantes. Com base na actualização dos cadernos eleitorais de 1998, estima-se que a população da freguesia seja de 3246 habitantes. Baixa densidade populacional, inferior a 250 hab/km2. Povoamento concentrado, fraco grau de concentração urbana (49% da população em lugares de 1000 ou mais habitantes). Período de maior incidência de construção entre 1946 e 1970. Equilíbrio entre o número de fogos e o número de famílias. Estrutura etária envelhecida, com um índice de envelhecimento (relação entre a população idosa e a população jovem) muito elevada (41,27) e idade mediana elevada, 34,5 anos. Ainda tem certo peso o número de activos na agricultura, existindo, no entanto, um predomínio nítido dos activos no secundário, com grande peso de indiferenciados. Em termos de actividades ainda tem certo peso a agricultura. Predominam, no entanto, as empresas de construção civil e as indústrias (madeira e cortiça), o comércio e os serviços (sociais, pessoais e domésticos). Em termos de postos de trabalho predomina nitidamente o sector secundário (indústrias de papel e artes gráficas), o comércio por grosso e a construção civil. Fraca incidência de desemprego. Percentagem muito elevada de reformados (10,3%).

Additional Hints (Decrypt)

ab cbfgr n 1,00z qr nyghen

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

153 Logged Visits

Found it 150     Temporarily Disable Listing 1     Enable Listing 1     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 20 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 8/10/2017 6:51:42 AM Pacific Daylight Time (1:51 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum