Skip to Content

This cache has been archived.

Bitaro: Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

Obrigado pela colaboração
Bitaro
Community Volunteer Reviewer

Centro de Ajuda
Trabalhar com o Revisor
Revisões mais rápidas
Linhas Orientação|Políticas Regionais - Portugal

More
<

FONTE SANTA - VALE DA TORRE

A cache by Eusebium & pedrovaz24 & zerui95 Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 8/5/2012
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


FONTE SANTA - VALE DA TORRE

Historial

A literatura referente às nascentes da bacia da Ribeira de Alpreade (Touca, Alpreade e Bacelos) é um pouco confusa. Tavares (1810) escreveu que “ a Leste de Castelo Novo, […] junto aos Casais de Zebras e do monte do mesmo nome, há uma fonte que denominam de Santa, que é sulfúrea fria; de cuja água se servem os pastores para curar da sarna o gado e cães, lavando-os; e é provável que, assim como as suas semelhantes, possa utilizar em bebida e em banho quente, aos enfermos que necessitam de um tal auxílio”.
Mas Tavares, na mesma obra, cita outra nascente, denominando-a de Alpreada: 'Três léguas distantes de Castelo Branco, na falda da Serra da Ribeira chamada de Alpreada nascem umas águas sulfúreas frias de que pode fazer-se uso proveitoso em bebida e em banho, procurando-se para esses fins as comodidades que somente podem aproveitar os vizinhos do sítio. “
Lopes (1892) também não ajuda a esclarecer a localização desta nascentes: 'Nas cercanias de Alpedrinha ficam três nascentes de águas minero-medicinais […] Alpreade, Zebras ou Fonte das Virtudes, junto da margem esquerda da ribeira de Alpreade, na falda de um monte a 2 km dos lugares de Zebras e Vale de Touro”, e a terceira no Monte das Toucas.
O texto de Acciaiuoli (1944) é uma repetição do texto de Lopes (1892).
As dúvidas continuam na leitura do texto de Dias (1951): “A fonte de Alpreada ou das Virtudes fica na margem esquerda duma ribeira que nascendo na Serra da Gardunha, perto de Castelo Novo (antiga Alpreada), corre entre os lugares de Zebras e Vale da Torre, e vai desaguar no rio Ponsul, no sítio de Belgaios. A fonte nasce entre estas povoações […] A fonte dos Bacellos, seria de menos importância, mas igualmente de água sulfúrea fria, como a anterior, e a da Touca, e com idênticas aplicações.
No Mapa de Calado (1995) aparece marcada uma nascente com a denominação “Fonte Santa de Alpreade', mas a escala do mapa não permite a sua localização exacta.
As dúvidas foram esclarecidas quando da visita a Zebras por um casal de moradores: 'Era umas termas antigamente, agora não. Mas aquela água cura mesmo. A essa é que chamam a Fonte Santa. Fica na ribeira de Alpreade, mesmo à beira da ribeira.'
Quanto à nascente de Zebras ou de Bacelos, o esclarecimento da sua localização também foi relacionado: 'É ali no ribeiro, mas é só de Verão. É dentro do ribeiro. Também é enxofrada. Agora passam a ponte grande e depois há outra mais pequena, há lá uns eucaliptos, é mesmo aí, no ribeiro.' É esta a nascente que se localiza entre Zebras e Vale da Torre.

Segundo os informantes, os banhos deixaram de funcionar há 10 anos, mas as ruínas do local denotam um desuso mais antigo. Há 10 anos faleceu o proprietário, Sr. José Luís, de São Miguel de Acha, e os herdeiros venderam a propriedade a um senhor da Lardosa, freguesia vizinha mas já no concelho de Castelo Branco, cuja divisão é feita pelo ribeiro de Alpreade. Este senhor terá pretendido passar a exploração termal para o outro lado da Ribeira, para território do concelho de Castelo Brancos o que não terá sido bem visto pela autarquia do Fundão: 'Mas aquilo tanto fica no concelho do Fundão como no de Castelo Branco. Ele queria fazer as termas do outro lado, mas os de cá não deixaram.' (informante).

Indicações

Reumatismo e dermatoses (Correia, 1922). Era sobretudo usada em banhos para o reumatismo (segundo os informantes de Zebras), sendo que para males de pele eram preferidas as águas das termas da Touca.

Tratamentos/ caracterização de utentes

'H- Uma madrinha minha estava «quinheta» de todo, fez os banhos e ficou bem. Tinha reumático. Curou-se lá muita gente. Fui lá buscar água para manchas do corpo. Aquilo tira tudo…

M – A mãe do médico, ele é ortopedista no Hospital Amadora-Sintra, e a mãe curou-se aqui do reumático com os banhos, ia para lá.' (diálogo com casal em Zebras)

Instalações/ património construído e ambiental

O balneário foi construído junto de um antigo moinho e da respectiva casa de exploração agrícola, um pouco para jusante destas construções. Encontra-se em estado de ruína. Os três primeiros corpos da construção serviam a alojamento dos aquistas, seguindo-se o balneário, de 9x4 m, onde, no meio das ruínas, são ainda visíveis duas banheiras. Seguindo 30 m para jusante encontra-se o afloramento granítico, onde, de duas bicas, corre a água sulfúrea fria, que seria transportada para um tanque que se encontra junto do balneário. No local encontram-se ainda dois fornos e no murete voltado para a ribeira, bancos para descanso dos aquistas.

Actualmente os banhos formam uma pequena propriedade cercada por propriedades da Portucel: 'Aquilo está no meio da Portucel, era da casa Caldeira que vendeu tudo à Portucel. Só que aquilo com os eucaliptos está quase seco, as raízes dos eucaliptos tiram a água, foi a Portucel que plantou os eucaliptos. Agora corre bem, o que dá é só um fiozito.'

Alojamentos

Eram três os corpos ou divisões de alojamento, cada com uma área aproximada de 18 m2 cada. No interior não resta nenhum tipo de mobiliário, e muito provavelmente os aquistas acampavam lá dentro.

Natureza

Sulfúrea sódica (Calado, 1992)
Sulfidricadas frias (Correia, 1922)
'Sai fria mas é ferranha, é amarela, aquilo para beber não presta, um caçador foi lá beber água e apanhou uma dor de barriga.' (informante)
'H - É muito forte, se a gente a puser na boca tem de a deitar fora…
M - É ferranha.
H - É forte e bem forte, aquilo parece ácido.
H - Não é a mesma água das da Touca, esta é mais forte.

M - As da Touca é mais para a pele, esta cura tudo' (diálogo com casal em Zebras).

Source: http://www.aguas.ics.ul.pt/castelobranco_alpreade.html#historial

A Cache

Esta é uma multi-cache que vos levará à Fonte Santa.

A Cache é composta por 7 pontos em que cada ponto tem as coordenadas para o próximo até a cache final. O percurso até à cache final tem cerca de 5 Km. Aconselhamos vivamente a fazê-la durante o dia.

A cache pode ser feita a pé, de bicicleta de moto (4) ou ainda de carro sendo que o park para um 4x4 é mais perto da cache, mas caso tenha amor ao seu carro também terá o park adequado. O trilho tem espaço para passar carros, mas aconselhamos a ter cuidado, pois tem muitos buracos e valetas.

Como o percurso é um pouco extenso aconselhamos calçado adequado, água, chapéu e se quiserem uma marmita.

Desfrutem das paisagens envolventes e respire ar puro de cache em cache.



This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

Pnpur svany : ngenf qr hzn Ebpun tenaqr, anf reinf

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

20 Logged Visits

Found it 5     Write note 6     Archive 1     Needs Archived 1     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 3     

View Logbook | View the Image Gallery of 6 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.