Traditional Geocache

Ruínas Romanas de Miróbriga (Santiago do Cacém)

A cache by Team Cardos Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 1/29/2013
In Setúbal, Portugal
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation

Ruínas Romanas de Miróbriga (Santiago do Cacém)

O local arqueológico de Miróbriga situa-se nas proximidades da cidade do litoral alentejano de Santiago do Cacém.

Miróbriga, partícula 'briga' parece indicar a celtização da zona. A ocupação propriamente romana dá-se no século I d.C., e possivelmente teria o estatuto de Estipendiária. A sua origem etimológica deriva de dois vocábulos celtas antigos miro/more (mar) e briga (fortaleza), pelo que o topónimo significa Fortaleza do Mar. Na época pré-romana era o povoado principal dos mirobricenses, uma das tribos dos célticos, uma confederação tribal cujo território se situava a sul do dos lusitanos e a norte do território dos cónios (que correspondia aos atuais Algarve e sul do distrito de Beja), ou seja, do sul do rio Tejo (antigo Tagus) ao rioGuadiana (antigo Anas), correspondendo, em grande parte, ao atual Alentejo, Península de Setúbal, Ribatejo, a sul do rio Tejo, e parte da Estremadura espanhola.

Miróbriga, foi o mais importante centro urbano antigo na costa alentejana e a sul de Salacia (Alcácer do Sal). A sua importância provém da sua localização, por um lado, a meio caminho entre Salacia e Lacrobia (Lagos) e, por outro, um elo de ligação entre o porto de Sines e Pax Julia (Beja). A ocupação do local remonta aos séculos IX ou VIII a.C., embora as estruturas romanas visíveis datem de meados do século I d.C.
Desde o terramoto de 1755 até aos nossos dias muitos arqueólogos tem realizado intervenções no local, a cidade romana estende-se por mais de 2 km.

A função da cidade de Miróbriga não está esclarecida. Por possuir poucas estruturas habitacionais, poder-se-ia concluir que ali existia uma população reduzida, mas, por outro lado, o facto de haver importantes estruturas destinadas à utilização pública leva a pensar que seria um número bastante limitado de cidadãos. Pode, assim, concluir-se que o conjunto de edifícios, situados na acrópole, se destinaria a uma população «migratória» que periodicamente se dirigia a este local. Os três templos situados em cima do morro, seriam, mais do que um fórum, um espaço sagrado, um santuário com raízes anteriores à época romana. A cidade é constituída pelo sítio urbano, com as casas, os arruamentos, os edifícios públicos e o hipódromo (Monumento Nacional).

Miróbriga representa um dos mais marcantes vestígios da ocupação dos romanos no Sudoeste de Portugal. Foi classificada de Imóvel de Interesse Público, em 1940. Fórum de Miróbriga encontra-se localizado numa zona chamada de 'Castelo Velho', o topónimo de castelo, no sul indica inúmeras vezes ocupação pré-romana. É o caso de Miróbriga. Foi ocupada já desde a Idade do Bronze, e do Ferro onde beneficiou das trocas comerciais púnicasno século IV a.C.

Na época flaviana o desenvolvimento da cidade foi intenso, podendo mesmo ter chegado a obter o estatuto de Municipium, juntamente com Bracara Augusta e Conímbriga. O que seria provável é que controlava muito possivelmente um território relativamente afastado de si, como é o caso de Sines.

O despovoamento de Miróbriga, terá ocorrido, segundo os testemunhos arqueológicos até agora apurados, no século IV d.C., altura da decadência do império romano registado amiúde em outras cidades.

As termas são das mais bem conservados no país. Temos as termas este, edificadas no século II d.C., e as termas oeste que viram o nascer do dia por volta da segunda metade do mesmo século. Tanto a escolha topográfica para a implantação, como os materiais para a sua construção foram escrupulosamente pensadas. Existe uma zona de entrada, com salas para massagens, vestiário, e zona de água fria (frigidarium) e água quente (caldarium).

O hipódromo é o único registado em Portugal. Mede 369 X 75 metros, e teria provavelmente bancadas de madeira. Foram também postas a descoberto várias habitações contendo pinturas murais.

Horario:

As ruínas podem ser visitadas de Terça-feira a Sábado - das 9:00 às 12:30h e das 14:30 às 17:30h
Domingo - das 9:00 às 12:00h e das 14:30 às 17:30h.

Observações: Encerra à segunda-feira e feriados de 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro.

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mir%C3%B3briga

Esta cache é micro e contém apenas logbook, levem material de escrita.



This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

Aãb é qr pá.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

374 Logged Visits

Found it 353     Didn't find it 9     Write note 4     Publish Listing 1     Needs Maintenance 4     Owner Maintenance 3     

View Logbook | View the Image Gallery of 44 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 5/24/2017 7:47:42 AM Pacific Daylight Time (2:47 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum