Skip to Content

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.

This cache has been archived.

MightyREV: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas.
Relembro a secção das Guidelines sobre a manutenção http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=307#maint :

[quote]Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

A região onde um geocacher é considerado capaz de manter geocaches responsavelmente irá variar de pessoa para pessoa. Um geocacher que anteriormente fez registo de geocaches numa área alargada a partir da sua residência pode ser considerado habilitado a manter uma geocache a 200 milhas (322 Km) de distância. Contudo, alguém cujas actividades de geocaches têm sobretudo estado dentro da distância de 25 milhas (40km) de sua casa não deverá estar preparado para manter uma geocache tão distante de casa. O critério usado nesta situação fica a cargo do revisor da geocache ou pela Groundspeak.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. Alternativamente poderá treinar uma pessoa local para fazer manutenção à geocache. Documente o seu plano de manutenção numa Nota ao Revisor ou na sua página de geocache. Isto deverá incluir a informação contacto da pessoa que irá efectuar a manutenção. A nota irá ser apagada automaticamente aquando da publicação.[/quote]

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me através do mail indicado no meu perfil e refira o GC Code da cache.
Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se de uma nova cache se tratasse, com todas as implicações das Guidelines actuais.

Obrigado

[b] MightyREV [/b]
Geocaching.com Volunteer Geocache Reviewer
Revisor Voluntário em Geocaching.com

[url=http://support.groundspeak.com/index.php]Centro de Ajuda Groundspeak[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=340]Trabalhar com o Revisor[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77]Como ter uma cache publicada (mais) rapidamente[/url]
[url=http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx]As Guidelines são regras[/url]

More

Mystery Cache

O Diário da Júlia

A cache by TeamXaninhos Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 2/19/2013
Difficulty:
1 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Estava eu sentado no sossego deste local (N 38° 43.825 W 027° 03.895), quando ouvi ao longe alguém a pedir ajuda. Era uma menina.

-          Fui assaltada – disse ela a chorar.

-          Levaram o meu diário – acrescentou, com uma profunda tristeza no seu rosto.

Não podia virar costas e deixar a pobre menina a chorar, pois percebi que aquele diário era muito importante para ela. Decidi ir à procura do assaltante.

Comecei por procurar no canto do edifício do Espirito Santo. Lá estava no chão o rasto do assaltante, pintado de branco. Decidi segui-lo.

Antes de chegar à porta do mercado municipal encontrei o GALANTA encostado à parede.

-          Não tens ideias atrevidas – disse ele.

Continuei a seguir o rasto rua abaixo. Mais à frente reparei que alguém suspeito estava do outro lado da rua. Atravessei a rua e junto à porta com o nº 27 o RODRIGUES disse:

-          Os meninos moram dentro dos homens.

Não percebi. Se calhar não estava a falar comigo.

Continuei a minha caminhada.

Deparei-me então, com um cruzamento. Fiquei indeciso, para baixo, para a direita ou para a esquerda? Decidi virar à direita. Pelo caminho encontrei o BERTO e o GONÇALVES.

Ali perto avistei uma capela no canto, com um pequeno sino, que despertou-me a curiosidade. Entrei nessa rua.

Mas que surpresa, encontrei novamente o rasto no chão. Segui-o.

Logo depois, um parque de estacionamento no lado esquerdo, onde um carro suspeito estava estacionado lá no fundo.

Não era nada.

No entanto, fiquei surpreendido com a calçada de pintas brancas. Não é costume. Segui as pintas brancas a ver onde me levava. Acabei numa rua de calçada com janelas e portas a decorar a sua passagem. E quem é que lá estava, mesmo à minha frente? A TRULU.

-          A minha língua é comprida - disse ela.

Pois, deve ser. Mas isso em nada me ajuda a encontrar o assaltante.

E agora, para onde vou? Para cima ou para baixo? Fui para baixo porque me pareceu mais lógico.

Antes do cruzamento, quase tropecei na EDUARDA, que me disse:

-          A praia é linda menina.

Ah isso é!

Para recarregar energia, fui tomar um cafezinho com a Terezinha. Depois continuei a seguir as portas e as janelas da calçada. Em frente à Astória o MARTINS falava sobre o mar. Era sinal de que o mar se encontrava perto.

Estava quase a chegar ao fim da rua, quando ouvi o ANTERO a falar sem parar. Mas não percebi nada do que estava a dizer.

De repente avistei uma bela estátua, mesmo no centro de uma linda praça.

Gostava tanto de dar uma palavrinha ao Sr. Presidente nos Paços do Concelho, mas não posso. Tenho de encontrar aquele assaltante.

Não falei com o Sr. Presidente mas falei com o VITORINO, mesmo junto ao edifício património da cidade. Quando me aproximei, disse-me:

-          A minha vida não tem idade: tem tempo.

Um bom ponto de vista, sim senhor.

Na rua mesmo ao lado, encontrei novamente o rasto no chão. Excelente! Afinal, não estava perdido.

Fui rua abaixo e quando comecei a ver o mar, nas minhas costas o BRAVO disse em voz alta:

-          Não estais contando bem?

Contando? Eu?

Um pouco mais à frente, o rasto terminou. E agora? Para onde vou?

O meu instinto levou-me a seguir o passeio dos poetas, junto ao lindo areal da praia: “Que em menino andou”, achei que estava no caminho certo.

Mais uns metros à frente encontrei uns peixinhos e o rasto novamente. Porreiro.

O rasto estava quase a terminar. E quem é que estava ali? O JOSÉ a falar da fome.

Escassos metros à frente encontrei o BARROS a falar do coração da ilha.

Continuei entre os pilhares e logo à direita, no canto, o CANDEIAS perguntou-me:

-          E se no fim faltar o cais para a chegada?

Mas eu não vou viajar!

Parei um pouco para admirar o grande Ramo Grande. Olhei em redor e apareceu o CARLOS a falar da sua vida:

-          Quando nasci...

Mas eu queria era saber do assaltante, não da vida do Carlos.

Onde é que te meteste? Para onde foste?

Desistir?

Não. Nem pensar. Tenho de encontrar aquele diário.

Para recuperar o Diário da Júlia, na matriz em anexo, terá de colocar por ordem crescente os anos encontrados nos diversos locais da história (são 25 no total). Os nomes em letras MAIÚSCULAS correspondem aos respetivos locais

O ano 1842, que irá encontrar num dos pontos, já está inserido na matriz como exemplo.

N 8D 21Cº 1C 16D . 23B 4C 18D

W 6C 25A 13Dº 24C 9C . 19D 12C 2C

Additional Hints (Decrypt)

Rfgbh ahz ohenpb... qr sreeb
ZHVGN NGRAÇÃB PBZ BF ZHTTYRF

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

97 Logged Visits

Found it 70     Didn't find it 4     Write note 10     Archive 2     Unarchive 1     Temporarily Disable Listing 3     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Owner Maintenance 1     Post Reviewer Note 3     

View Logbook | View the Image Gallery of 6 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 2/3/2017 5:36:58 AM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (1:36 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page