Skip to Content

<

Gruta do Poço Velho

Hidden : 02/03/2013
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

AQUI COLOCA O NOME DA FOTO


Located in the center of Cascais, near the garden "Visconde da Luz", the building behind St. Joseph the arqueossítio the "Cave of the Old Well" has been first identified in the nineteenth century, by the renowned engineer and researcher Portuguese Carlos Ribeiro (1813-1882).

This archaeologist undertook, then (1879), excavations at the site, which allowed him to collect a considerable number of artefacts, later integrated into the archaeological collection of the "Museum of the Geological and Mining Institute", belongs, at the time, the Geological Survey. And although the found objects cover a diachronic rather long - from the Upper Paleolithic to the Modern Age (the latter present in fragments of glass and crockery) - the most significant estate reported to the Late Neolithic and Chalcolithic (c. 2500 - c. to 1500. C), ie precisely the period during which the site was used as burial ground, where they were exhumed at least 115 individuals. In fact, the "Cave of the Old Well" we are in the presence of him who has been the first deposition of dead to be studied, of all who are in the region of Cascais and datable 3.

Third millennium before our era, with particularity of being a space not built by man. Integrated into the process commonly known as Secondary Products Revolution occurred in the transition from 4. º to 3. º millennium. C., and throughout the first half of the latter, this site (which was used until the Bronze Age), clearly shows the changes at the time, within these rural communities, particularly with regard to social differentiation, resulting in a higher production, circulation and concentration of wealth. Purpose of visit by members of referential IX session of the Congres International d'Anthropologie et d'Archéologie Préhistoriques (CIAAP), held in Lisbon in September 1880, arqueossítio consists of two caves with about sixty meters long Maximum linked by a maze of galleries groundwater, some of which reach a height of about sixty centimeters. Open at the base of a limestone platform on the right bank of the river of vines, access to the network of galleries is accomplished through differentiated inputs.

In addition to the articles mentioned above (see above), were found several examples of sanctity or votive executed in limestone, as in the case of idols, a depiction of an adze encabada, fragments of figuration in lunar crescent and slate plaques , pair with some elements of adornment, also exhibited in the Museum of the Counts of Castro Guimarães, Cascais. Were also collected numerous testimonies of close proximity to the site will always be maintained with the sea, such as shells of scallops, along with other univalves and bivalves, possibly resulting from any funerary offerings. Once, in 1945, have been delivered to the "Junta de Turismo da Costa do Estoril", the conservation of the site will include the presentation ("musealization"), despite the enormous pressure that real estate has been felt in its surroundings, a continuum of degradation yet started at the end of eight, when it recorded the first attacks on their integrity.

Localizado no centro da vila de Cascais, nas proximidades do jardim "Visconde da Luz", por trás do edifício São José, o arqueossítio da "Gruta do Poço Velho" terá sido primeiramente identificado ainda no século XIX, pelo conhecido engenheiro e investigador português Carlos Ribeiro (1813-1882). Este arqueólogo empreendeu, então (1879), escavações no local, que lhe permitiram recolher um considerável número de artefactos, posteriormente integrado na colecção arqueológica do "Museu do Instituto Geológico e Mineiro", pertença, na época, dos Serviços Geológicos. E apesar de os objectos encontrados abrangerem uma diacronia assaz longa - desde o Paleolítico superior à Idade Moderna (esta última presente em fragmentos de vidro e de louça) -, o espólio mais expressivo reportava-se ao Neolítico final e ao Calcolítico (c. 2500 - c. 1500 a. C), ou seja, precisamente ao período durante o qual o sítio foi utilizado como necrópole, onde foram exumados, pelo menos, 115 indivíduos. Na verdade, na " Gruta do Poço Velho" estamos em presença daquele que terá sido o primeiro lugar de deposição de mortos a ser estudado, de todos quantos existem na região de Cascais e datáveis do 3.º milénio antes da nossa Era, com a particularidade de ser um espaço não construído pelo Homem. Integrado no processo vulgarmente conhecido por Revolução dos Produtos Secundários, ocorrido na transição do 4.º para o 3.º milénio a. C., e durante toda a primeira metade deste último, este sítio (que foi utilizado até à Idade do Bronze), evidencia bem as alterações verificadas, à época, no seio destas comunidades camponesas, nomeadamente no respeitante à diferenciação social, decorrente de uma maior produção, circulação e concentração de riqueza. Objecto de visita por parte dos membros da referencial IX sessão do Congrés Internacional d' Anthropologie et d'Archéologie Préhistoriques (CIAAP), realizado na cidade de Lisboa em Setembro de 1880, o arqueossítio é constituído por duas grutas com cerca de sessenta metros de extensão máxima ligadas por um labirinto de galerias freáticas, algumas das quais atingem uma altura aproximada dos sessenta centímetros. Abertas na base de uma plataforma calcária situada na margem direita da ribeira das Vinhas, o acesso à rede de galerias é realizado através de entradas diferenciadas. Para além dos artefactos supramencionados (vide supra), foram encontrados vários exemplares de carácter sagrado ou votivo executados em calcário, como nos casos dos ídolos, de uma representação de uma enxó encabada, de fragmentos de uma figuração em crescente lunar e das placas de xisto, de par com alguns elementos de adorno, igualmente expostos no Museu dos Condes de Castro Guimarães, em Cascais. Foram, ainda, recolhidos inúmeros testemunhos da grande proximidade que o local terá sempre mantido com o mar, como conchas de vieiras, a par de outros univalves e bivalves, possivelmente decorrentes de eventuais oferendas funerárias. Depois de, em 1945, ter sido entregue à "Junta de Turismo da Costa do Estoril", a conservação do sítio passará pela sua apresentação ("musealização"), apesar da enorme pressão imobiliária que se tem feito sentir na sua área envolvente, num continuum de degradação iniciado ainda em finais de oitocentos, altura em que se registaram os primeiros atentados à sua integridade. [AMartins]

Additional Hints (Decrypt)

va gur nepu ba gur yrsg/ bhgfvqr gur ohvyqvat

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.