Skip to Content

EarthCache

Fórnea Wonder [Alcaria]

A cache by Lusitana Paixão Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 1/1/2014
In Leiria, Portugal
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:





Fórnea Wonder [Alcaria] EarthCache

Na coordenada indicada, terá uma vista privilegiada sobre a Fórnea de Alcaria, e poderá observar este extraordinário fenómeno geológico, único em Portugal, em toda a sua amplitude. Para reclamar o found desta EarthCache, envie por e-mail a resposta às seguintes questões:

1- Na coordenada indicada vai encontrar uma laje calcária que serve de plataforma privilegiada para observação da Fórnea. Qual é o formato dessa laje? a)Rectangular b)Oval c)Triangular

2- De frente para a Fórnea, observe o flanco esquerdo. Estime o grau de inclinação da encosta?

3- Quantos depósitos de vertentes (cascalheiras) consegue observar nessa encosta?

4- Que tipo de erosão está na origem da formação da Fórnea de Alcaria? Justifique a sua resposta.

5- Se desejar, inclua no seu log uma fotografia sua na coordenada indicada, com a Fórnea em plano de fundo (opcional).

Deve enviar as suas respostas para o endereço de mail indicado no perfil do Owner. Não é necessário aguardar resposta para registar o seu found, no entanto, logs cujas respostas não foram comunicadas não serão considerados válidos.

On the published coordinates, you’ll have a privileged view over the Fórnea de Alcaria, and have de opportunity to watch this extraordinary geological phenomenon in all its breadth. To claim this found, please email the answer to the following questions:

1 – On the published coordinates you will find a limestone slab that serves as a unique platform for observation of Fórnea. What is the format of this slab? a) Rectangular b) Oval c) Triangular

2 - Facing Fórnea, observe the left flank. Estimate the dip of this slope?

3 - How many talus deposits can you observe on this slope?

4 - What kind of erosion process is responsible for the formation of Fórnea de Alcaria? Justify your answer.

5 - If you want to, include in your log a picture with Fórnea de Alcaria in the background (optional).

Geocachers should send their replies to the e- mail indicated in the Owner profile. It is not necessary to wait for an answer to register your found, however, logs whose responses were not reported will not be considered.

Compreender o fenómeno / Understanding the phenomenon

“Reculée” ou “Fórnea” é um recuo pronunciado em forma de anfiteatro de uma zona baixa para dentro de um planalto calcário (calcários duros mas permeáveis no topo, e calcários margosos e margas menos duras na base). As margas são rocha sedimentar 'macia', que contem uma razoável percentagem de argila, e portanto mais sensíveis ao fenómeno erosivo. Pode ser simples ou ter várias ramificações e um comprimento de alguns metros até 1 km.
Para os geógrafos, uma Fórnea é um longo vale que penetra dentro de um planalto constituído por várias camadas calcárias horizontais e que termina abruptamente no fundo de um anfiteatro de pedra calcária, no sopé do qual flui um ressurgimento.


'Reculée' or 'Fórnea' is a pronounced decrease in the shape of an amphitheater downtown area, into a limestone plateau (hard but permeable atop limestone, marls and less harsh on the base). Marl is a sedimentary rock, which contains a reasonable amount of clay, therefore more sensitive to erosion phenomenon. A Fórnea can be simple or have multiple branches and a length of a few meters up to 1 km.

For geographers, a Fórnea is a long valley that enters into a plateau consisting of several horizontal layers limestone and ending abruptly at the bottom of a limestone amphitheater at the foot of which flows a resurgence.



O papel das falhas à escala das Fórneas

Uma falha corresponde a uma zona de descontinuidade geológica, preferencialmente erodível, que se transforma num dreno privilegiado para as águas de superfície. Quanto às águas subterrâneas, vão poder infiltrar-se, cavando redes subterrâneas, arrastando pedras e saibros que contribuem para a erosão da rocha, até formar uma profunda depressão que estará na origem da Fórnea.


Entre diversos tipos de falhas, podemos distinguir as principais: Falha por distensão, por compressão, por desligamento, ou falha oblíqua, representadas no esquema acima.

A failure corresponds to a zone of geological discontinuity, preferably erodible, which becomes a privileged place for surface water drain. As groundwater will be able to infiltrate, digging underground networks, dragging stones and grit that contribute to the erosion of rock, until a deep depression that will lead to the Fórnea.


Among various types of faults, we can distinguish the major: Dip-Slip faults, Strike-Slip faults, or Oblique-Slip faults, illustrated in the following scheme:

The role of faults at the scale of Blind Valleys

As falhas que guiaram o desenvolvimento da Fórnea são dificilmente percetíveis no terreno, já que um espaço “vazio” tomou o seu lugar, e porque os aluviões e as cascalheiras disfarçam a sua observação. Geralmente é o desnível entre os dois flancos do anfiteatro que testemunham a sua presença.

Faults that have guided the development of Fórnea are hardly visible on the ground, as an 'empty' space took its place, and because the alluvial gravels disguise their observation. Generally it is the gap between the two sides of the amphitheater that testify his presence.


Origem e formação das Fórneas

A localização de uma Fórnea, também chamada “Vale Cego” ou “Reculée”, não se deve ao acaso. À escala do sítio, a incisão instalou-se numa zona sensível à erosão, que corresponde à instauração de uma linha de falha na maioria dos casos. O esquema acima apresenta as diferentes fases da formação de uma Fórnea.

The location of a Fórnea, also called 'Blind Valley' or 'Reculée', if not fortuitous. At the scale of the site, the incision was installed in a zone sensitive to erosion, which corresponds to the opening of a failure line in most cases. The following scheme shows the various steps of formation of a Fórnea:

Origin and formation of Blind Valleys

Já à escala regional, a formação de uma Fórnea é consequência do afundamento progressivo do nível de base das ribeiras, que resulta ao longo do tempo no fenómeno de erosão por um rio subterrâneo. Estes fenómenos têm origem na época terciária, durante a qual as montanhas foram subindo lentamente e alguns planaltos abateram.

On regional scale, the formation of a Fórnea is a consequence of progressive subsidence of the base level of the rivers, which over time results in the phenomenon of erosion by an underground river. These phenomena originate in the Tertiary period, during which the mountains were rising slowly.


Fórnea (Cova da Velha) Alcaria

A Fórnea de Alcaria, como o próprio nome indica, é um recuo pronunciado em forma de anfiteatro, de uma zona baixa para dentro de um planalto calcário. Um fenómeno geológico espetacular e único em Portugal. À parte a explicação científica, os habitantes locais chamam-lhe, até aos dias de hoje, de Fórnea devido à sua forma que se assemelha a um forno. A designação de Fórnea advém da explicação científica da formação natural desta depressão.
A sua forma assemelha-se a um enorme abatimento da crosta terrestre começando em Chão das Pias – Serro Ventoso - e descendo até Alcaria. Inserindo-se no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, para além da beleza inerente à sua forma, a Fórnea, é ainda, enriquecida pela natureza que a envolve.
A vegetação baixa e a marca calcária que a caracteriza no topo, em Chão das Pias, forma um espetáculo natural quando vemos a continuidade que se segue, entre a vegetação, as escarpas e as cascatas de água, que rebentam da Cova da Velha em alturas de maior precipitação alimentando o Ribeiro da Fórnea, em direção a Alcaria.
A Fórnea é um anfiteatro natural com cerca de 500m de diâmetro e 250m de altura, escavado nos calcários margosos, margas e calcários do Jurássico inferior e médio, sendo, por isso, um lugar rico em fósseis. Localizando-se no Polje de Alvados, a Fórnea é uma extensa depressão com o fundo aplanado envolto por vertentes íngremes e por ribeiras temporárias afluentes do Rio Lena, o Rio Cabrão e o Ribeiro da Fórnea, que se juntam para formar o Rio Alcaide.

Estas nascentes temporárias, que são consideradas responsáveis pela formação da Fórnea, através do processo de erosão regressiva, provocaram o recuo das cabeceiras das linhas de água. Foi este processo que permitiu que, hoje em dia, a encosta da Fórnea contenha o relevo tão acentuado que a caracteriza. Sensivelmente a meio da encosta, é possível visitar uma das nascentes mais elevadas, onde a água nasce da gruta da Cova da Velha. A gruta da Cova da Velha, visitável na sua parte inicial, tem uma galeria com cerca de 500 metros de extensão, e que se estende ao longo da falha onde se encontram lagos e sifões.

The Fórnea of Alcaria, is a spectacular and unique geological phenomenon in Portugal. Apart from the scientific explanation, the locals call it, up to today, the Fórnea due to its shape that resembles an oven (Forno in portuguese). The designation comes from Fórnea scientific explanation of this natural depression.


Its shape seems like a huge crustal subsidence starting at Chão das Pias – Serro Ventoso - down to Alcaria. Being part of the Natural Park of Serra de Aire e Candeeiros, in addition to the inherent beauty of its shape, the Fórnea, is also enriched by the nature that surrounds it.
Low vegetation and limestone brand that features at the top, at Chão de Pias, are part of a natural spectacle that follows the continuity between vegetation, cliffs and waterfalls. In times of higher rainfall, the cave of Cova da Velha becomes a spectacular waterfall whose waters join the Ribeira da Fórnea towards Alcaria.


The Fórnea is a natural amphitheater with about 500m in diameter and 250m high, excavated in the marly limestones, marls and limestones of the Lower and Middle Jurassic, and therefore rich in fossils. Located at the Polje of Alvados, the Fórnea is an extensive depression with flattened bottom surrounded by steep slopes and temporary watercourses tributaries of Lena River, Cabrão River Fórnea River, which join to form the Alcaide River.


These temporary springs, which are considered responsible for the formation of Fórnea through the regressive erosion process, caused the retreat of the headwaters of streams. It was this process that allowed nowadays, the slope of Fórnea contains such sharp relief that characterizes it. Substantially halfway up the hill, you can visit one of the highest springs, where the water comes from the cave of Cova da Velha. The cave of Cova da Velha, visitable in its initial part, has a gallery with about 500 meters long, and extends along the fault where lakes and siphons.

Flora and Fauna on Fórnea of Alcaria

A flora é composta por matos baixos de roselhas, alecrins e pilriteiros. Existem também algumas figueiras, loureiros e medronheiros. Podem, também, ser encontrados exemplares de uma árvore rara em Portugal: a zelha. Em termos de plantas aromáticas, pode encontrar-se o poejo. Pelas suas características, a Fórnea permite a existência de uma grande variedade de habitats levando a que existam diferentes espécies de fauna: répteis - cobra-de-escada, cobra-de-ferradura, sardão e lagartiza-do-mato; aves - peneireiro-de-dorso-malhado, águia-cobreira, águia-de-asa-redonda, cartaxo, tentilhão-comum, toutinegra-real, verdilhão, milheiriça, perdiz, rola, escrevedeira-de-garganta-preta; mamíferos - raposa, doninha, texugo e ouriço-cacheiro.

The flora consists of low scrub of rosemary and hawthorn. There are also some fig trees, laurels and arbutus. A rare tree in Portugal can also be found here: the Zelia. In terms of herbs, it’s possible to find the pennyroyal. Due to its characteristics, the Fórnea allows the existence of a wide variety of habitats for different species of fauna: reptiles - slow-stairs, slow-horseshoe, lizards of the woods; birds - kestrel-tabby-backed, short-toed eagle, eagle-winged-round, common finch, warbler-real, Greenfinch, partridge, turtledove; mammals - fox, ferret, badger and hedgehog.


Fontes e agradecimentos / Sources and acknowledgments

www.freguesia-alcaria.pt
www.tourisme-hauteseille.fr
http://pages.geo.wvu.edu/~jtoro/welcome.htm
'Montagne du Jura, geologie et paysage', Michel Campy and Vincent Bichet

Many thanks Daniel Oliveira for your help on this EarthCache, and for the constant sharing of knowledge

EarthCache Program

Visiting an EarthCache site is a great way to learn more about our wonderful world. It can take you to many places that you would not normally visit, and teach you about why those places are special or unique. EarthCache sites can also teach you and your family important skills such as navigation and map reading. What better way to learn than to have fun exploring on this wonderful planet we call Earth! Find more at http://www.earthcache.org/



This page was generated by GeoPT Listing Generator

I am a proud

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

255 Logged Visits

Found it 242     Didn't find it 1     Write note 11     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 168 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 9/11/2017 2:11:20 PM Pacific Daylight Time (9:11 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page