Skip to content

<

Capela de Santa Bárbara - Sobral de São Miguel

A cache by PDAR Team Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 02/18/2014
Difficulty:
1 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Capela de Santa Bárbara - Sobral de São Miguel

A freguesia de Sobral São Miguel, com uma área de 23,94 Km2, situa-se no sudoeste do concelho da Covilhã. Para além da Sede de freguesia, que dista cerca de 40 km da Sede do concelho, anexa ainda o lugar de Pereiro.
Sobral de São Miguel é um povoado muito antigo, sendo que o primeiro documento que se lhe refere e que se conhece, é um apontamento dos inquiridores de D. Dinis, datado de 1284. Posteriormente e até 1970, a freguesia era denominada por Sobral de Casegas, uma vez que pertenceu até 1888 à freguesia de Casegas, tornando-se então independente a nível administrativo. A pedido dos sobralenses passou a designar-se Sobral de São Miguel (orago da freguesia), pelo decreto-lei nº 69/70 de 27 de Fevereiro.
A freguesia localiza-se numa área muito montanhosa, onde sobressai o Gondufo (localmente designado por Cabeço d'A Nave), um dos cumes mais imponentes da Serra do Açor, com 1.243m de altitude. A partir desta Serra desenvolvem-se outras elevações de menor altitude, com uma exposição NW-SE, separadas por pequenos cursos de água, de entre os quais se destaca a Ribeira de Porsim. É neste afluente do Rio Zêzere, a cerca de 600m de altitude, que se localiza a aldeia de Sobral de São Miguel.
A Serra do Açor constitui uma importante barreira que protege a freguesia das correntes de ar marítimo provenientes do Atlântico, apesar dos ventos de Noroeste serem uma constante nos locais de maior altitude. Por outro lado, a preponderância das vertentes expostas a sudeste, faz com que a vegetação local apresente uma mistura interessante de espécies de influência atlântica e mediterrânica. Assim, para além do pinheiro bravo, que predomina na região, podemos encontrar algumas áreas onde dominam espécies como o medronheiro ou o sobreiro (o termo “Sobral” deriva do latim Suberale, que tinha o significado de terreno onde crescem sobreiros).
Do ponto de vista litológico, a área da freguesia insere-se na grande mancha do complexo xisto-gresoso das Beiras. Os xistos e grauvaques são as formações rochosas que dominam a área, onde espontaneamente podemos encontrar alguns filões quartzíticos.
Dada a sua posição periférica e o forte potencial ao nível dos recursos naturais, Sobral de São Miguel sempre foi uma freguesia rural, que chegou a contar com mais de 1.400 habitantes em 1960, alguns dos quais trabalhadores das Minas da Panasqueira. Nesse período a economia local assentava na agricultura de subsistência, na pastorícia (sobretudo gado caprino) e na produção de carvão.
Actualmente, a freguesia apresenta cerca de 400 habitantes (418, segundo os Censos de 2011), correspondendo a uma estrutura etária bastante envelhecida.
A actividade económica local continua a ser dominada pela exploração dos recursos naturais, sendo que para além da agricultura e da pastorícia, destacam-se a construção civil e a exploração de xisto. Na aldeia existem duas pedreiras de xisto, que vendem ardósia e xisto para o mercado nacional e internacional.
Integrada na rede das Aldeias de Xisto desde 2010, a freguesia apresenta vários pontos de interesse. A aldeia de Sobral de São Miguel, sobretudo o seu núcleo mais antigo, situado nas margens da Ribeira de Porsim, apresenta-se aos visitantes como um anfiteatro de casas em xisto, com telhados em ardósia, servidas por ruas e escadarias que formam um interessante conjunto arquitectónico.
A Casa Museu João dos Santos (onde actualmente se localiza a Sede da Junta de Freguesia) e a Residência Paroquial, também merecem destaque. A piscina fluvial, os açudes, as pontes, os moinhos e o lagar são elementos muito bem integrados na paisagem onde o xisto é a marca dominante.
Para os visitantes que preferem o desporto e a aventura, as imediações da aldeia apresentam vários pontos de interesse, de entre os quais se destaca a cascata do Vale das Vacas, eleita como uma das cinco 'Belezas Naturais' do Concelho da Covilhã, em 2010.

 

ESTA CAPELA SURGE EM HOMENAGEM À PADROEIRA DO SOBRAL DE SÃO MIGUEL, REALIZANDO-SE AS FESTIVIDADES NO 2º DOMINGO DE AGOSTO, SENDO MANDADA CONSTRUIR PELOS MINEIROS EM 1940

 

A CACHE

A CAHE É DE TAMANHO PEQUENO, CONTENDO LOGBOOK E PERMITE TROCA DE TB e GC



This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (No hints available.)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.