Skip to Content

<

6 CSCVV OFR - Fonte de chafurdo II

A cache by fmpbs team Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 03/12/2014
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation

6 CSCVV OFR - Fonte de Chafurdo II

Desde o século IX que os peregrinos rumam a Santiago de Compostela para venerar as relíquias de Santiago, depositadas na catedral de Compostela. A peregrinação a Santiago de Compostela foi das mais concorridas e importantes da Europa medieval, superada apenas pelas peregrinações a Roma e Jerusalém.

Por toda a Europa proliferam caminhos que vão entroncar com os caminhos espanhóis. Com exceção das várias vias do Caminho Português e do Caminho da Prata, do qual uma variante atravessava o nordeste de Portugal, que têm origem a sul, e do Caminho Inglês que vinha do norte, a maior parte liga-se ao Caminho Francês, cuja rota mais popular entra em Espanha na zona de Pamplona(Roncesvalles), se encontra com as restantes em Puente la Reina e segue ao longo do norte de Espanha.

A popularidade que a peregrinação a Santiago de Compostela atingiu na Idade Média, está na atualidade a ser recuperada, depois de séculos esquecida. Contudo, se no passado esta peregrinação tinha uma forte componente religiosa, hoje tornou-se, sobretudo, um itinerário cultural. O Caminho de Santiago foi classificado pela UNESCO, em 1998, como Património da Humanidade.

O Caminho é geralmente feito a pé, mas também pode ser feito de bicicleta, a cavalo, ou até de burro. O símbolo dos peregrinos é uma vieira, a venera, cujas origens se atribuem aos povos ancestrais que antes do cristianismo peregrinavam a Finisterra, durante muitos séculos considerado o local mais ocidental do mundo conhecido. O Caminho de Santiago é popularmente associado, desde há séculos à Via Láctea, por supostamente indicar o caminho para Santiago de Compostela à noite.

O concelho de Oliveira de Frades também foi percorrido por peregrinos que se dirigiam a Compostela. O caminho (que assenta na antiga estrada romana, que mais tarde é apelidada de “estrada velha ou do peixe”, passava por várias freguesias do concelho: Destriz, Reigoso, Pinheiro, Souto de Lafões (Vilarinho) e São Vicente de Lafões.

Os Municípios de Oliveira de Frades, Tondela, Vouzela, Sever do Vouga e Albergaria-a-Velha assinaram, no dia 8 de janeiro, o protocolo com a Entidade Regional de Turismo Centro de Portugal, que prevê, durante o ano de 2014, a implementação do traçado do «Caminho Português Litoral de Santiago» nas suas áreas geográficas.

Os cinco Municípios, em parceria com o Turismo do Centro, irão elaborar o traçado oficial e realizar ações de promoção, conservação, limpeza e sinalização do mesmo.

Esta iniciativa insere-se em ações de valorização do território e respetivos recursos, indo ao encontro da satisfação daqueles que recorrem ao Turismo Religioso e dando resposta ao crescente aumento de peregrinos.

A cache

A cache dá a conhecer uma fonte de chafurdo, das poucas existentes no concelho. Antes da chegada dos chafarizes com água canalizada e condições de asseio, a água para abastecimento das nossas aldeias repousava nas fontes de chafurdo, ou de mergulho, onde se enchiam caldeiros e cântaros.

A manifesta falta de higiene deste tipo de fonte, levou à sua progressiva substituição pelo chafariz, construção mais sóbria, em que a água caía de uma caneira ou de um tubo para o pio onde se ia acumulando. Para além do asseio, o chafariz permitia o aproveitamento da água do pio, que servia para dessedentar os animais ou para lavagens. Muitos chafarizes tornaram-se vistosos monumentos, substituindo as antigas fontes, que foram soterradas, assim desaparecendo.

Na fonte de chafurdo cada utilizador mergulha o recipiente na água, assim o enchendo. Ora, sendo a fonte utilizada por toda uma comunidade, cada utilizador terá que ter o máximo cuidado, evitando enludrar a água. Era até comum ver ao lado da fonte uma pequena lata ou caço de barro, que tinha em vista servir de copo a quem passava e pretendia matar a sede.

É pequena; contem logbook, stashnote e lápis.


This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

Baqr bf navznvf orovnz...aãb rfgá ab zheb!

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.