Skip to content

<

EC07PM A EUROPA ACABA AQUI... [ FLORES - AÇORES]

A cache by PALHOCOSMACHADO Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 09/27/2014
Difficulty:
5 out of 5
Terrain:
5 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


A EUROPA ACABA AQUI…

ILHÉU DO MONCHIQUE

[Flores – Azores]

EARTHCACHE SUBMARINA

PORTUGUÊS

O ILHÉU DE MONCHIQUE

O lhéu de Monchique é um grande rochedo oceânico sito frente à costa oeste da ilha das Flores, nos Açores, nas coordenadas geográficas 39º 29.665' N e 31º 16.494' W. Se os Açores forem considerados como parte da Europa (embora o ilhéu e as ilhas do Grupo Ocidental estejam situadas na placa norte-americana), o ilhéu de Monchique constitui o ponto mais ocidental da Europa. Na altura em que a navegação era feita com base nos corpos celestes este ilhéu de Monchique serviu como ponto de referência para acertar as rotas e verificar os instrumentos de navegação,

O ilhéu é um enorme rochedo de sólido basalto, constituindo os restos de um cone litoral desmantelado pela erosão marinha. Eleva-se a partir de uma plataforma sita a 40–50 m de profundidade, constituída por escoadas lávicas de morfologia irregular, o que confere aos fundos circundantes um microrrelevo acentuado. São numerosas as cavidades submarinas nas encostas dos ilhéus. A região mais profunda da formação é recoberta por depósitos de blocos, calhaus rolados areias. Nas zonas próximas à linha de costa do ilhéu as escoadas lávicas apresentam grandes fraturas, originando paredes verticais. A baixa profundidade existem covas de gigante de grandes dimensões.

A ilhota está localizado a mais de uma milha (1,6 km) ao norte-noroeste da ilha de Flores, em uma baía entre a Ponta de Fenais ( Ponto Fanaes ou Fanais Porto ) e a Fajã Grande. A ilhota é realmente localizado na placa da América do Norte entre os dois ocidentais ilhas açorianas de Flores e Corvo .

A ilhota é um monólito sólido de preto basalto rocha que consiste de uma formação de parede vertical, resquícios de um cone vulcânico no litoral, corroída pelas forças do oceano. Estende-se abruptamente a uma altura de 34 metros (112 pés) acima do nível do mar. O ilhéu foi formado a partir de fluxos irregulares de lava que produziram muitas cavidades submarinas ao longo da ilhota, com areia e pedregulhos acumulados em torno da costa. A ilhota é uma área elevada, que inclui duas formações rochosas acima da superfície da água.

Um canal profundo separa o Ilhéu de Monchique a partir da costa, com apenas um afloramento de rocha chamado de Baxio Raza que a separa da costa. Uma vez que o canal está entre 45 metros (148 pés) e 55 metros (180 pés) metros de profundidade, os navios eram capazes de ancorar na baía, auxiliando os visitantes para a área e fornecendo abrigo contra tempestades. O canal profundo, através do qual os navios podem navegar com cuidado (e ainda evitar algumas rochas da superfície) é considerado seguro para a navegação. A formação rochosa Baxia Rasa se ​ ​estende ao longo de um comprimento de 0,4 milhas (0,64 km), um terreno acidentado situado a oeste da Ponta de Fenais.

A HISTÓRIA DO ILHÉU

Historicamente, o local funcionava como um (astronômico celestial ) de navegação guia e referência para os marinheiros marca, que calibrado seu equipamento de navegação, fazendo referência a ilhota em longas travessias do Atlântico. A sua formação geológica única também atraiu os visitantes que viajam entre a Europa e a América, cruzando-se aqui no seu caminho para os portos de Lajes ou Santa Cruz portos de Ilha das Flores. As encostas íngremes de rocha da costa da ilhota serviram como abrigo contra ventos fortes em alto mar.

A FLORA E A FAUNA

O ilhéu está no centro de uma região de grande diversidade biológica, com cerca de uma centena de espécies identificadas e um índice de Margalef de 11,0.1 A flora litoral é dominada pela espécie Dictyota dichotoma, uma alga castanha iridiscente. Na região intertidal existem populações numerosas dos moluscos Patella aspera (lapa-brava) e Megabalanus azoricus (cracas). Nas águas circundantes são abundantes os peixe-rei (Coris julis).

As Sete Maravilhas das Flores

A população das Flores, escolheu, entre 21 locais nomeados, os sete sítios mais bonitos.São eles: o ilhéu do Monchique, a Gruta do Galo, a Gruta dos Enxaréus, a Caldeira Negra, a Caldeira da Lomba, o Poço do Bacalhau e a Rocha dos Bordões.

O MERGULHO

O mergulho (nível 2 de experiência), deve ser feito de escafandro, para poder admirar com tempo a zona envolvente ao ilhéu. O mergulho na zona vai até uma profundidade máxima de 40 metros, sendo a temperatura da água no verão de cerca de 4º centigrados e tendo-se uma visibilidade média, aproximada, de 30 metros.

Recomendações:

Convém sempre mergulhar acompanhado.

Tenha sempre em atenção, em primeiro lugar, a sua segurança!

PARA REALIZAR E REGISTAR ESTA EARTHCACHE:

PERGUNTAS:

Para “encontrar/registar” esta cache deverá: provar que esteve no local e responder às seguintes questões, enviando um email/mensagem de Geocaching, com as respostas, em português ou em inglês, para o nosso perfil.

Só depois, de enviar as respostas, e conforme as “guidelines” para as Earthcaches, deverá efetuar o seu registo!

Serão removidos todos os registos que não obedeçam a estes requisitos.

a) Como é constituído, do ponto de vista geológico (descrição geológica) o fundo, à volta do ilhéu?

b) Qual a profundidade média da plataforma onde “assenta” este ilhéu?

c) Descreve o tipo de fundo, à volta do ilhéu?

d) Que tipo” de rocha, forma este ilhéu?

e) Explica como foi formado este ilhéu.

f) Qual o comprimento e altura do Ilhéu de Monchique?

g)  TAREFA  OBRIGATÓRIA:Deverá tirar uma foto sua, onde você apareça (ou com um papel/placa onde conste o seu nickname e a data da visita) e que comprove a sua presença no GZ desta EC - NÃO METASPOILERS. Esta foto deverá ser colocada no seu registo ou enviada por email ou sistema de mensagens de Geocaching, para o owner!


Não responderemos ao seu contato, a não ser que haja algum “problema” com as suas respostas ou registo.

AGRADECIMENTOS:

Agradecemos a especial colaboração do amigo Carlos Mendes, bem como do

Professor Doutor Victor-Hugo Forjaz - Vulcanólogo de Engenharia, Jubilado

e do Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores (OGVA)

EUROPE ENDS HERE…

MONCHIQUE ISLET

[Flores - Azores]

ENGLISH

SUBMARINE EARTHCACHE

MONCHIQUE ISLET

The Monchique Islet is a large oceanic rock located off the west coast of the island of Flores in the Azores, in the geographical coordinates 39 29.665 'N and 31 ° 16.494' W. If the Azores are considered part of Europe (although the islet and Western Group of islands are situated in the north American Plate), the islet of Monchique is the westernmost point of Europe. At the time when navigation was based on celestial bodies this islet of Monchique served as a reference point to set routes and check the navigation instruments,

The islet is a huge solid basaltic rock, forming the remains of a littoral cone dismantled by marine erosion. Rises from a platform precinct 40-50 m deep, formed by lava flows of irregular morphology, which gives a sharp microrelief surrounding backgrounds. There are numerous underwater cavities on the Island slopes. The deepest formation in the region is covered by deposits of blocks, stony sands. Coming in to the islet shoreline, areas the lava flows have large fractures, causing vertical walls. The shallow pits are giant.

.

The islet is located more than a mile (1.6 km) north-northwest of the island of Flores, in a bay between the Fenais tip (Fenais Point or Port) and the Fajã Grande. The islet is actually located on the board of North America between the two Western Azorean islands of Flores and Corvo.

The islet is a solid monolith of black basalt rock formation consisting of a vertical wall, remnants of a volcanic cone on the coast, eroded by the forces of the ocean. Extends abruptly to a height of 34 meters (112 feet) above sea level. The islet was formed from irregular lava flows produced many subsea wells along the islet with sand and gravel accumulated around the coastline. The island is a raised area, which includes two formations above the water surface.

A deep channel separates the islet Monchique from the coast, with only an outcrop of rock called Baxio Raza that separates the coast. Once the channel is between 45 meters (148 feet) and 55 meters (180 feet) meters deep, ships were able to anchor in the bay, assisting visitors to the area and providing storm shelter. The deep channel through which ships can navigate with caution (and still avoid some rocks from the surface) is considered safe for navigation. The rock formation Baxia Rasa extends over a length of 0.4 miles (0.64 kilometers), a rugged land located west of Ponta de Fenais.

THE HISTORY OF ISLET

Historically, it functioned as a Celestial (Astronomical) navigation guide and reference for sailors brand that calibrated your navigation device, referencing islet long Atlantic crossings. Its unique geological formation also attracted visitors traveling between Europe and America, crossing here on their way to the ports of Lajes and Santa Cruz harbors of Flores Island. The steep slopes coast rock islet served as shelter from strong winds at sea.

FLORA AND FAUNA

The islet is at the center of a region of high biodiversity, with about a hundred species identified and an index of Margalef 11,0.1 The coastal flora is dominated by Dictyota dichotoma species, brown iridescent seaweed. In the intertidal region there are large populations of mollusks Patella aspera (lapa-mad) and Megabalanus azoricus (barnacles). In the surrounding waters abound kingfish (Coris julis).

The Seven Wonders of Flowers

The population of Flores, chosen from 21 nominated sites, the seven most beautiful sites. They are: the islet of Monchique, the Cave of the Rooster, the Cave of Enxaréus, the Black Boiler, Boiler da Lomba, the Pit and the Rocha dos Bordões.

THE DIVE

Diving (level 2 experience), must be made ​ ​of diving, with time to be able to admire the surrounding area to the islet. The dip in the zone goes to a maximum depth of 40 meters, the water temperature in summer of about 4 centigrade and taking an average, approximate visibility of 30 meters.

Recommendations:

You should always dive together.

Keep in mind, first comes your safety!

TO PERFORM AND LOG THIS EarthCache:

QUESTIONS:


To "find / register" this cache must: prove that visited the site and answer the following questions by sending an email / message Geocaching, with answers (in Portuguese or in English, only) to our profile.

Only later, sending the answers, and as the "guidelines" for EarthCaches should make your registration! They will be removed from all records that do not meet these requirements.

a) From a geological point of view, how is constitutes (geological description) the bases of the islet??

b) What is the average depth of the platform where the islet is anchored?

c) Describe the type of bottom srrounding the islet.

d) What type of rock makes up the islet?

e) Explain how this islet was formed.

f) What is the length and width of the Islet of Monchique ?

g)  TASK (not optional): You must take a picture of yourself, where do you show up, (or with a paper / plaque with your geocaching nickname and the date of the visit) and that proves your presence in the GZ of this EC - no spoilers please. This photo must be placed in your log or sent by email or Geocaching messaging system, to the owner!

We do not respond to your touch, unless there is a "problem" with their answers or register.

THANKS

We appreciate the special collaboration of the friend Carlos Mendes, and of the

Professor Victor-Hugo Forjaz - Volcanologist Engineering, Emeritus

and Volcanological and Geotermic Observatory of Azores (OGVA)

Additional Hints (Decrypt)

Cnen gengne qhzn rzonepnçãb cbqreá pbagnpgne pbz: / Gb gerng bs n obng lbh pna pbagnpg:
Pneybf Zraqrf - Gry. 918390189

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.