Skip to Content

<

Cache das Lãs

Hidden : 10/06/2014
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Cache das Lãs

Fábrica de Lanificios da Arrentela - 1862

Arrentella...Por ser logar mui abundante de águas e à beira do Tejo estabeleceu alli um Audré Durrieu no principio deste século um lavadoiro de lãs acrescentando o seu estabelecimento com armazéns casas e brejos que aforou aos frades do Carmo senhorios de parte daquelles terrenos.

Em 1831 comprou o governo ao referido Durrieu esta propriedade por três contos de réis para alli estabelecer uma fábrica de mantas para o exército.

Esta fábrica não durou muitos annos, os armazens arruínaram-se até que se venderam juntamente com outros bens dos frades a João Rodrigues Blanco que a renovou para alli estabelecer uma fábrica de estamparia de algodões a qual prosperou por muito tempo até que decaiu com a alteração dos direitos da pauta.

Esteve fechada por alguns annos e em 1855 o sr. Júlio Caldas Aulete formou uma parceria mercantil para alli fundar uma fábrica de lanifícios com o capital de 160:000$000 rs em acções de 100$000 rs. Começaram logo as edificações necessárias compraram-se machinas para trabalhar a vapor e em 1858 começou a fabricar produzindo logo no primeiro anuo 10.650 metros de pannos pretos, azues e mesclas.

Em 1859 entrou para gerente administrador desta parceria o sr. Manuel Egreja que lhe deu grande impulso e tanto que nesse anuo produziu a fábrica da Arrentella 21.475 metros das mesmas fazendas e diversas casimiras de côres.

No anno de 1861 já os productos tinham adquirido tal perfeição que esta fábrica mandou á exposição industrial do Porto um variado sortimento de pannos aveludados casimiras e castorinas de diversas cores mesclas finas e ordinarias tudo escolhido no seu depósito e não expressamente fabricado para a Exposição. Também remetteu juntamente varias amostras de fio de lã de diversas côres.

Esta fabrica foi uma das premiadas n’esta Esposição. “...sendo agraciada com Medalha de Prata na Exposição Industrial do Porto em 1861, e merecendo a visita do Rei D. Carlos I e da Rainha D. Amélia em 1892.” (www.pcp.pt/criação-da-freguesia-da-arrentela-no-concelho-do-seixal-dis...)

No mesmo anuo de 1861 produziu a fabrica da Arrentella perto de 40.000 metros dos diversos tecidos já mencionados.

Para elevar o seu capital a 200:000$3000 rs foi a parceria da Arrentella transformada em companhia por escriptura de 10 de maio próximo passado. Tem esta fábrica uma excedente machina de vapor da força de 48 cavallos que trabalha continuamente com toda a sua força. É obra da officina nacional do sr Colbires e a primeira que se fez em Portugal.

Tem mais 6 machinas de fiação com 1.500 fusos, 32 teares mechanicos além dos teares niauuaes diversas machinas de lavar cardar urdir lustrar e outras para tinturaria ludas aperfeiçoadas Possue além d isto as necessarias clTicinas de serrai heria e carpintaria etc.

Calcula-se em 150 rontos de réis o valor dos edificios machinas utensilios lã em deposito ete 0 edilicio que mostra a nossa gravura é o da fabrica separado das outras offieiuas Consta de tres pavimentos Ao terreo está o motor o lavadoiro ea tinturaria No segundo os teares no terceiro a fiação e trabalhos de acabamento.

Emprega diariamente termo médio 160 operarios entre homens mulheres rapazes e raparigas.

Este trafego tem aviventado o legar da Arrentella dantes Ião pobre e inculto por faRa de trabalho para a maioria da povoação.

As lãs que alli se consomem são do termo de Lisboa do Alemtejo de Hespanha de Buenos Ayres e de Alemanha toda de boa qualidade de que tem sempre grande deposito.

Muitos productos d esta fabrica rivalisam já com os das estrangeiras e de dia para dia se aperfeiçoam.

A presidencia da direcção da nova companhia foi confiada pela assembléa geral ao sr Manuel Egreja poderoso capitalista que apesar de ser subdito hespanhol é um dos mais zelosos e benemeritos promotores da nossa industria 0 grande capital que tem empregado n esta fabrica o desvelo e intelligenciacom que a tem feito progredir promette um esperançoso futuro a este estabelecimento e vantajosos lucros aos accionistas.

Fonte: Archivo Pittoresco, Volume 5, 1862, pp. 164-167 consultado em lugaresdoseixal.blogspot.com/.../o-concelho-do-seixal-e-fabrica-de.html

Actualmente está despojada do seu imponente conjunto de máquinas, mantendo-se alguns edifícios de grande interesse arquitectónico.
A Companhia de Lanifícios de Arrentela encerrou definitivamente no início dos anos 90. (
www.cm-seixal.pt/fidem/pt/seixal/mapas.html).



This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

An áeiber

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.