Skip to content

<

AZGT EC02PM Ponta e Ilhéu do Topo - Geossítio

A cache by TeamJorjenses/PALHOCOSMACHADO Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/01/2014
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation

Ponta e Ilhéu do Topo - Geossítio [Topo] EC15PM

Introdução

A ilha de São Jorge é uma ilha Portuguesa situada no centro do Grupo Central do arquipélago dos Açores, separada da ilha do Pico por um estreito de 15 km - o canal de São Jorge. A ilha tem 53 km de comprimento e 8 km de largura. Esta ilha é atravessada por uma cordilheira montanhosa que atinge a altitude máxima de 1 053 metros, no Pico da Esperança. A costa é em geral rochosa, com arribas altas e escarpadas. A sua grande particularidade são as Fajãs, quase todas habitadas mas de acesso muito difícil. Na costa Norte, destacam-se as Fajã do Ouvidor, Fajã da Caldeira de Cima, Fajã da Ribeira da Areia, Fajã dos Cubres e Fajã da Caldeira de Santo Cristo. Na costa Sul, as mais importantes são a Fajã dos Vimes e a Fajã de São João. A sua origem está ligada um vulcanismo fissural promovido pela expansão da crosta do Atlântico e está associada a uma falha transformante que vai desde a CMA até a ilha de São Miguel - a Falha de São Jorge. Foi assim criada por sucessivas erupções vulcânicas em linha recta (de que restam crateras), a sua plataforma central tem a altitude média de 700 metros, descendo muitas vezes quase a pique desde essa altitude até às fajãs junto do mar. Tendo assim alguns locais uma costa altamente escarpada e quase vertical, sobretudo a norte.

Desconhece-se a data exacta de quando os primeiros povoadores nela desembarcaram, no prosseguimento da política de povoamento do arquipélago, iniciada cerca de 1430 pelo Infante D. Henrique.

Geografia física e configuração geológica

A ilha apresenta um perfile bastante alongado e bastante estreito que a torna única a nível do arquipélago dos Açores, dado que nenhuma outra apresenta semelhante característica. É uma ilha cujas Serras são muito elevadas nas vertentes voltadas ao Norte, principalmente devido à forte e constante abrasão do mar e também porque este se apresenta nesta face da ilha bastante profunda. Estas características permitiram o surgimento da fajã que no caso da ilha de São Jorge e devido à sua quantidade é também caso único nos Açores. Para esta morfologia muito terá contribuído a da tectónica regional, que formou um alinhamento de cones estrombolianos com origem no vulcanismo fissural.

Sucintamente serão caracterizados os diferentes complexos, que por ordem decrescente de idades são: Complexo Vulcânico do Topo, Complexo Vulcânico dos Rosais e Complexo Vulcânico de Manadas.

O Complexo Vulcânico de Manadas é constituído pelos alinhamentos de cones mais recentes. Os cones que integram este complexo são predominantemente do tipo estromboliano, embora se constate a presença de dois cones surtseianos. Morro do Lemos e Morro Velho. Para além destes cones são visíveis, ainda, alguns alinhamentos de crateras de explosão e cones do tipo tuff resultantes de actividade freatomagmática.

  • Tufo: é designação comum dada a um vasto conjunto de rochas caracterizadas pela sua baixa densidade, reduzida consistência intergranular que se traduz na presença de grãos [ou partículas (clastos) de qualquer natureza]) facilmente desagregáveis.

Pode ler mais sobre o assunto aqui: (http://pt.wikipedia.org/wiki/Tufo_(geologia))

Na ilha de S. Jorge foram identificados um total de 64 zonas de extracção de inertes, sendo 57 referentes a depósitos/cones de escórias (onde são exploradas as populares “bagacinas” e “areias”), 6 são explorações de basaltos/escoadas lávicas (e.g. “pedreiras”) e 1 corresponde a uma antiga exploração de tufos hialoclastíticos, no Morro de Velas (*).

  • Hialoclastite: é uma brecha hidratada tipo tufo rica em vidro vulcânico negro, formada durante erupções vulcânicas submarinas ou subglaciais. Tem a aparência de fragmentos planos angulares entre um milímetro e alguns centímetros de dimensão. A fragmentação ocorre por força da explosão vulcânica ou pelo choque térmico que ocorre durante o rápido arrefecimento.

Pode ler mais sobre o assunto aqui: (http://pt.wikipedia.org/wiki/Hialoclastite)

Rocha é um agregado sólido que ocorre naturalmente e é constituído por um ou mais minerais ou mineraloides. A camada externa sólida da Terra, conhecida por litosfera, é constituída por rochas. O estudo científico das rochas é chamado de petrologia, um ramo da geologia. Os termos populares pedra e calhau referem-se a pedaços soltos de rochas, ou fragmentos.

Para ser considerada como uma rocha, esse agregado tem que ter representatividade à escala cartográfica (ter volume suficiente) e ocorrer repetidamente no espaço e no tempo, ou seja, o fenômeno geológico que forma a rocha ser suficientemente importante na história geológica para se dizer que faz parte da dinâmica da Terra.

As rochas podem ser classificadas de acordo com sua composição química, sua forma estrutural, ou sua textura, sendo mais comum classificá-las de acordo com os processos de sua formação. Pelas suas origens ou maneiras como foram formadas, as rochas são classificadas como ígneas, sedimentares, e rochas metamórficas. As rochas magmáticas foram formadas de magma, as sedimentares pela deposição de sedimentos e posterior compressão destes, e as rochas metamórficas por qualquer uma das primeiras duas categorias e posteriormente modificadas pelos efeitos de temperatura e pressão. Nos casos onde o material orgânico deixa uma impressão na rocha, o resultado é conhecido como fóssil.

Tipos de rochas

Ígneas ou Magmáticas

  • Rochas ígneas (mais conhecidas como Magmáticas) são resultado da solidificação e consolidação do magma (ou lava), daí o nome rochas magmáticas. O magma é um material pastoso que, há bilhões de anos, deu origem às primeiras rochas de nosso planeta, e ainda existe no interior da Terra. As rochas ígneas podem, de maneira geral, ser classificadas sob dois critérios: texturais e mineralógicos. O critério textural é especialmente útil na identificação do ambiente onde a rocha se cristalizou, enquanto o mineralógico é baseado na proporção entre seus minerais principais. A classificação da maior parte das rochas ígneas, segundo o critério mineralógico, é feito com base no diagrama QAPF, usado para rochas com menos de 90% de minerais máficos. Podem ser de dois tipos, a saber:
  • Vulcânicas (ou extrusivas) - são formadas por meio de erupções vulcânicas, através de um rápido processo de resfriamento na superfície. Alguns exemplos dessas rochas são o basalto e a pedra-pomes, cujo resfriamento dá-se na água. O vidro vulcânico é um tipo de rocha vulcânica de resfriamento rápido.
  • Plutônicas (ou intrusivas) - são formadas dentro da crosta por meio de um processo lento de resfriamento. Alguns exemplos são o granito e o diabásio.

Sedimentares

Na superfície da terra, as rochas sofrem a ação de diversos fatores, como o calor,frio, chuva, vento, neve e gelo. Durante milhares de anos, uma rocha vai se partindo em pedaços e vão ficando cada vez menores e sendo arrastados para outros lugares. Então, esses pequenos fragmentos vão se acumulando, se apertando e se depositando uns sob os outros, formando novas rochas que, por serem constituídas por sedimentos acumulados, recebem o nome de Rochas Sedimentares.Fazem parte de 80% da superfície dos continentes. Classificam-se em:

  • Detríticas - são as rochas formadas a partir de detritos de outras rochas. Alguns exemplos são o arenito, o argilito, o varvito e o folhelho.
  • Químiogénicas - resultam da precipitação de substâncias dissolvidas em água. Alguns exemplos são o sal-gema, as estalactites e as estalagmites.
  • Biogénicas - são rochas formadas por restos de seres vivos. Alguns exemplos são o calcário conquífero, formado através dos resíduos de conchas de animais marinhos, Possui o mineral cálcite e o carvão, formado a partir dos resíduos de vegetais.

Metamórficas

São as rochas formadas através da deformação de outras rochas, magmáticas, sedimentares e até mesmo outras rochas metamórficas, devido a alterações de condições ambientais, como a temperatura e a pressão ou ambas simultaneamente. Alguns exemplos são o gnaisse, formado a partir do granito; a ardósia, formada a partir do argilito; o mármore, formado a partir do calcário, e o quartzito, formado a partir do arenito.




PARA REALIZAR E REGISTAR ESTA EARTHCACHE:

PERGUNTAS:

Para “encontrar/registar” esta cache deverá: provar que esteve no local e responder às seguintes questões, enviando um email/mensagem de Geocaching, com as respostas, em português ou em inglês, para o nosso perfil.

Só depois, de enviar as respostas, e conforme as “guidelines” para as Earthcaches, deverá efetuar o seu registo!

Serão removidos todos os registos que não obedeçam a estes requisitos.


TO PERFORM AND LOG THIS EarthCache:

QUESTIONS:

To "find / register" this cache must: prove that visited the site and answer the following questions by sending an email / message Geocaching, with answers (in Portuguese or in English, only) to our profile.

Only later, sending the answers, and as the "guidelines" for EarthCaches should make your registration! They will be removed from all records that do not meet these requirements.


Perguntas GZ:

1) Que tipo de revestimento de piso pode encontrar no local?

2) Indique algumas imagens observadas?

3) Que tipo de rochas são usadas nos desenhos?

4) Que local geológico consegue observar do local e se encontra afastado aproximadamente 400m do GZ?

Perguntas no Waypoint 1:

5) Quantas pedras formam a porta do farol?

6) Consegue ver fósseis, a olho nu, nas pedras pretas que formam a janela do farol?

7) Qual é o tipo da rochas que formam a janela do farol (não é o interior)? a) Ígneas b) Sedimentares c) Metamórficas

Perguntas no Waypoint 2:

8) Qual é a cor da camada sedimentar por debaixo do ponto zero?

9) Qual é a espessura dessa camada?

10)  

TAREFA  OBRIGATÓRIA:Deverá tirar uma foto sua, onde você apareça (ou com um papel/placa onde conste o seu nickname e a data da visita) e que comprove a sua presença no GZ desta EC - NÃO METASPOILERS. Esta foto deverá ser colocada no seu registo ou enviada por email ou sistema de mensagens de Geocaching, para o owner!

GZ questions:

1) What type of floor covering can you find on the site?

2) Indicate some images that you observe in GZ?

3) What kind of rocks are used in the drawings?

4) What geological site can you observe at the site and is approximately 400m away from GZ?

Questions on Waypoint 1:

5) How many stones form the lighthouse door?

6) You can see fossils at naked eye in the black stones that make up the lighthouse window?

7) What type of rocks that form the lighthouse window (not inside)? a) igneous b) Sedimentary c) Metamorphic

Questions on Waypoint 2:

8) What is the color of the sedimentary layer below the GZ?

9) What is the thickness of this layer?

10)  

TASK (not optional): You must take a picture of yourself, where do you show up, (or with a paper / plaque with your geocaching nickname and the date of the visit) and that proves your presence in the GZ of this EC - no spoilers please. This photo must be placed in your log or sent by email or Geocaching messaging system, to the owner!



Não responderemos ao seu contato, a não ser que haja algum “problema” com as suas respostas ou registo.



We do not respond to your touch, unless there is a "problem" with their answers or register.










Additional Hints (No hints available.)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.