Skip to content

Flora Alentejana - A Oliveira II Traditional Cache

Hidden : 02/21/2015
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation

Flora Alentejana - A Oliveira II

Esta foi a primeira geocache da zona da Cabeça Gorda, freguesia de Beja, criada pelo Kortez em 1 de Abril de 2011 com o código GC2R22Z. Faz parte de um conjunto de geocaches que darão a conhecer a flora na zona da Cabeça Gorda.


A oliveira (Olea europaea L.) é uma árvore que pertence à família Oleaceae. É uma árvore baixa, de tronco retorcido, porte médio, muito resistente, com raízes que atingem os 6 metros, sendo conhecidas cerca de 400 espécies. Tem crescimento lento e normalmente só entra em produção a partir do quinto ano. É nativa da parte oriental do Mar Mediterrâneo.


 A transformação e melhoria das características da oliveira foi conseguida pelo Homem, ao longo dos tempos, até se obter a árvore a que chamamos hoje a oliveira cultivada.

 Qualquer trabalho com a oliveira é feito com cuidado e dedicação. A limpeza é feita de três em três anos, por peritos, homens sabedores do ofício, pois assim se garante a quantidade do fruto nos próximos anos.


São geralmente estrumadas de três em três anos ou adubadas de dois em dois. Porém, se no mesmo terreno é feita qualquer outra cultura, a oliveira é estrumada todos os anos. A lavoura é feita não muito funda para não ofender as raízes.


 Do seu fruto, a azeitona, o Homem, no final do período neolítico, aprendeu a extrair o azeite. Este óleo era utilizado como unguento, combustível ou na alimentação.


 Por todas estas utilidades, a oliveira tornou-se uma árvore venerada por diversos povos.


 Uma breve nota sobre a longevidade das oliveiras: estima-se que algumas das oliveiras que existem no mundo possam ter mais de 2000 de idade.

 

ORIGEM

 

 Na Grécia antiga já se falava das oliveiras: conta-se que durante as disputas pelas terras onde hoje se encontra a cidade de Atenas, a deusa Atenas, teria então trazido uma oliveira capaz de produzir óleo para iluminar a noite e suavizar a dor dos feridos, fornecendo alimento rico em sabor e energia.


 Do outro lado do Mediterrâneo, os italianos contam que Rómulo e Remo, descendentes dos deuses fundadores de Roma, viram a luz do dia pela primeira vez sob os galhos de uma oliveira.


 O facto concreto é que vestígios fossilizados de oliveiras são encontrados em Itália e no Norte de África, em pinturas nas rochas das montanhas do Sahara Central, com idade de seis mil a sete mil anos.


 Múmias da XX Dinastia do Egipto (entre o quinto e o segundo milénio a.C.) foram encontradas vestidas com mortalhas trançadas de oliveira. Em Creta, registos foram encontrados em relevos e relíquias da época minóica (2.500 a.C.).


 Os exemplares mais antigos que se conhecem na Europa (e possivelmente no mundo) encontram-se em Portugal: uma oliveira no Algarve, perto da cidade de Tavira, tem mais de 2000 anos e julga-se que foram os fenícios que a terão trazido da Mesopotâmia. As outras, vindas do Alqueva, remontam a 300 anos a.C.


 A oliveira, dada a sua rusticidade, encontra-se muitas vezes em terrenos onde nenhuma outra planta resistiria. Mas quando a oliveira é tratada como uma verdadeira cultura as produções aumentam em quantidade e qualidade.


 Em média, uma oliveira dá 20 Kg de azeitonas, sendo necessárias cerca de 5 a 6 Kg para produzir 1 L de azeite.


 O maior olival do mundo é o da empresa Sovena, produtora de azeite do grupo português Mello. São 9.700 hectares com a recente aquisição de 5200 hectares do grupo espanhol SOS. A sede do grupo é em Ferreira do Alentejo (perto de Beja, no Baixo Alentejo).


 A maior parte dos seus olivais são de produção intensiva, com 200 a 300 oliveiras por hectare.



Fontes

http://pt.wikipedia.org/wiki/Oliveira

http://salgueirodocampo.planetaclix.pt/oliveira.htm

http://mogadouro.com/artigos/42/229-a-oliveira-e-o-azeite




This page was generated by Geocaching Portugal Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

CG - Qnyv wá fnvh dhrz qrh bevtrz à yhm... Ahz ohenpb. RA - Sebz vg jnf obea jung perngrq yvtug... Va n ubyr.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)