Skip to content

VG CARIGAS RPT1753 - Trancoso Traditional Geocache

Hidden : 06/01/2015
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
3.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

 

Translation

VF CARIGAS - RPT1753- Trancoso

 

VG CARIGAS - RPT 1753 – Trancoso

Carigas/Cogula - TRANCOSO

 

Vértices Geodésicos, o que são:

Conjunto de todos os vértices geodésicos e das suas relações geométricas, distribuídos pelo país, colocados em posições dominantes de forma a garantir intervisibilidade, devidamente coordenados. Estão materializados através de diversas formas geométricas, como pirâmides ou troncos de cone sobre cilindros (bolembreanas) ou são coincidentes com estruturas já existentes.

Um VG ou vértice geodésico (popularmente chamado 'talefe' em Portugal, e 'Pinoco' no Norte de Portugal) é um sinal que indica uma posição cartográfica exacta e que forma parte de uma rede de triângulos com outros vértices geodésicos. São escolhidos sítios altos e isolados com linha de visão para outros vértices.

A rede geodésica portuguesa é formada por vértices geodésicos que se dividem em três ordens de importância de 1ª, 2ª ou 3ª Ordens.

O número de vértices existentes na totalidade do território (Portugal Continental e Regiões Autónomas) é, actualmente, de cerca de nove mil, repartidos por vértices de: Continente: 1ª Ordem (cerca de 120), 2ª Ordem (cerca de 900) e 3ª Ordem (com uma densidade aproximada de 1 vértice por cada 10 km²) Arquipélago dos Açores: cerca de 500 Arquipélago da Madeira: cerca de 150 A RGN é a infra-estrutura básica onde se apoia toda a cartografia do País, e que serve todos aqueles (empresas, autarquias e outros organismos públicos e privados) que, por força das suas actividades, necessitam de referenciar geograficamente os seus projectos (os Planos Directores Municipais, por exemplo).

 

CENTRO GEODÉSICO DE PORTUGAL:

O Centro Geodésico de Portugal, está situado na Serra da Melriça, freguesia e concelho de Vila de Rei, distrito de Castelo Branco. Encontrando-se a uma Altitude máxima ao Nível do Mar de 592m (anm/asl) é delineado fundamentalmente pelo Marco Geodésico padrão, pelo Museu da Geodesia e áreas envolvente de apoio e estacionamento.

O Marco Geodésico, é conhecido popularmente por 'Picoto da Melriça', sendo constituído por um vértice geodésico de 1ª ordem, piramidal, em alvenaria com 3 metros de base e 9 metros de altura e está desde á muito associado à história da cartografia moderna em Portugal. Esta iniciou-se no século XVIII, no reinado de D. Maria I, quando a soberana convidou a Academia Real da Marinha, a iniciar os trabalhos de triangulação geral do território, para a realização da Carta Geográfica do Reino. A importância do Marco Geodésico padrão, resulta de que foi a partir deste ponto, que se deu início à marcação dos restantes 8.000 vértices geodésicos de Portugal Continental.

 

VG’s Trancoso

O concelho de Trancoso, distrito da Guarda, possui cerca de 30 destes Vértices dos quais se destaca o da Serra do Pisco (RPT5854) embora geograficamente se situe na fronteira concelhia com Aguiar da Beira.

 

Esta cache está colocada no VG de Carigas – RPT1753, sendo um dos de mais difícil acesso do concelho quer pelas características do terreno com inclinação bastante acentuada e falta de acessos quer pelo mato envolvente, sendo bastante visível bem no alto a Oeste na Estrada Municipal que liga Carigas a Cogula ou da EN que liga Trancoso a Vila Nova de Foz Côa onde o IP2 fica entre esta estrada e o VG.

Pela sua localização tem uma vista panorâmica soberba e daqui se avistam vários outros VG’s e aldeias de Concelhos vizinhos.

O acesso e a subida deverão ser feitos de forma apeada e de forma cuidadosa nunca o fazendo sozinho, não devendo por isso ser feita de noite nem sozinho evitando alguns perigos desnecessários.

 

Aconselha-se estacionar a cerca de 400 m da cache e fazer todo o percuros a pé entre o mato e as rochas, perfazendo um percurso de ida e volta de cerca de 1400m de caminhada com subida acentuada no acesso ao VG, mas o esforço será compensado pela óptima vista que se tem.

 

- NUNCA ENTRAR EM ZONAS MURADAS OU VEDADAS COM PORTÃO OU SIMILAR...

- NÃO DEIXAR ACESSOS FLORESTAIS OU AGRÍCOLAS INTERROMPIDOS POR VIATURAS.

- Chegados ao GZ, procurar atentamente e deixar tudo conforme está.

- Não fazer a busca de noite nem sozinho

 

A CACHE:
- A cache é uma embalagem hermética, contém logbook e stashnote devidamente identificados.

- Levar material de escrita.
- Deixem como encontraram sempre bem fechada

- Não revelar o seu local.
- O acesso final deve ser feito apenas a pé.
- NÃO compliquem, a cache é bastante fácil de encontrar.

 

BOAS CACHADAS e disfrutem a Natureza com respeito...

 
 
 

 

 
 
 


 

This page was generated by Geocaching Portugal Listing Generator

 

 

Additional Hints (Decrypt)

Ab zrh gbcb zr rapbageneáf, znf cnen yá purtne pregnzragr fhneáf!

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)