Skip to content

Marmitas de Gigante [PNSAC] EarthCache

Hidden : 07/20/2015
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:




Marmitas de Gigante
[PNSAC] 
O Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros é uma área protegida criada em 4 de Maio de 1979 pelo Decreto-Lei Nº 118/79 e tem por objectivo a protecção dos aspectos naturais assim como a defesa do património arquitectónico existente nas serras de Aire e Candeeiros; possui uma área de 38 900 hectares. Marcando a fronteira entre o Ribatejo e o Oeste abrange os municípios de Alcobaça e Porto de Mós no Distrito de Leiria e Alcanena, Rio Maior, Santarém, Torres Novas e Ourém no Distrito de Santarém.
O parque está enquadrado no Maciço Calcário Estremenho, abrangendo as duas serras que lhe dão o nome e ainda o planalto de Santo António e o planalto de São Mamede. Pode dizer-se que o parque abrange 4 unidades morfológicas de altitude:
  1. Planalto de Santo António (a sul e centro)
  2. Serra dos Candeeiros (a oeste)
  3. Planalto de São Mamede (a norte)
  4. Serra de Aire (a leste)
Derivado das movimentações tectónicas e da modelação do terreno, estas unidades encontram-se delimitadas por unidades geológicas resultantes da formação de falhas: depressão de Alvados, polje de Mira-Minde e depressão da Mendiga.

Fonte:Wikipédia




As marmitas de gigante, são depressões, mais ou menos arredondadas, com dimensões bastante variáveis, existentes no leito rochoso de alguns rios e no fundo das quais se encontram seixos e areias. 



As marmitas parecem ter origem em irregularidades existentes nos leitos rochosos dos rios. Estas irregularidades retêm nas suas proximidades alguns seixos. A acumulação de seixos vai provocar um movimento turbilhonar da água e consequentemente um movimento circular das partículas. Pouco a pouco, devido ao atrito, as partículas vão escavando depressões mais ou menos circulares, no leito do rios, dentro das quais ficam aprisionadas. 
Com o decorrer do tempo, as depressões aumentam de dimensões e os seixos que estão no seu interior tendem a ficar esféricos.



Apesar de existirem marmitas com vários metros de diâmetro e profundidade, as mais frequentes possuem dimensões na ordem dos decímetros. 



 Para poderes logar esta cache, terás que enviar ao owner as seguintes perguntas:

1 - Qual o outro nome se dá a este fenómeno ?
2 - Qual o tipo de rocha existente no local ?
3 - Qual o diametro da marmita onde está o GZ ?
4 - Qual a altura da parede da primeira que encontras ?


 _____________________________
_________________












 

Additional Hints (No hints available.)