Skip to Content

This cache has been archived.

Bitaro: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas.
Relembro a secção das Guidelines sobre a manutenção http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=307#maint :

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desative temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desativada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

A região onde um geocacher é considerado capaz de manter geocaches responsavelmente irá variar de pessoa para pessoa. Um geocacher que anteriormente fez registo de geocaches numa área alargada a partir da sua residência pode ser considerado habilitado a manter uma geocache a 200 milhas (322 Km) de distância. Contudo, alguém cujas actividades de geocaches têm sobretudo estado dentro da distância de 25 milhas (40km) de sua casa não deverá estar preparado para manter uma geocache tão distante de casa. O critério usado nesta situação fica a cargo do revisor da geocache ou pela Groundspeak.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. Alternativamente poderá treinar uma pessoa local para fazer manutenção à geocache. Documente o seu plano de manutenção numa Nota ao Revisor ou na sua página de geocache. Isto deverá incluir a informação contacto da pessoa que irá efectuar a manutenção. A nota irá ser apagada automaticamente aquando da publicação.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me através do mail indicado no meu perfil e refira o GC Code da cache.
Lembro que a eventual reativação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se de uma nova cache se tratasse, com todas as implicações das Guidelines actuais.

Obrigado pela colaboração
Bitaro
Community Volunteer Reviewer

Centro de Ajuda
Trabalhar com o Revisor
Revisões mais rápidas
Linhas Orientação|Políticas Regionais - Portugal

More
<

Os Carris

A cache by allentejo Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/20/2015
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


link: http://projectogeogare.org


 Estes carris faziam parte do troço da Linha de Évora que ligava esta cidade a Estremoz e que foi inaugurada no dia 22 de dezembro de 1873. A linha fazia o transporte de passageiros e mercadorias.

“A partir de Évora, a linha segue na direcção da Venda Do Duque, pelo vale do Enxarrama, que atravessa, e dirige-se para o Degebe, transposto o qual sobe em curvas e contra-curvas apertadas. Até ao quilómetro 22, a contar de Évora, a directriz projectada acompanha nas margens da ribeira da Fonte Boa quase todas as suas sinuosidades. Sobe depois com rampas de 15 milímetros a portela de Vale do Pereiro e continua, sempre em más condições de declives e curvas, até ao limite dessa secção. (…) O traçado proposto segue, do quilómetro 7 para as ribeiras de Degebe e Figueiras, desce ao vale de Fonte Boa, que acompanha invariavelmente até ao quilómetro 19, onde começa a subir para o quilómetro 25; passa, a alguma distância, entre as povoações do Vale do Pereiro e Azaruja, subindo depois para a venda do Duque, ao quilómetro 32, subida que continua até ao quilómetro 35. Atravessa as pequenas ribeiras de Azenha e Vidigueira, a pouca distância de Vimieiro e Évoramonte até ao quilómetro 40, em que começa a descer para as curvas do rio Ter, até encontrar, ao quilómetro 51, a estrada de Lisboa a Estremoz.”
Fonte: Gazeta dos Caminhos de Ferro número 1719


A linha entre Évora e Estremoz foi encerrada à circulação de passageiros no dia 1 de janeiro de 1990, mas, continuou a fazer o transporte esporádico de mercadorias até 2011, ano em que a REFER (Rede Ferroviária Nacional) decidiu encerrar este troço.

“O troço da Linha de Évora entre Évora e Estremoz incluía um dos trechos mais bonitos de toda a rede ferroviária portuguesa, atravessando uma grande, fabulosa floresta de sobreiros (a tal árvore que foi agora consagrada como Árvore Nacional de Portugal e um dos símbolos do país), num percurso ferroviário único no mundo.”
Fonte: http://anossaterrinha.blogspot.pt/2012/01/o-encerramento-do-troco-evora-estremoz.html

Additional Hints (Decrypt)

Zntargvp!

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.