Skip to Content

<

Lage Do Povo

A cache by tr0nes Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 09/11/2015
Difficulty:
4 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Contam os mais mais velhos que antigamente depois de semear o milho até ao momento em que este estava pronto para ser colhido, decorriam uns quatro ou cinco meses.



O milho era apanhado à mão e levado para as eiras. Depois juntavam-se na eira grandes grupos de pessoas para a descamisada que decorria entre canções, danças e grande convívio. Era frequente os rapazes ficarem de noite nas eiras... Depois o milho era riscado com um cebolão e a seguir era esgravelhado para separar o grão do carolo, e era estendido na eira para secar.



O milho ficava na eira até secar, era mexido diariamente e quando estava seco, era limpo com pás de madeira: atirava-se ao ar e depois o vento tratava de levar o lixo. Se fosse pouca quantidade era joeirado com um crivo.

Depois tudo se aproveitava:

  • O milho branco era para fazer farinha e o amarelo era para britar para depois dar às galinhas.

  • Os carolos serviam para queimar nas lareiras e ajudar a aquecer as casas.

  • As camisas do milho serviam para alimentar os animais, e também para encher colchões, depois de bem desfiadinhas.

  • As barbas do milho serviam para fazer as cabeleiras das bonecas de trapos com que as meninas brincavam.

Os tempos foram evoluindo e apareceram as máquinas que fazem um trabalho pesado fisicamente, com uma facilidade enorme e num curto espaço de tempo. Deixou de ser necessário escamisar e esgravelhar, ficou tudo muito mais simplificado e no final, a maioria das pessoas já não aproveita quase nada.

Os colchões de camisas de milho foram substituídos por colchões em esponja. As lareiras foram substituídas por aquecimento a gasóleo ou a electricidade, e as meninas não brincam com bonecas de trapos.

Hoje em dia, os milheirais são cortados num curto espaço de tempo, com o milho a ser arrancado, “esgravelhado” e os carolos deitados novamente à terra. No final o agricultor aproxima o seu tractor da máquina para esta descarregar o milho que está no seu reservatório, e depois disto só resta colocar a secar e limpar.

Antigamente eram precisas algumas semanas para fazer todo o trabalho que, com as máquinas actuais se faz em dois dias. A verdade é que, se actualmente tivesse que ser tudo feito à mão já ninguém semeava nada. São poucas as pessoas que se dedicam à agricultura, e verifica-se que mais de 50% dos nossos terrenos já não são cultivados.



A Cache


A cache vai-vos levar a um local que devido às transformações tecnológicas e ao abandono do cultivo das terras tem perdido o seu valor/história...


Era a este local que as famílias mais pobres da aldeia recorriam caso tivessem cultivo de milho e não tivessem posses para terem a sua própria eira/lage para secarem o milho... Como tal e uma vez que esta lage possui 3 "casas" distintas era bastante comum aqui se juntarem diversas famílias que se acabavam por entreajudar... A eira tinha tanta importância que era consoante a disponibilidade da mesma que as pessoas marcavam o corte do milho pois apesar da eira ter as tais 3 "casas" era impossível colmatar toda a procura que ela tinha nos seus tempos áureos de uma só vez e a sua utilização dependia de uma marcação prévia...


Claro que esta eira não era excepção e o ponto alto eram as desfolhadas/descamisadas que para além de juntar a família proprietária das espigas acabava sempre por juntar mais pessoas, sobretudo os rapazes e as raparigas mais jovens, que para além de tornarem a desfolhada numa festa e claro que era sempre mais uma oportunidade para os casais de namorados estarem mais próximos... Ainda hoje em dia, alguns casais aqui da aldeia contam que foi aqui que se trocaram os olhares que depois de vários anos ainda se mantêm juntos...


O resto deixo ao critério da vossa imaginação ao desfrutarem deste local de onde se consegue ver uma boa parte da aldeia...


AHHH!!!! E JÁ SABEM NÃO É PRECISO FORÇAR NADA...

Additional Hints (Decrypt)

B K cbqr nwhqne...
N PNPUR AÃB RFGÁ ABF CRDHRABF GVWBYBF DHR EBQRVNZ N YNTR, AÃB INYR N CRAN PBAGVAHNERZ N QRFGEHÍYBF GBQBF...

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

41 Logged Visits

Found it 30     Didn't find it 7     Write note 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Owner Maintenance 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 2 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.