Skip to content

<

AZGT EC41PM FOSSILS AT CHURCH

A cache by PALHOCOSMACHADO/EMALOR Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 12/08/2015
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


FOSSILS AT CHURCH

[Santa Maria – Azores]

EARTHCACHE

PORTUGUÊS

“A mais antiga ilha dos Açores é a única do arquipélago com fósseis marinhos que dão dicas sobre o impacto do aquecimento global nas espécies de há 130 mil anos.

IGREJA DE S. PEDRO

Esta igreja foi construída no século XVI, na freguesia de São Pedro em honra ao seu Santo Padroeiro. Desde a sua construção, a igreja já sofrei diversas campanhas de restauração, sendo a última realizada na década passada pelo então pároco Abel Maia.

De realçar a ampla utilização da pedra da cré no seu exterior (fachada frontal e lambril inferior) e interior (lambril inferior, arcos, moldura da via-sacra) bem como a talha dourada do altar-mor.

Dada a singularidade de Santa Maria em termos geológicos, é interessante mencionar a utilização destas formações na construção de alguns dos edifícios emblemáticos da ilha, em particular na edificação aqui destacada.

OS FÓSSEIS DE SANTA MARIA

Santa Maria é ilha mais ”velha” dos Açores, remontando as lavas mais antigas a uma idade superior a 10 milhões de anos (Madeira, 1986).

Dentro do arquipélago, Santa Maria, é a única ilha que possui rochedos calcários, por sedimentação da era Terciária (65 a 8 milhões de anos), onde se encontram inseridas conchas de moluscos e ossos de espécies há muito extintas, conhecidos popularmente como “ossos de gigante”.

Aterrar em Santa Maria é como entrar numa máquina do tempo instalada no meio do oceano Atlântico. Das nove ilhas do arquipélago, esta é a mais antiga, com sete a oito milhões de anos, e a que está há mais tempo (mais de dois milhões de anos) sem atividade vulcânica. É por isso a única com fósseis marinhos, o que a torna um verdadeiro paraíso na Terra para paleontólogos, biólogos e geólogos. Em toda a ilha, estão identificadas cerca de 20 jazidas com algas calcárias, moluscos, crustáceos, ouriços-do-mar, corais e cetáceos – incluindo baleias –, entre outros organismos marinhos, fossilizados há milhares de anos.

Desde que começaram a estudar os fósseis de Santa Maria, há pouco mais de uma década, os cientistas encontraram 140 espécies de bivalves, moluscos, equinodermes, corais, cetáceos e algas fossilizadas, muitas atualmente extintas no arquipélago”.

A “Pedra-que-pica”, com cerca de cinco milhões de anos, é uma das jazidas fósseis mais antigas de Santa Maria. Tem sete metros de altura a partir do fundo marinho e cerca de 2000 metros quadrados.

As jazidas de fósseis marinhos e de formações sedimentares e basálticas de interesse encontram-se um pouco por toda a ilha, com destaque para a Cré, Ponta das Salinas, Ponta do Castelo, “Pedra-que-Pica” (Baixa do Sul), Lagoínhas, Ponta Negra (S. Lourenço) e a zona classificada do Figueiral-Prainha, que inclui o Monumento Natural Regional da Pedreira do Campo.

O Monumento Natural Regional da Pedreira do Campo, que, como referido, é parte integrante da Reserva Natural do Figueiral-Prainha, expõe uma sequência de passagem de rochas sedimentares (carbonatadas) a rochas vulcânicas (extrusivas). A rocha sedimentar aflorante é um biocalcarenito (calcário bioclástico, conglomerático), contendo um abundante e diversificado número de fósseis, alguns de espécies já extintas. As rochas vulcânicas compreendem afloramentos de piroclastos submarinos de cor castanha-escura a avermelhada e escoadas de lavas submarinas, em “almofada” (pillow lava). As rochas vulcânicas submarinas e os sedimentos fossilíferos marinhos presentes na Pedreira do Campo, são únicos nos Açores.

A referência às jazidas fósseis de Santa Maria vem já desde o século XVI (e.g., Gaspar Frutuoso em “As Saudades da Terra”), com a extração de calcários utilizados na construção e coloração de caiação de habitações (cal e lajes de pedra calcária). No entanto só, desde há 150 anos para cá, foram alvo de estudos científicos, merecendo o vivo interesse de cientistas de diversas paragens, já tendo originado várias descobertas, estudos, publicações e até teses de mestrado e de doutoramento.

FÓSSEIS

Os fósseis, (palavra derivado do termo latino fossilis que significa "desenterrado" ou "extraído da terra") são restos de seres vivos ou evidências de suas atividades biológicas preservados em diversos materiais.

Essa preservação ocorre principalmente em rochas, mas pode ocorrer também em materiais, como: sedimentos, gelo, piche, resinas, solos e cavernas e os exemplos mais citados são ossos e caules fossilizados, conchas, ovos e pegadas.

A Paleontologiaé a principal disciplina científica que utiliza fósseis como objeto de estudo , instaurada com a aceitação dos trabalhos de Georges Cuvier. Nessa área do conhecimento, os fósseis fornecem dados importantes quanto a evolução biológica, datação e reconstituição da história geológica da Terra.

A totalidade dos fósseis e sua colocação nas formações rochosas e camadas sedimentares é conhecido como registro fóssil, o qual contém inúmeros restos e vestígios fossilizados dos mais variados seres do passado geológico da Terra. Porém, apenas uma percentagem ínfima das espéciesque já habitaram a Terra, preservou-se na forma de fósseis, já que a fossilização é considerada um fenômeno excecional por contrapor-se aos processos naturais de decomposição e o intemperismo. Logo, as partes esqueléticas bio mineralizadas, mais duras e resistentes à decomposição e à erosão, tais como dentes, conchas, carapaças e ossos, é bem mais frequente e, por isso, a esmagadora maioria do registo fóssil é constituída por fósseis deste tipo de restos biológicos. Entretanto, restos orgânicos mais delicados e perecíveis também podem fossilizar. A preservação de matéria orgânica ou de restos esqueléticos delicados, uma vez que estes se decompõem e são destruídos rapidamente, requer condições de fossilização fora do comum que, por serem especiais, ocorrem na natureza mais raramente. Isso implica que fósseis de restos destes tipos não sejam frequentes. Em qualquer das circunstâncias, para que os restos de um qualquer ser vivo fossilizem, é fundamental que estes sejam rapidamente cobertos por um material que os preserve, geralmente sedimento.

Segundo algumas fontes, somente os restos ou vestígios de seres com mais de 11.000 anos seriam considerados fósseis. Este tempo, calculado pela última glaciação, é a duração estimada para a época geológica do Holocenoou recente. Quando os vestígios ou restos possuem menos de 11.000 anos, seriam denominados de subfósseis. Entretanto, outros autores, consideram que um fóssil é todo e qualquer resto ou vestígio de seres vivos do passado preservado em contexto geológico, independentemente da sua idade. De acordo com estes paleontólogos, fixar uma qualquer data para se poder considerar se algo é ou não um fóssil é arbitrário. Por outro lado, sendo o Holocénico (menos de 11.700 anos) parte do registo geológico, os restos orgânicos contidos em materiais holocénicos deverão ser considerados fósseis. Ou seja, o que determina o fóssil é a ocorrência conjunta de um resto identificável com origem biológica num contexto geológico, independentemente do seu tipo e da sua idade.

Tipos de fósseis

Os fósseis são classificados em dois tipos: restos (ou somatofósseis) e vestígios (ou icnofósseis).

- Resto:tipo de fóssil que ocorre quando alguma parte do ser vivo é preservada. São consideradas evidências diretas dos seres vivos. Por exemplo, fósseis de dentes, de carapaças, de folhas, de conchas, de troncos, etc.

- Vestígio:tipo de fóssil que ocorre apenas com evidências indiretas dos seres vivos, isto é, resultam de suas atividades biológicas. Por exemplo, estromatólitos, fósseis de pegadas, de marcas de mordidas, de ovos (da casca dos ovos), de excrementos (os coprólitos), secreções urinárias (urólitos), de gastrólitos, de túneis, de galerias de habitação, etc…

A lista a seguir cita alguns exemplos de processos de fossilização:

criopreservação(mamutes preservados em gelo);

dessecação (dinossauros mumificados);

inclusão em âmbar(insetos em resina);

conservação de parte dura (ossos e conchas);

permineralização(lenhos e ossos);

incrustação (ossos e conchas em cavernas);

recristalização (conchas);

incarbonização ou destilação (restos vegetais);

substituição (por silicificação, piritização, limonitização ou carbonatização);

moldagem (vestígios).

VISITA AO INTERIOR DA IGREJA DE S. PEDRO

(facultativo)

Nota: Quem quiser observar estes fósseis de mais perto (facultativo), pode visitar o interior da Igreja. Ao entrar, se voltar á sua direita, encontrará, na esquina, a cerca de um metro de altura, um fóssil espetacular. Todavia existem muitos mais fósseis espalhados pelas pedras que compõem o lambril e a estrutura desta Igreja…

PARA REALIZAR E REGISTAR ESTA EARTHCACHE:

PERGUNTAS:

Para “encontrar/registar” esta cache deverá: provar que esteve no local e responder às seguintes questões, enviando um email/mensagem de Geocaching, com as respostas, em português ou em inglês, para o nosso perfil.

Só depois, de enviar as respostas, e conforme as “guidelines” para as Earthcaches, deverá efetuar o seu registo!

Serão removidos todos os registos que não obedeçam a estes requisitos.

1. Imagina que és um “paleontólogo” e responde às seguintes questões:

a) Explica, por palavras tuas, o que é um fóssil.

b) Um paleontólogo pode classificar um fóssil em vários tipos. Quantos e quais são?

c) Quantos processos de fossilização existem? Quais são?

2. A ilha de Santa Maria é conhecida como o “paraíso” dos fósseis açorianos!

a) Quantas jazidas fósseis existem referenciadas nesta ilha?

b) Qual é a jazida fóssil mais “antiga” da ilha?

c) Explica por que razão a jazida “Pedreira do Campo” é “especial”, razão pelas quais, foi classificada como “Monumento Natural Regional”?

3. Observando o “adro” de acesso à Igreja de S. Pedro, responde às seguintes questões:

a) Os degraus de acesso ao adro (a partir da rua) são de que tipo de pedra?

b) No chão do adro desta Igreja, existem pedras de, pelo menos dois “tipos”: pedra de “cantaria” e pedra da “cré”. Classifica quanto: à cor, dureza e granulosidade de cada um destes “tipos” de pedra.

c) As pedras visíveis que compõem a estrutura da Igreja (paredes e frontaria) são de qual dos tipos?

d) Existem fósseis nas pedras, quer do chão do adro, quer nas paredes desta Igreja. Estes fósseis localizam-se em qual dos tipos de pedra: pedra da Cré ou na pedra de Cantaria? Estima o seu número:

I – menos de 10; II – entre 10 e 100; III – mais de 100

e) Identifica o processo de fossilização destes fósseis.

f) Os fósseis presentes são somatofósseisou icnofósseis? Porquê?

g) Na ombreira da porta da Igreja, do lado direito de quem observa a partir da rua e a cerca de 150 centímetros de altura, existe um fóssil especial (que sobressai dos outros todos), É um fóssil de quê? Estima o seu tamanho (em centímetros).


           4.  

TAREFA  OBRIGATÓRIA:Deverá tirar uma foto sua, onde você apareça (ou com um papel/placa onde conste o seu nickname e a data da visita) e que comprove a sua presença no GZ desta EC - NÃO META SPOILERS. Esta foto deverá ser colocada no seu registo ou enviada por email ou sistema de mensagens de Geocaching, para o owner!

ATENÇÃO:

AJUDE A PROTEGER ESTES FÓSSEIS.

Não responderemos ao seu contato, a não ser que haja algum “problema” com as suas respostas ou registo.

FOSSILS AT CHURCH

[Santa Maria – Azores]

ENGLISH

EARTHCACHE

“The oldest island of the Azores is the only of the archipelago with marine fossils that give tips on the impact of global warming on species 130,000 years ago”.

“SAINT PEDRO” CHURCH

This church was built in the sixteenth century, in the parish of St. Peter in honor of his patron saint. Since its construction, the church taste several restoration campaigns, the last one was held in the past decade by the parish priest Abel Maia.

Of note, the wide use of chalk stone in the exterior (front facade and lower wainscoting) and inside (lower wainscoting, arches, the “Stations of the Cross” frames) and the golden woodwork of the main altar.

Given the uniqueness of Santa Maria in geological terms, it is interesting to mention the use of such formations in the construction of some emblematic buildings in the island, in particular the church here highlighted.

SANTA MARIA FOSSILS

Santa Maria island is more "old" the Azores, dating older lavas at a higher age of 10 million years (Wood, 1986).

Within the archipelago, Santa Maria is the only island that has limestone cliffs, sedimentation Tertiary era (65 to 8 million years), which are inserted mollusk shells and bones of long-extinct species, popularly known as "bones giant ".

Land in Santa Maria is like entering a time machine installed in the middle of the Atlantic Ocean. Of the nine islands of the archipelago, this is the oldest, with seven to eight million years ago, and that is the longest (more than two million years) without volcanic activity. That's why the one with marine fossils, making it a true paradise on earth for paleontologists, biologists and geologists. Across the island are about 20 deposits identified with calcareous algae, molluscs, crustaceans, sea urchins, corals and cetaceans - including whales - among other marine organisms fossilized for thousands of years.

Since they began studying the fossils of Santa Maria, just over a decade, scientists have found 140 species of bivalves, mollusks, echinoderms, corals, cetaceans and fossilized algae, many now extinct in the archipelago. "

The "Stone-than-pica", with about five million years ago, is one of the oldest fossil deposits of Santa Maria. It has seven meters from the seabed and about 2000 square meters.

The deposits of marine fossils and sedimentary and basaltic formations of interest are a bit all over the island, especially the Chalk, the Salinas Headland, Castle Point, "Stone-than-Pica" (South Low) Lagoinhas, Ponta Negra (S.Lourenço) and classified zone Figueiral-Praínha, which includes the Regional Natural Monument Quarry Field.

The Regional Natural Monument Quarry Field, which, as mentioned above, is part of the Natural Reserve of Figueiral-Praínha, exposes a sequence of passage of sedimentary rocks (carbonated) to volcanic rocks (extrusive). The outcropping sedimentary rock is a biocalcarenito (bioclastic limestone, conglomeratic) containing a rich and diverse number of fossils, some of extinct species. Volcanic rocks comprising pyroclastics outcrops of dark brown to reddish submarines and underwater lava disposed of in "cushion" (pillow lava). The underwater volcanic rocks and marine fossils sediments present in the field quarry, are unique in the Azores.

The reference to the fossil deposits of Santa Maria is already since the sixteenth century (eg, Gaspar Frutuoso in "The Missing Earth"), with the extraction of limestone used in construction and staining housing whitewash (lime and limestone slabs) . However only provided for 150 years now, it has been the subject of scientific studies, earning the keen interest of scientists from different stops, having already caused several discoveries, studies, publications and even master's and doctoral theses.

FOSSILS

Fossil, (word derived from the Latin fossilis term meaning "dug up" or "extracted from the earth") are remains of living things or evidence of their biological activities preserved in various materials. This conservation occurs mainly in rock, but can also occur in materials, such as sediment, ice, tar, pitches, and soil caves and examples are the most frequently used bone and fossilized stems, shells, eggs and footprints.

Paleontology is the leading scientific discipline that uses fossils as object of study, established with the acceptance of Georges Cuvier jobs. In this area of knowledge, the fossils provide important data on biological evolution, dating and reconstruction of the geological history of the Earth.

The totality of fossils and their placement on the rocky formations and sedimentary layers is known as the fossil record, which contains numerous remains and fossilized remains of various beings of the Earth's geological past. However, only a tiny percentage of the species that once roamed the Earth preserved as fossils, since fossilization is considered an exceptional phenomenon for counteract the natural processes of decay and weathering. Therefore, the skeletal parts biomineralizadas, stiffer and resistant to decomposition and erosion, such as teeth, shells, bones and shells, is much more frequent and therefore the vast majority of fossil record is constituted by such fossil remains biological. However, more delicate and perishable organic debris can also fossilize. Preservation of organic material or delicate skeletal remains, since they decompose rapidly and are destroyed, requires conditions that fossilized unusual because they are special, more rarely occur in nature. This implies that fossil remains of these types are not frequent. In any event, that the remains of any living being fossilizem it is vital that they are quickly covered by a material that preserves generally sediment.

According to some sources, only the remains or traces of beings with more than 11,000 years would be considered fossils. This time, calculated by the last ice age, is the estimated duration of the geological epoch of the Holocene or recent. When traces or residues are less than 11,000 years, would be called subfósseis. However, other authors consider that a fossil is any remains or traces of living things of the past preserved in geological context, regardless of their age. According to these paleontologists, fix any date for a finding whether or not something is a fossil is arbitrary. On the other hand, since the Holocene (least 11,700 years) of the geological record, contained in the organic waste Holocene fossil materials should be considered. That is, what determines the fossil is the joint occurrence of an identifiable rest of biological origin in a geological environment, regardless of its type, and its age.

Types of fóssils

The fossils are classified into two types: debris (or somatofósseis) and traces (or trace fossils).

- Rest:type of fossil that occurs when some part of the living being is preserved. Direct evidence of living beings are considered. For example, fossil dedentes, shells, leaves, shells, trunks, etc.

- Trace:type of fossil that occurs only indirect evidence of living beings, i.e. the result of their biological activities. For example, stromatolites, fossil footprints, bite marks, eggs (egg shell), dung (coprolites), urinary tract secretions (uroliths) of gastroliths, tunnels, galleries of housing, etc.

The following list cites some examples of fossilization processes:

Cryopreservation (mammoth preserved on ice); desiccation (mummified dinosaurs);

inclusion in amber (insects in resin);

conservation hard part (bones and shells);

permineralization (logs and bones);

fouling (bones and shells in caves);

recrystallization (shells);

incarbonização or distillation (crop residues);

replacement (for silicification, pyritization, limonitização or carbonation);

molding (traces).


VISITTHE INTERIOR OFS.PEDRO CHURCH
(optional)

Note: Who want to observe these fossils closer (optional), you can visit the Church inside. Upon entering, turn on your right you will find on the corner, about a meter high, a spectacular fossil. However there are many more fossils scattered the stones that make up the structure of this Church ...

TO PERFORM AND LOG THIS EarthCache:

QUESTIONS:

To "find / register" this cache must: prove that visited the site and answer the following questions by sending an email / message Geocaching, with answers (in Portuguese or in English, only) to our profile.

Only later, sending the answers, and as the "guidelines" for EarthCaches should make your registration! They will be removed from all records that do not meet these requirements.

1. Imagine you are a "paleontologist" and answer the following questions:

a) Explain, in your words, what is a fossil.

b) A paleontologist can sort a fossil in various types. How many and what are they?

c) How many fossilization processes exist? Which are they?

2. The island of Santa Maria is known as the "paradise" of the Azorean fossils!

a) How many fossil deposits are referenced on this island?

b) What is the fossil deposit more "old" the island?

c) Explain why the field "Pedreira do Campo" is "special", reason why it

was classified as "Monument Regional Natural"?

3. Noting the "framework" of access to the Church of St. Peter, answer the following questions:

a) The access steps to the churchyard (Street) are that kind of stone?

b) In the churchyard from the floor of this church, there are stones of at

least two "types": Stone "sing" and Stone "chalk". Classifies as: color,

hardness and granularity of each of these "types" of stone.

c) The stones that make up the church structure and wainscoting which are of the kind?

d) There are fossils in the rocks of either the atrium floor or the wallsthis Church. These fossil which are located in the types of stone, stone or stone Chalk stonework? Estimates their number: I - less than 10; II - between 10 and 100; III - more than 100

e) Identify the process of fossilization of these fossils.

f) Fossil gifts are somatofósseis or trace fossils? Because?

g) In the church door jamb, on the right side of the beholder Street and about 150 centimeters in height, there is a special fossil (that stands out from all others), is a fossil of what? Estimated its size (in centimeters).

4.   TASK (not optional): You must take a picture of yourself, where do you show up, (or with a paper / plaque with your geocaching nickname and the date of the visit) and that proves your presence in the GZ of this EC - no spoilers please. This photo must be placed in your log or sent by email or Geocaching messaging system, to the owner!

ATTENTION:

HELP PROTECT THESE FOSSIL.


We do not respond to your touch, unless there is a "problem" with their answers or register.

Additional Hints (Decrypt)

CG - Vterwn qr Fãb Crqeb
RA - Fnvag Crgre Puhepu

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.