Skip to Content

This cache has been archived.

D3monSolo: Fim de vida
Obrigado a todos pelas visitas

More
<

PT do Aventureiro - #3 O Explorador e a Tempestade

A cache by SoloMS Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 02/06/2016
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Todos os Geocachers têm o seu lado aventureiro. Uns mais do que outros. Esta é uma história paa aqueles que adoram a Natureza.


 

Porque o dia começa cedo e hoje nada melhor que arranjar uma pequena diversão. O Aventureiro deixa o acampamento em busca de novos conhecimentos e novas aventuras. Explora todos os cantos do bosque. O primeiro quilometro observa 9 tipos de aves, que cantam animadas enquanto que os coelhos saltitam ao som da música, de toca em toca. No segundo quilometro os veados observam atentamente cada passo do aventureiro. Mais à frente as raposas reúnem-se em busca de alimentos. No fim, o Aventureiro encontra um rebanho, do qual se aproxima cuidadosamente. As ovelhas, ao contrario dos outros animais, não têm medo dele, muito pelo contrario, começam a correr atrás dele por brincadeira e vice-versa. Passam um bom bocado animados, correm pelo campo fora até que o pastor regressa para recolher as ovelhas.

O pastor conversa com o Aventureiro, sobre os segredos do bosque, os animais que pode encontrar, todos os perigos, todas as coisas boas. O Aventureiro conta a sua história, a sua viagem e prepara-se para voltar às suas descobertas.

Gostava de ver outras coisas diferentes, as montanhas, o mar, os rios, pequenos paraísos escondidos.

É hora de regressar ao acampamento. Enquanto aquece o arroz uma raposa aproxima-se cuidadosamente do Aventureiro. Este fica quieto. O animal dá pequenos paços em direcção ao aventureiro até  que se encontra a poucos centimetros. Estica a mão, finalmente toa na raposa e mexe-lhe no pêlo. A raposa senta-se ao lado do rapaz, que lhe oferece um pouco de arroz. Ao inicio a raposa teima em não querer comer, mas quando prova acaba por meter o focinho dentro do prato do Aventureiro.

O rapaz vai dormir e a raposa deita-se do lado de fora da tenda. O rapaz volta a chorar de alegria, pois acabou de fazer um fiel amigo para a vida.

 

No dia seguinte o Aventureiro acordou e lá estava a raposa sentada a sua espera. Após algumas brincadeiras entre ambos, seguiram pelo trilho até ao charco, onde a raposa se refrescou e o rapaz fazia os planos para o dia. Foram sempre na brincadeira pelo caminho até que a raposa sem razão aparente fugiu e ficou a alguma distancia do Aventureiro apenas a observar. Tudo parecia estranho mas quando o rapaz olhou para a frente reparou que uma cobra impedia o caminho. Sem medos lá se apróximou da cobra, que rapidamente se atiçou ao rapaz, fazendo-o esperar algum tempo até que ela saisse do caminho. Mas não saia. Voltaram para trás e tudo parecia voltar a normalidade, quando um bando de pássaros esvoaça bem por cima das suas cabeças, como que a fugir de algo. Começa a chover! Aparentemente nada de estranho mas a raposa corre novamente e desta vez o rapaz, como por instinto, decide correr atrás do seu novo companheiro. Ao chegarem perto do charco, uma grande luz fluorescente ilumina o céu, seguido de um estrondo horripilante que faz o jovem pegar a raposa ao colo e correr rapidamente para dentro da tenda. Quatro relâmpagos iluminam no céu em poucos segundos. Pela primeira vez desde o inicio, o Aventureiro sentiu medo, muito medo, pois apesar de já ter assistido a trovoadas e tempestades, nunca passou por uma no meio de árvores, dentro de uma tenda. É a raposa que procura acalmar o rapaz, esfregando-se nele e lambendo-lhe as mãos. Mas de nada serviu. O rapaz tremia de medo e a tempestade começava a ficar cada vez mais forte. A noite ficou colorida e barulhenta durante várias horas, dentro da tenda o rapaz continuava a tremer enquanto que a raposa se aconchegou entre as pernas do Aventureiro e tentou dormir. As horas foram passando e a tempestade acalmou. Batiam os primeiros raios de sol na tenda, o rapaz espreitou lá para fora e tudo o que viu foi lama. Lama por todo o lado. Saiu! A raposa sempre atrás dele. Desceu até ao charco que ficou com o dobro do tamanho depois da tempestade. Decidiu pôr-se a caminho e ir até ao fim daquela floresta.

 

NOTA: Esta história foi escrita por mim, para que este PT seja diferente, e desperte o lado aventureiro de cada um de nós.

Additional Hints (Decrypt)

Qronvkb qn áeiber, pnzhsynqn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

249 Logged Visits

Found it 221     Didn't find it 15     Write note 2     Archive 1     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Owner Maintenance 5     

View Logbook | View the Image Gallery of 13 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.