Skip to content

This cache is temporarily unavailable.

andrvieira: Devido a temporais, fui informada por locais de que o local sofreu danos. Logo que possível irei ao local verificar como se encontra a cache e eventualmente reactiva-la.

More
<

Casinha da Avó

Hidden : 08/17/2016
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


CORTERREDOR

Quando se sobe o vale do Ceira em direcção ao Corterredor, a estrada trepa a serra ziguezagueando ao longo da encosta da Ribeira do Corterredor e passa de florestas de pinheiros e castanheiros para terraços de terra de cultivo e oliveiras. A aldeia é uma das mais bonitas da região de Góis. As casas de xisto são muito mais altas do que é usual, algumas chegam a ter 4 andares e foram construídas umas ao lado das outras.

Corterredor_aldeia

Como e quando nasceu

...histórias que ao longo dos tempos foram contadas, passando de pais para filhos:

Dois irmãos, vindos detrás da serra, oriundos de Braçal (Pampilhosa da Serra), instalaram-se em casebres feitos de pedras, cobertos com colmo, por eles construídos quando pastores, que vinham com os rebanhos pastar e dar-lhes água que corria fresquinha no vale.
Certamente escolheram aquele sítio para morar, quando tivessem as suas companheiras.
E porquê ali? O local escolhido cruzava com a ribeira, a estrada que fazia a ligação a Mestras e a Cadafaz.Contava-se que estas aldeias seriam mais antigas que Corterredor.
Os vestígios da pequena aldeia são bastantes. Os caminhos. os restos das habitações. os muros de protecção aos ventos, as paredes das cavadas, a eira, a fonte, o moinho, etc.
Estes habitantes mantiveram-se por algum tempo, mas depois resolveram partir à procura de melhor local, devido aos seus bebés não resistirem às intempéries dos invernos gelados, nevoeiros densos e ventos frios. Então, determinaram deixar as suas casas e partir em busca de melhor lugar. Puseram os poucos utensílios que possuíam em cima do burro e encaminharam-no pela margem da ribeira, seguindo para poente e exclamaram: "Onde o burro parar, vamos fazer o lugar". 
Quando, o burro já cansado, encontrou uma relva fresca, parou e pôs-se a comê-la. No mesmo local havia uma cilha de colmeias que se chamava Coladinha. Junto às abelhas, começaram as construir as primeiras casas e assim nasceu Corterredor. 
Junto à ribeira fizeram o curral do burro. Passado algum tempo, veio uma violena trovoada e a ribeira encheu, destruindo o curral, e lá se foi o pobre burro, ribeira abaixo, até à Cobeira (Cabreira), entrando no rio Ceira, até que desapareceu.
No local da Cilha das Colmeias, muitos anos mais tarde, por volta de 1650, foi construída a capela de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da aldeia de Corterredor. O pequeno largo ainda hoje é conhecido por Coladinho, embora haja uma lápide com o nome de um filho de Corterredor, nascido em Janeiro de 1814, que muito jovem partiu para o Brasil [Manuel Lourenço Baeta Neves, barão de Louredo]...
(...)
...diz-se que o conde de Sortelha, D. Luís da Silveira, foi quem delimitou, com a ajuda dos seus colaboradores, as aldeias desta região... diz-se também que que ele perguntava aos moradores dos lugares qual a área que queriam para proventos dau sa aldeia e os naturais disseram que queriam tudo ao "redor do povoado". Daí veio a propósito o nome de da aldeia Corta-ao-redor. Com andar dos tempos, foi-se modificando para Corte-Redor e Corterredor.
Lucinda Nunes Rosa
(O Varzeense, 2003)
 

A sua escola abriu oficialmente em 1935, com 37 alunos. Esteve em actividade durante 40 anos, de 1935 a 1980. Em 1982 foi entregue à Comissão de Melhoramentos, para ali ser instalado o Centro de Convívio, que, após obras de restauro e ampliação, seria inaugurado em Julho de 1997.

A sua Comissão de Melhoramentos foi fundada em 1975.

População residente, de acordo com as estatísticas oficiais:
1911 - 170; 1940 - 155; 1960 - 113; 1970 - 117; 1981 - 67; 1991 - 44; 2001 - 39

http://goismemorias.weebly.com/corterredor.html


 

Fonte

[Não há rede móvel na aldeia]

Additional Hints (Decrypt)

Qbh pnfgnaunf cnen pbzrerf :)

Cbe snibe, gre nythz phvqnqb n noeve n pnpur (onfgn chkne hz cbhpb cryb frh gbcb "Z").
É npbafryuáiry nprqre crynf rfpnqnf dhr fr rapbagenz qb ynqb rfdhreqb qrfgr cnedhr qr zreraqnf r gre nythz phvqnqb ab nprffb.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.