Skip to Content

<

CT’CREDUS 3/10 | PAÇOS NOBRES

A cache by KER_CACHE'Team Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 11/27/2016
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Enquadramento:

«CALIPO-TOUR 2: CREDUS»

Esta é gente que crê. Gente valente. Gente de Fé. Abençoados pela Padroeira, orgulhosos da “Sua” Rainha de Portugal, “Donos” de um vasto e riquíssimo património arquitetónico e religioso. Bem-vindo a Vila Viçosa!

Esta Cache está englobada num conjunto de 10 caches, destinadas a proporcionar aos amantes do Geocaching a descoberta e um interessante “passeio” pelo património da tradição Cristã da Calipole Alentejana. Convidamos-vos a visitar cada local, a apreciar cada particularidade arquitetónica e cada pormenor da história de cada um dos pontos de passagem deste passeio. Registe o momento e partilhe com a comunidade GeoCaching.


A AVENTURA:

  • Propomos-vos um passeio por alguns dos recantos mais despercebidos no local mais relevante da história e identidade de Vila Viçosa, num total de 3 pontos;
  • Visite cada um dos 3 pontos propostos, nas coordenadas indicadas, e procure a resposta às questões descritas abaixo;
  • Considere o Ponto de Estacionamento indicado.
  • Utilize o mapeamento GPS, tornará o passeio mais confortável;
  • Estimamos que esta Multi-Cache possa demorar não mais de 30 minutos a desvendar;
  • Divirta-se.

PONTO 1 | IGREJA E CONVENTO DAS CHAGAS

Erigido em 1514, por D. Jaime, para ser o Panteão das Duquesas de Bragança, o Real Convento das Chagas de Cristo, como também é conhecido, foi ocupado em 1535 pelas clarissas provenientes do Mosteiro de Nossa Senhora da Conceição de Beja. 

Ali se recolheram jovens da melhor nobreza do reino que ingressavam na vida religiosa, muitas delas nascidas de relações extraconjugais.

Apesar do despojamento característico desta ordem religiosa, as muitas doações transformaram este convento num dos mais prósperos e opulentos do país.

O interior da igreja – classificada, desde 1944, monumento nacional, em conjunto com os claustros do convento –, é totalmente coberto de azulejos policromos datados de 1626, o altar-mor é rico em talha dourada e em pinturas do século XVI.

Actualmente o Convento alberga a Pousada D. João IV e nos vários quartos perpetuam-se as lendas encantadas dos tempos em que, nas diversas celas, retiros e oratórios, as religiosas dedicavam o seu tempo à contemplação e oração.

In: http://www.cm-vilavicosa.pt/pt/site-visitar/oquevisitar/Paginas/Igrejas.aspx

In: https://commons.wikimedia.org/wiki/User:Alvesgaspar/Places/Portugal/Vila_Vi%C3%A7osa

------

 

PONTO 2 | PAÇO DO BISPO

Edificado cerca de 1542 por D. Joana de Mendonça, mulher de D. Jaime, 4º duque de Bragança, este paço serviu inicialmente como habitação particular. Esta casa senhorial, de traça maneirista, foi construída no centro da vila, numa época de plena renovação da vila ducal. 

Em 1535, por ocasião das negociações do casamento da irmã do Duque, D. Isabel, com o Infante D. Duarte, irmão de D. João III, D. Teodósio, o 5.º duque de Bragança, patrocinou uma remodelação radical da corte de Vila Viçosa que transformou o palácio ducal, a fortaleza, a estrutura urbana da vila e o convento, baseada numa concepção "à italiana" que "(...) fez de Vila Viçosa o primeiro exemplo da Península (...) e, talvez, na Europa, de uma perfeita vila ducal renascentista.". 

O modelo estrutural primitivo do Paço dos Bispos, derivado dos pressupostos de sobriedade, linearidade e simetria da arquitectura civil maneirista, deu origem a uma habitação de cariz senhorial, com planta rectangular, disposta longitudinalmente, cuja fachada é marcada pela disposição simétrica das janelas, de diferentes tipologias aplicadas consoante o piso em que se inserem. 

As fachadas laterais acompanham o mesmo ritmo da fachada principal, embora a simetria seja menos bem conseguida. A fachada posterior apresenta uma estrutura menos cuidada e erudita, possuindo uma arcada no piso térreo e uma galeria superior de dez tramos. 

Depois da morte da duquesa D. Joana, o paço foi legado como dote a duas das suas filhas, religiosas no convento das Chagas de Vila Viçosa, e ao prior da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira. Sabe-se que originalmente foi edificado um passadiço entre o paço e o Convento das Chagas para que a duquesa pudesse visitar as filhas. A ponte foi destruída em 1580. 

Cerca de 1586 D. Teodósio II adquiriu o paço, transformando-o em hospedaria da casa ducal, pelo que na centúria seguinte foram muitos os notáveis, próximos da Casa de Bragança, que ali se hospedaram. 

Em 1743, D. João V destinou o paço a residência dos deões da Colegiada de São Jerónimo, sendo então realizadas diversas obras de transformação da estrutura, que lhe acrescentaram um novo espaço numa das extremidades. 

Durante a Guerra Peninsular, o espaço foi ocupado pelo exército inglês, utilizado como quartel e hospital. 

Em 1812 o paço foi restaurado, tornando-se residência do bispo de Olba. Com a extinção das ordens religiosas em 1834 o paço foi abandonado. No ano de 1853 o espaço foi posto ao serviço dos almoxarifes do Estado de Bragança. 

In: http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/71368

In: http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/71368

------

PONTO 3 | IGREJA E CONVENTO DOS AGOSTINHOS

Em frente ao Paço Ducal surge o Convento e Igreja dos Agostinhos, cuja construção teve início em 1267, no reinado de D. Afonso III, sob a invocação de Nossa Senhora da Graça. Entregue à Ordem dos Eremitas Calçados este foi o primeiro convento a ser instituído em Vila Viçosa.

Aquando do início da construção do Palácio Ducal (1501), o convento foi reestruturado, por ordem de D. Jaime, quarto Duque de Bragança, e a sua fachada ficou virada para o Terreiro do Paço.

A igreja, de estilo barroco, transformou-se, a partir de 1677, no Panteão da memória dos Duques de Bragança, acolhendo no seu interior o túmulo do primeiro Duque de Bragança - D. Afonso, classificado monumento nacional desde 1910.

In: http://www.cm-vilavicosa.pt/pt/site-visitar/oquevisitar/Paginas/Igrejas.aspx

In: https://commons.wikimedia.org/wiki/User:Alvesgaspar/Places/Portugal/Vila_Vi%C3%A7osa


O DESAFIO:

  1. Propomos que visite cada um dos pontos indicados;
  2. Em cada um dos locais encontre a resposta à pergunta correspondente:
  • No Ponto 1 : A = Quantas Conchas vê na porta da Igreja das Chagas?
  • No Ponto 2 : B = Nº da Porta Principal do Paço do Bispo? … deduza!
  • No Ponto 3 : C = Quantos losangos se observam no pórtico da Igreja dos Agostinhos?  

O DESTINO FINAL:

  1. Agora é fazer contas e encontrar as coordenadas finais …

N 38° 46.(926+C) W 007° 25.(A)0(B)


Tome Nota:

  • Considere os atributos indicados. Podem ser uma boa ajuda;
  • Seja discreto e tenha atenção aos Muggle’s que possam eventualmente estar a observa-lo.  A manutenção desta cache para os próximos visitantes depende disso;
  • Preserve o Container, manuseando-o com cuidado e voltando a coloca-lo no exato sitio onde o encontrou;
  • Esta Cache não contem material de escrita. Deve levar material de escrita consigo;
  • Respeite o espaço e as regras do Geocaching não danificando o local, nem deixando qualquer tipo de resíduos/lixo;
  • Divirta-se!

Additional Hints (Decrypt)

Áthn dhr cnffn r aãb fr iê...

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

33 Logged Visits

Found it 27     Didn't find it 3     Publish Listing 1     Owner Maintenance 2     

View Logbook | View the Image Gallery of 44 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.