Skip to content

<

#07- REINO FUNGI

Hidden : 01/08/2017
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

#07 – REINO FUNGI

Porquê esta cache:                                                                                                   

Um grupo de 10 pessoas caminhava do longo do Trilho do Castelo (PR2). Haviam partido do lugar do Calvário, em Covide, rumo a Santa Isabel, para regressarem, no final, ao ponto de partida. Em Santa Isabel do Monte, neta e avô, conversam e decidem deixar ali uma cache sobre o Reino Fungi. E, assim, tendo em conta a cache mais próxima – Trilho dos Moinhos - lameiros e um bosquete de carvalhos, sugerem um sítio. Local e cache são fotografados e as coordenadas registadas.

A pesquisa e a partilha continuam e eis o resultado, em jeito de conversa:

- Sendo os fungos organismos carentes de clorofila ou seja incapazes de produzir compostos orgânicos, quais são então as suas formas de alimentação?

- São três: micorrízicos ou simbióticos, saprófitas e parasitas.

- Ou seja?

- Micorrízicos ou simbióticos, aqueles fungos que se associam com outros organismos como as plantas, estabelecendo uma relação de mútuo benefício. Nesta relação, o fungo envolve a raíz da planta e forma a micorriza. Assim a árvore proporciona ao fungo os hidratos de carbono que necessita e o fungo facilita à árvore a absorção de água e de sais minerais. Por exemplo: o “boletos” (Boletus edulis, seu nome científico) associa-se com os carvalhos.

- E os saprófitas?

- Estes, são recicladores pois, alimentando-se de matéria orgânica morta, ao decomporem-na fica disponível para plantas e animais. Exemplo: o “centieiro” (Macrolepiota procera, nome científico).

- E os parasitas?

- Porque vivem à custa do seu hospedeiro, debilitam-no ou podem provocar mesmo a morte do mesmo. Exemplo: o “isqueiro” das bétulas (Piptoporus betolinus, nome científico).

A cache

 

É do tipo tradicional, pequena, contém logbook com stashnote e algumas prendas para troca. Levar material de escrita. Por favor, feche bem o container e recoloque o mesmo como o encontrou.

É isso você sabe que a durabilidade da cache depende muito da sua melhor atenção.

Faça CITO, se possível.

Obrigado.

Additional Hints (Decrypt)

Cbagr, yrinqn r fvanyégvpn, fhtrerz, ab gnyhqr, hz yhtne, baqr cnffrv n zbene (gncnqn cbe crqen fbygn, cnepvnyzragr, pbz zhftb).

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)