Skip to Content

EarthCache

The Untold Story Of The Tagus River

A cache by João Pedro Proença Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 2/20/2017
In Lisboa, Portugal
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



A formação do Rio Tejo / The formation of the Tagus River

Segundo Sílio Itálico (25-101 d. C.) poeta épico latino, Tagus era o nome de um rei ibérico crucificado por Asdrúbal, o general comandante das tropas invasoras cartaginesas.

O Rio Tejo é o maior rio da península Ibérica com cerca de 1040 km de extensão, 275 dos quais em Portugal. O Rio nasce na serra de Albarracin em Espanha e desagua aqui em Lisboa. Neste local onde nos encontramos podemos observar o enorme estuário que o rio Tejo forma. O estuário do Rio Tejo, é o maior da Europa Ocidental com mais de 320 Km2.

A formação do Rio Tejo remonta à época Pliocénica, há mais de 5 milhões de anos atrás. Mas a sua formação está recheada de histórias e curiosidades.

Comecemos pelo início: No Paleogénico, aproximadamente há 30/40 milões de anos atrás, toda esta região do baixo Tejo (ver mapa Zona 1) afundou-se entre falhas. Como resultado o Oceano entrou “terra a dentro” formando um golfo de águas pouco profundas, que se estendia até Almeirim. Não se pense que este foi um processo rápido e com tsunamis! Não, este golfo demorou cerca de 10 milhões de anos a formar-se!

Paralelamente, quase no centro da península Ibérica (ver mapa Zona 2), formou-se outra bacia de águas, provenientes da precipitação. Como as rochas das zonas a laranja eram muito menos duras que as das zonas restantes, esta bacia, através de fenómenos de erosão, foi caminhando em direção a sudoeste. Cerca de 15 milhões de anos após a formação do golfo de águas pouco profundas na zona de Lisboa, os dois cursos de água acabaram por se unir!

Em Portugal temos um ditado que diz: “De Espanha nem bom vento, nem bom casamento” mas podemos afirmar que o Rio Tejo resultou do casamento de dois fluxos de água: um português de água salgada e um espanhol de água doce!

Tejo

(Adaptado de [Sobre a Natureza das Coisas])

According to Sicilian Italic (25-101 AD) Latin epic poet, Tagus was the name of an Iberian king crucified by Hasdrubal, the commanding general of the invading Carthaginian troops.

The Tagus River is the largest river of the Iberian peninsula about 1040 km long, 275 of which in Portugal. The river rises in the mountains of Albarracin in Spain and flows here in Lisbon. In this place where we are we can observe the enormous estuary that the Tagus River forms. The estuary of the Tagus River is the largest in Western Europe with more than 320 Km2.

The formation of the Tagus River dates back to the Pliocene era, more than 5 million years ago. But its formation is full of stories and curiosities.

In the Paleogene, approximately 30/40 million years ago, this region of the lower Tagus (see Zone 1 map) sank between faults. As a result the ocean water entered this area as far as Almeirim (approx 70 Km from here). This was a very slow process that took about 10 million years to form!

At the same time, almost in the center of the Iberian Peninsula (see Zone 2), another water flow formed by precipitation. As the rocks of the orange areas were much less harsh than the remaining zones, this basin, through the erosion phenomena, headed south-west. About 15 million years after the formation of the shallow water gulf in the Lisbon area, the two waterways joined, forming the tagus river!

Tejo

(Adapted from [Sobre a Natureza das Coisas])

A foz do Rio Tejo / The Mouth of the Tagus River

Isto pode parecer uma surpresa, mas a foz do rio Tejo nem sempre foi a Oeste desta zona! Na verdade se lemos com cuidado a secção anterior, percebemos que esta zona do rio, teve origem no abatimento da zona a Sul onde nos encontramos. No entanto se olharmos com cuidado para Sudoeste, toda a zona de Almada está muito mais alta que esta margem! Pois é, toda a margem sul, tem estado a subir desde o Miocénico até aos dias de hoje! Este deslocamento vertical é provocado por fatores tectónicos e são essencialmente devidos a duas pequenas falhas (bastante pequenas mesmo, quando comparadas com a que deu origem ao terramoto de 1755, mas que fazem parte do mesmo sistema): a falha do vale inferior do Tejo e a falha do gargalo do Tejo.

A falha do gargalo do Tejo segue mesmo o percurso do rio até ao oceano. Basicamente a Ponte 25 de Abril está sobre uma falha! Mas podemos ficar descansados, a construção da ponte teve isso em conta!!!

Ora, com a elevação da outra margem, e com a falha paralela ao curso atual, a foz do rio Tejo mudou. Antes o rio seguia a “direito” indo desaguar na lagoa de albufeira. Atualmente ainda podemos encontrar vestígios disto nessa localização muito mais a sul da atual foz.

Se observarmos o rio, na localização onde nos encontramos, além de conseguirmos ver a sua foz, a oeste, conseguimos ainda perceber a antiga direção do rio, mais para sudoeste, em direção ao Barreiro, Seixal.

Tejo
Tejo

(Adaptado de [Sobre a Natureza das Coisas])

This may seem like a surprise, even form a person born here, the mouth of the Tagus River has not always been to the west of this area! In fact if we read carefully the previous section, we realize that this zone of the river, had origin in the lowering of the zone to the South where we are. However if we look carefully to the Southwest, the whole area of Almada is much higher than this margin! Well, the south margin has been rising since the Miocene! This vertical displacement is caused by tectonic factors and is essentially due to two small faults (quite small when compared to the one that gave rise to the 1755 earthquake, but which are part of the same system): the fault of the lower Tagus valley and the fault of the Tagus "bottleneck".

The fault of the Tagus bottleneck follows the course of the river to the ocean. Basically the 25th of April Bridge is over the fault! But we can rest assured, the construction of the bridge took this into account!!!

Now, with the elevation of the other margin, and with the fault parallel to the current course, the mouth of the river Tagus has changed. Before, the river followed the "right" path going into the "Lagoa de Albufeira". Currently we can still find traces of this in that location much further south of the current mouth.

If we look at the river, in this location, in addition to being able to see its mouth, to the west, we can still perceive the old direction of the river, more to the southwest, toward the "Barreiro" and "Seixal".

Tejo
Tejo

(Adapted from [Sobre a Natureza das Coisas])

Para "Logar" esta EarthCache / To Log this EarthCache

Para “logar” esta cache deve visitar o local, nas coordenadas indicadas.

Toda a informação necessária para responder às perguntas encontra-se na listing ou é possivel obter através da observação do local.

Depois deve responder às seguintes questões e enviar as respostas para o seguinte endereço jpp.geocaching@gmail.com

1. A formação do Rio Tejo deveu-se a dois fenómenos distintos, um de água doce em direção ao oceano e outro de água salgada em direção a terra. Verdadeiro ou Falso?

2. Após a formação do rio Tejo, a atividade tecnónica não mais influênciou o seu percurso. Verdadeiro ou Falso?

3. Para as próximas perguntas recorra à bússula do seu GPS, Smarphone, ou outros. Vamos medir azimutes magnéticos. Se não se recorda de como fazer a medição veja a secção em baixo.

3.1. Qual o azimute da orientação da actual foz do Rio Tejo?

3.2. Qual o azimute da antiga orientação do Rio Tejo?

3.3. Em quantos graus se desviou a foz, da antiga para a actual direção?

3.4. Desde a sua posição, qual o azimute da zona que faz maior elevação com a margem sul do rio Tejo?

4. A falha do gargalo do Tejo passa a poucos metros de nós, consegue observar algum sinal da sua presença? Se sim, quais?

5. A elevação, na margem Norte, mais próxima deste local, é a elevação onde se encontra o Castelo de São Jorge. Consegue observar o castelo deste local?

6. (Opcional) Tire uma foto de com algo que o identifique como geocacher no local!

Em seguida poderá fazer o seu “found it” on-line!

To log this cache you must visit the coordinates above.

All the information necessary to answer these questions can be found above or by the observation of this place.

Then you must answer the following questions and send the answers to the following address jpp.geocaching@gmail.com

1. The formation of the Tagus River was due to two distinct phenomena, one of fresh water toward the ocean and the other of salt water towards the earth. True or False

2. After the formation of the Tagus River, tectonic activity no longer influenced its course. True or False

3.For the next two questions use the compass of your GPS, Smarphone, or others. Let's measure magnetic azimuths! If you do not remember how to do the measurement see the section below.

3.1. What is the azimuth (orientation) of mouth of the Tagus River?

3.2. What is the azimuth of the old orientation of the Tagus River?

3.3. In how many degrees did the mouth drift from the old to the present direction?

3.4. From your position, what is the azimuth of the zone with the highest elevation with the south bank of the river Tagus?

4. The fault of the Tagus bottleneck passes a few meters from us, can you see any sign of its presence? If so, which ones?

5. The elevation, in the North margin, closer to this place, is the elevation where is the Castle of São Jorge. Can you observe the castle of this place?

6. (Optional) Take a picture with something geocache related in the coordinates!

Then you can make your "found it" online!

AJUDA - Azimutes Magnéticos / HELP - Magnetic Azimuths

O azimute magnético é o ângulo que o seu alvo faz com o Norte magnético.

Exemplificando, imagine que da sua posição o seu alvo está perfeitamente alinhado com o Norte da bússola. Então o azimute do seu alvo seria 0 graus.

Imaginemos agora que o seu alvo está perfeitamente alinhado nas suas costas quando você olha para Norte. Então o seu alvo está a Sul. Neste caso o ângulo que o seu alvo faz com o Norte são 180 graus.

Na imagem abaixo estão alguns ângulos exemplificados. Lembre-se você está no centro da bússola.

Tejo

The magnetic azimuth is the angle that your target makes with the magnetic north.

For example, imagine that from your position your target is perfectly aligned with the north of the compass. Then your target's azimuth would be 0 degrees.

Imagine now that your target is perfectly aligned on your back when you look north. Then your target is South. In this case the angle your target makes to the North is 180 degrees.

In the image below are some exemplified angles. Remember you are in the center of the compass.

Tejo
This page was generated by Geocaching Portugal Listing Generator

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

191 Logged Visits

Found it 186     Write note 4     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 84 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 11/16/2017 3:15:43 PM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (11:15 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page