Skip to content

#019 - Olisipo Mystery Cache

This cache has been archived.

Bitaro: Olá GeocachingMonsanto,
Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

More
Hidden : 07/28/2017
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


LISBOA – CAPITAL DE PORTUGAL

Mui Nobre e Sempre Leal Cidade de Lisboa

N 38° 44.299 W 009° 11.975

A embarcação que compõe o brasão lisboeta representa um modelo simples de navio usado na época medieval. E a presença dos corvos, claro, também tem uma história.

Os pássaros têm relação com o martírio de Vicente de Saragoça, morto pela perseguição romana aos cristão no Século IV. Diz a lenda, que os corvos não só não atacaram o seu corpo morto, como também marcaram presença no transporte das relíquias do santo para Lisboa.

A peregrinação das relíquias de São Vicente atravessou toda a Península Ibérica. Em meio a essa jornada, os restos foram levados para uma pequena ermida nas proximidades do promontório de Sagres, no Algarve (região que depois foi denominada Cabo de São Vicente) e, depois, transladados para Lisboa, a pedido do então primeiro rei de Portugal D. Afonso Henriques, por volta de 1147.

Foi nessa derradeira viagem que, conforme a lenda, os dois pássaros seguem a ladear o barco, desde o sul de Portugal (ainda sob domínio islâmico) até a cidade de Lisboa (já reconquistada pelos cristãos na altura).

A história consagra-se como sendo, isso, um sinal divino de bênção para a cidade – então recém-conquistada pelos cristãos, depois de mais de quatro séculos sob o domínio islâmico. É assim que São Vicente se converte no padroeiro de Lisboa.

Convém ressalvar que os corvos na Antiguidade e Idade Média tinham outro significado. Desde o fim da Antiguidade, até o começo da era cristã, esse pássaro era caracterizado como símbolo da perspicácia – nisso recebendo também muita influência de tradições de culturas do Norte da Europa, que o associavam a símbolos proféticos, de clarividência e de resignação. Para os cristãos, a ave passa depois a ser bastante associada aos ideais de uma vida monástica.

A cor preta, por sua vez, estava ligada à fertilidade da terra. Os tons escuros indicavam um estágio pronto a ser semeado. Além disso, na heráldica da Alta Idade Média, o preto está bastante presente como indicação de poder. Afinal, não era uma cor popular – dada à dificuldade da sua aplicação em vestes, tecidos e outros suportes, ficando então reservada àqueles que realmente tinham condições financeiras e legais de obtê-la.

É por isso que o preto aparece de forma recorrente em bandeiras e brasões de grandes nações, simbolizando força e poder – simbologias que, muitas vezes, resistem até hoje.

Additional Hints (Decrypt)

Whagb à tenaqr, qr pvzragb

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)