Skip to Content

<

CELEBRA A VIDA QUE SÃO DOIS DIAS E O CARNAVAL TRÊS

A cache by KelKim Team Send Message to Owner Message this owner
Hidden : Sunday, March 17, 2019
Difficulty:
1 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

17 March 2019, 12:00 - 12:30

PROVÉRBIO PORTUGUÊS


Este provérbio português explica muito bem o dia que celebramos hoje. Contudo, está a perder-se outra palavra muito mais interessante do ponto de vista cristão: o Entrudo! Este conceito que terá a origem na palavra latina "introitus", significa "entrada" ou "inicio" da Quaresma, um tempo de 40 dias em que os cristãos intensificam a oração, o jejum e a esmola.

 

O Entrudo durava 3 dias, de domingo a terça e onde se tolerava quase tudo, antes de se entrar neste tempo de reflexão e conversão. Ou seja, antes de se voltar para o essencial da vida humana e assim se preparar a celebração da Ressurreição do Senhor, a Páscoa. Escrevi "durava" porque hoje em dia vemos que até o carnaval é mais comercial do que referencial. Nas escolas celebrou-se na última sexta feira e nalgumas cidades ainda se celebrará no primeiro domingo da Quaresma. Tudo isto em prol de uma felicidade muito financeira mas vazia de conteúdo significativo quer individual quer coletivo.

 

Carnaval quer dizer, por unanimidade, um adeus à carne durante a Quaresma, pelo menos nos dois dias de jejum (4ª feira de Cinzas e 6ª feira Santa) e na abstinência das 6ª feiras. Tem as suas raízes e inspira-se em tradições pagãs. Desde as suas origens que é caracterizado por uma vivência desregulada de todos os géneros de prazer. Para além disso, a máscara, o colorido e a festa são o simbolismo da vitória da luz sobre as trevas e da Primavera sobre o Inverno. Com o advento do cristianismo é regulamentado e colocado ao início da Quaresma.

 

É verdade que o cristão também pode e deve viver este tempo como um momento alegre, criativo e positivo. O crente é chamado a ser luz e fermento na vida quotidiana do ser humano. A "incarnação" no dia a dia, não fere a fé. No entanto coloco-me uma ou outra questão: Vivemos a sério o Entrudo/Carnaval ou é mais uma "fachada", uma "máscara"? O lema "É carnaval, ninguém leva a mal", permite-nos viver tudo o que nos apetece ou é apenas mais uma "careta"? Por que razão precisamos de uns dias "oficiais" dedicados à brincadeira generalizada?

 

Nestes dias tem-se a sensação de vivermos uma liberdade absoluta e muito desejada. Somos verdadeiramente livres? No dia a dia, somos livres dentro de certos limites bem definidos. Basta sair de casa para vermos a quantidade de coisas que podemos fazer ou não fazer, de hábitos e de regras... O carnaval dá-nos a verdadeira liberdade? Como a sociedade exige de nós, parece-me que muita da folia carnavalesca faz-nos passar de "modelos a fedelhos". Isto é, como vivemos mascarados no quotidiano porque os outros nos impõem um certo tipo de liberdade e felicidade, no carnaval, passamos para o outro extremo e colocamos outra máscara para ridicularizar esta sociedade em que somos também os protagonistas...

 

Que a Quaresma nos ajude a encontrar a verdadeira liberdade em Jesus Cristo. Esta exige-nos apenas a sermos reais. Pessoas com virtudes e defeitos. Gente que pode ser mais para si e para o outro. Seres solidários e fraternos.

Additional Hints (Decrypt)

N obn qvfcbfvçãb veá vzcrene

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

17 Logged Visits

Will Attend 7     Attended 9     Publish Listing 1     

View Logbook

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.