Skip to content

<

Marco 10K Norte

A cache by Oldbard Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 05/09/2021
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Em tempos modernos onde o mapeamento de uma cidade é feito com o auxílio de ferramentas que utilizam tecnologia de ponta, como aparelhos de GPS, ou ainda poderosos satélites que são capazes de fotografar até mesmo uma pessoa andando na rua, o que torna difícil imaginar como essas medições eram feitas num passado não muito distante!

Mas mesmo em uma cidade como São Paulo algumas formas rudimentares de mapeamento ainda sobrevivem ao caos urbano, ainda que boa parte delas esteja abandonada e relegada ao quase esquecimento, como os exemplos a seguir:

 

Marcos de Meia Légua

Os marcos de légua são resquícios do tempo de um Brasil Colonial.

Embora os marcos paulistanos sejam de datas mais recentes (final do século XIX) a demarcação destes locais já era conhecida pelo menos desde 1769.

Foi nesse período que o território da  cidade de São Paulo foi demarcado de maneira formal, mediante uma carta de sesmaria conhecida como Marco de Meia Légua. A légua, uma antiga medida de distância equivale a 6600 metros, e a meia-légua, 3300 metros.

Foram demarcados os pontos cardeais para assinalar a área da cidade, tendo como início o antigo Largo da Sé. Destes marcos apenas dois sobrevivem até a atualidade: na rua França Pinto (sul) e na rua Silva Bueno (sudeste).

Um terceiro marco, na avenida Celso Garcia (leste) foi destruído na década de 1950 por um caminhão desgovernado, e em algum ponto da rua Voluntários da Pátria (norte), estava um quarto marco, porém não há registros disponíveis de onde ficava sua localização exata.

 

Marcos da Planta da Cidade

Os marcos usados para fazer a planta da cidade de São Paulo são ainda menos conhecidos do que os marcos de légua. Por serem diminutas placas de metal, geralmente fixados a uma parede ou muro, passam quase despercebidos dos olhos apressados dos paulistanos.

Alguns desses marcos ainda podem ser encontrados na Vila Medeiros (avenida Boschetti), no Belém (entrada do Parque Belém), noa rua do Oratório (Moóca) e no Museu da Imigração (Moóca).

 

Marcos de Limites de Município

Os marcos de limite são grandes totens de concreto localizados nos antigos pontos extremos da capital paulista, bem no limite desta com algumas das cidades vizinhas.

Como são do início do século XX, muitas das localidades citadas nestes marcos já não existem mais, ou tiveram a grafia de seus nomes alterados, ou mesmo os municípios passaram por transformações.

Sobreviventes, o Marco N.1 fica no norte da cidade, na divisa com a cidade de Juquery (atual Mairiporã), e o Marco N.5 fica no sul da cidade, no que um dia foi a divisa com a cidade de Santo Amaro (incorporada como bairro na década de 1930).

 

Fonte: https://saopauloantiga.com.br/os-marcos-esquecidos-de-sao-paulo

 

Infelizmente o MARCO que serviu de inspiração para esse geocache não se enquadra em nenhum dos tipos mencionados anteriormente, mas estou em contato com alguns entendidos do assunto para tentar identificar a sua origem e o seu significado histórico. Assim que eu obtiver mais informações, atualizarei a descrição do geocache!

 

Additional Hints (Decrypt)

Ngeáf qb Znepb

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.