Skip to content

This cache has been archived.

lynx pardinus: Hi guys!

So, this is how it ends - at least this second life of Heidi ended up in smoke. Is it the death of a character? You have the pen and the paper to bring it to life again...

P.S- I have part of her story in a back-up, somewhere. Maybe on day I will publish what have been her diaries - unfortunately, not all of them, though.

More
<

GnE II b - Heidi II – O Regresso!

A cache by lynx pardinus Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 05/17/2006
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 

event GCVNVY
GEOCACHING
NA
ESCOLA II
[Estoril]

GnEII

 

Esta cache é uma das cinco criadas especialmente para a cache-evento Geocaching na Escola II, realizado a convite do Núcleo de Estudantes de Gestão do Lazer e Animação Turística da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE), no dia 20 de Maio de 2006. O percurso para encontrar todas as caches desenrola-se junto à costa marítima entre o Guincho e a Biscaia.

Esta “cachada” levar-nos-á a revisitar personagens da nossa infância, ao mesmo tempo que escaranfuchamos à procura dos famosos tupperwares. Para os debutantes será uma mistura de emoções passadas, trazidas por filmes que eventualmente agradaram, com a descoberta de uma nova aventura: o Geocaching!

Então… “Vamos à Matiné?”

This cache is one of five created especially for the 20th of May event cache “Geocaching na Escola II” resulting from an invitation by the student chapter of the Hotel and Tourism school in Estoril. The geocaching hike will take place along the coast the Guincho- Biscaia area.

This geocaching hike will take you back to revist some of the favourite characters from your childhood whilst you dig around and scrounge for the famous tupperwares. For the debutants, this will be a mixture of past emotions brought to the fore by past films while discovering new adventures, namely geoacaching! 

...shall we go to the afternoon show? 

 


 PERCURSO / HIKE:

 GnE II a - Segue o Coelho certo!


 GnE II b – Heidi II – O Regresso / Heidi II – The Return

 GnE II c - De liana  em Liana


 GnE II d - Oferta de Emprego: Pirata!


 GnE II e - Sushi Nemo

 GnE II b – Heidi II – O Regresso / Heidi II – The Return


A série de animação “Heidi”, foi um sucesso em Portugal no início da década de 80, cativando a atenção daqueles que, sendo de mais tenra idade, constituiriam a primeira geração a ter um contacto massificado com desenhos animados a cores - daqueles realizados fora da Europa de Leste (saudoso Vasco Granja, desde que apareceste no vídeo dos ‘The Gift’, nunca mais soube nada de ti).

“Heidi” era uma adaptação em 52 episódios de uma história de Johanna Spryi, que contava os primeiros anos de vida de uma pequena garota orfã de 8 anos, que vivia com a tia. Esta, ao arranjar um emprego, manda Heidi morar com o avô (que era um personagem chamado… “Avô”!!!), um pastor (rude, mas de bom coração) numa pequena aldeia perdida no meio dos Alpes suíços. A história segue com Heidi a arranjar um amigo (o “Pedro”, um pequeno pastor da vila), e vivendo as suas aventuras, no meio dos Alpes, a cuidar de cabras.

Algures a meio, a tia manda Heidi viver para Frankfurt, trabalhando na casa de uma família abastada, e adaptando-se ao ritmo da vida numa cidade. Nesta fase, destacam-se dois personagens, a “Governanta Rottenmeyer” (severa e rígida) e a “Clara”, uma menina loira e simpática, que está ‘presa’ a uma cadeira de rodas, e que se torna a melhor amiga de Heidi. Não vos vou contar o final da história (nunca se sabe, deve estar a sair em DVD), mas envolve os Alpes, muita alegria e abraços, cabras a pastar e uma cadeira de rodas a ser definitivamente reformada.

Mas tudo isto é conhecido do grande público. O que pouca gente sabe é que, dado o interesse e o sucesso da primeira série em desenhos animados, chegou a produzir-se uma segunda série. Esta segunda série, também em desenhos animados, foi integralmente rodada na área costeira entre o Cabo da Roca e Cascais, recorrendo aos personagens e actores originais.

Nesta história, o tempo dá um salto de 20 anos, e Heidi e o “Avô” vêem-se forçados a abandonar os Alpes suíços, devido às más colheitas de chocolate de leite e de relógios, motivados pelo comportamento anormal do anticiclone dos Açores. Acabam por encontrar refúgio, numa pequena aldeia de pescadores portugueses, que precisava de um pastor que lhes guardasse as cabras enquanto estavam na faina (estes pescadores idolatravam especialmente uma requintada iguaria feita à base de pescada, chicharro e queijo de cabra fresco – o queijo, não a cabra), acabando, assim por dar guarida e emprego ao “Avô”, que recebeu alegremente a notícia no dia em que comemorou o seu 200º aniversário.

Heidi, então uma moçoila com pouco menos de 30 anos, e desde sempre habituada a viver feliz e livre nas montanhas, arranjou emprego em Lisboa, como dactilógrafa num jornal diário, para onde ia e vinha todos os dias da pequena aldeia piscatória. Sempre que podia, no entanto, subia até um monte bem alto, de onde pudesse abarcar até ao infinito, devorando toda a paisagem em volta com o olhar. Depois, fechava os olhos por uns segundos, inspirava o ar com força, sorvendo o cheiro às mais variadas plantas, à terra e às nuvens que sobre ela passavam e pensava nos seus altos e cristalinos Alpes, onde tinha sido tão feliz durante a sua infância.

Um dia, na sua viagem matinal para Lisboa, de comboio, pareceu-lhe ver alguém conhecido. O cocuruto daquela cabeça não lhe parecia estranho. Seria o Pedro? Depois de tantos anos? Seria ele? Levantou-se e, agarrando-se aos bancos por onde passava para não cair, assomou-se daquela cabeça que lhe parecia familiar e…

Bem-vindos a um ‘cadáver esquisito’! Um ‘cadáver esquisito’ é um ‘género literário’ (quer dizer, com um bocadinho de presunção…) em que cada pessoa acrescenta uma parte da narrativa à do escritor anterior, construindo assim uma história sem um sentido orientado, mas sim uma autêntica manta de retalhos em que cada um escreve uma parte da história.

Dentro desta cache, vão encontrar, além do logbook, stashnote, lapiseira e prendas habituais, um livro. O início desse livro, vai ser o que encontraram nesta página. A continuação vai depender do que vocês escreverem…

Ah! E o livro é para ficar por lá, para que o próximo geocacher possa continuar a história. .


Cache

Recomendações:
- Atenção ao percurso. A vegetação pode esconder buracos e ravinas!
- No Verão: leva bastante água, chapéu, e calçado confortável e aderente.
- No Inverno: leva um corta-vento e calçado confortável e aderente

...

 


Quer saber mais sobre o Geocaching em Portugal?
Adere ao grupo de discussão e visita os sites Geocaching@PT,
GeoPorStats
e os mapas com a localização das caches portuguesas

Would you like to know more about Geocaching in Portugal?
Join the discussion group and visit Geocaching@PT,
GeoPorStats and the maps with the location of the portuguese caches

 

Additional Hints (Decrypt)

Unir lbh oebhtug n cra?

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.