Skip to Content

<

Miradouros [Vouzela, Viseu]

A cache by almeidara Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/13/2006
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 

 

As terras do concelho de Vouzela situam-se em plena zona de Lafões, numa àrea de aproximadamente 200km2 de paisagem maravilhosa marcada por montes, rios e vegetação variada. A menos de 30km da cidade de Viseu é habitada por uma população de 14000 habitantes, subsistindo maioritáriamente da agricultura e criação de gado. 

As raízes históricas de Vouzela remontam ao séc. XV. Em 13 de Maio de 1436 o rei D. Duarte instituiu o concelho de Vouzela ou Lafões, composto por 44 freguesias e 13 coutos. Durante alguns séculos, esta divisão administrativa prevaleceu sem grandes alterações, até que em 1834 se passou a repartir o antigo concelho de Lafões em dois concelhos separados pelo Vouga, ficando as freguesias da margem esquerda deste rio a pertencer ao concelho de S. Pedro do Sul. 

Ao tomar a estrada para o caramulo, de passagem por Vilharigues, vemos uma torre, infelizmente reduzida a ruinas hoje em dia.  Trata-se da Torre Medieval de Vilharigues. É uma torre de planta quadrangular, apesar de apenas subsistirem duas das quatro paredes, é possível observar o negativo de três pisos que possuía. Nas paredes exteriores tem dois mata-cães assentes sobre quatro mísulas. As torres medievais existentes no concelho de Vouzela fazem parte de um fenómeno que se estendeu de forma mais ou menos linear e sincrónica por quase toda a Europa. Em Portugal teve maior incidência a Norte e na Beira. Inspirada na torre de menagem, esta construção fortificada surge entre o séc. XII e XIII, sendo adoptada como residência pela pequena e média nobreza. Numa altura em que a riqueza dependia, em muitos casos, do número de terras possuídos ou do número de direitos sobre elas recaídos, «as casas torre eram o mais nobre e evidente sinal de senhorio sobre uma terra.».

Registe a data em que a Liga dos Amigos de Vilharigues colocou a placa junto à torre (A).

Ainda noutra estrada pelo mesma montanha do Caramulo, chegamos a Ventosa e à curiosa Cruz da Independencia. É um monumento tipico do estado novo, e comemora as duas datas da independência de Portugal: a independência, propriamente dita, e da sua restauração. Existe ainda uma terceira data que é a da construção do monumento. A primeira curiosidade é que todas as datas são da mesma década. No cimo da coluna encontra-se a cruz e a segunda caracteristica curiosa: trata-se de uma cruz celta, com um circulo imposto numa cruz latina.
Se continuarmos estrada acima, podemos percurrer o circuito de Penoita que passa pelo cume Abas perto do Caramulo, um dos maiores pontos cénicos do país, vendo-se desde a serra da Estrela até a vastidão do mar.

Registe as três datas referidas nas faces da base da cruz por ordem crescente (B, C e D).

Finalmente, ao seguir em direcção a Fataunços, passamos pela Sra do Castelo, junto ao parque de campismo do municipio. Este local  foi um centro militar e administrativo da “terra medieval de Lafões”. Aqui segue-se uma prática comum de implantação e organização dos domínios dos senhores, anterior á segunda metade do século XIII: são ruínas de antigos castros da idade do ferro que os senhores escolhem para construírem os seus castelos e, daí, se defenderem de ataques inimigos, vigiarem as estradas onde circulam homens e mercadorias e dominarem as populações que trabalham as terras. O da Senhora do Castelo ergue-se praticamente no centro do território de Lafões, entre S. Pedro do Sul e Vouzela, podendo exercer um controle militar e administrativo (económico e jurídico) extremamente eficaz sobre a principal via de articulação deste espaço.

Para encontrar a cache às cooedenadas da Sra do Castelo:
some aos minutos da latitude (C - B) / 100
diminua aos minutos da longitude (A - D)

 

Additional Hints (No hints available.)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.