View Geocache Log

Didn't find it Pintelho couldn't find La Ruta de Los Túneles - Barca d'Alva

Saturday, April 27, 2013Guarda, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

Parte #1/3:

Tour 1.500 caixinhas e uma série de túneis:

Hoje é o dia - pensei ao acordar.
Quando espreitei pelas cortinas, na praia da Congida, o radioso sol convidava a uma bela caminhada por um cenário idílico. E estas mini-férias até tinham sido planeadas em torno desta caminhada, que a chuvada da véspera ameaçou seriamente cancelar.

Assim sendo, e aproveitando os dias bem longos que Abril já nos dá, lá nos fizemos até Barca d'Alva onde, após um café no "Cepa Torta" e uma muito agradável conversa com o Sr. Amadeu, nos fizemos ao caminho.

A primeira paragem foi na ponte internacional - a mais bem preservada, sobre um Águeda que, por força da proximidade, quase parece o Douro.

Este foi o primeiro impacto da GS com as alturas e, apesar do bom estado da ponte, terá provavelmente sido a que mais lhe custou ultrapassar. Aqui, nada de novo. Calmamente, lá passámos a ponte, num cenário muito parecido ao que vínhamos a acompanhar desde S. João das Arribas.

Pouco depois, contudo, deixando Barca d'Alva para trás, somos transportados para uma outra realidade. Aquele túnel, logo o primeiro, atua como um portal para uma nova dimensão. Ao deixar uma parede de pedra nas nossas costas e, pela nossa frente, fazendo aparecer um vale íngreme, verde e deslumbrante, a viagem começa, verdadeiramente, aqui, cerca de 1 Km após o ponto inicial.

Neste ponto da viagem o casal une-se, as queixas e medos diminuem (após uma ponte e um túnel, que mais nos poderia assustar?, pensámos) e o prazer na caminhada acentua-se visivelmente.
A progressão até ao ponto intermédio é mais ou menos constante, cortada aqui e ali por um momento de namoro, que a paisagem pede-o. O ritmo baixa nas pontes que, à medida que nos vamos embrenhando em Espanha, vão aumentando de altitude e adrenalina, baixando o estado de conservação. Lá em baixo, pequenos ribeiros fluem, jucosamente. Afinal de contas, cada pequeno ribeiro, inofensivo, obriga o homem a uma obra de engenharia de milhões. E o homem vence, mas apenas temporariamente. Quantas décadas mais aguentarão estas estruturas, agora que cá não passam comboios?

O ritmo baixava, também, a cada novo túnel. O cheiro a carvão, entranhado nas paredes há décadas, leva-nos a pensar que, mesmo hoje, há ainda linhas sem eletricidade.

Alguns túneis e pontes ultrapassados, chegamos ao ponto intermédio.
Dar com o magano nada teve de complicado. Afinal de contas, se o GPS apontava para "cima", é por era para cima. E assim foi. Se não dá para escalar, deve dar para contornar. E dava. Aqui há trilho, apesar de um inverno chuvoso ter feito aquelas colinas nrenascerem verdejantes, com flores bem interessantes e bonitas.

É aqui que tudo começa

Additional Images Additional Images

É aqui que tudo começa log image É aqui que tudo começa

Tudo negro lá atrás! log image Tudo negro lá atrás!

Tem mesmo que ser por aqui! log image Tem mesmo que ser por aqui!

Aqui ainda o Águeda é "grande" log image Aqui ainda o Águeda é "grande"

A vegetação à sombra do túnel log image A vegetação à sombra do túnel

Light beyond the dark log image Light beyond the dark

Somos mesmo pequenos... log image Somos mesmo pequenos...

A mais pequena ponte do percurso log image A mais pequena ponte do percurso

O passarinho cantou... log image O passarinho cantou...

Vamos lá? log image Vamos lá?

Bruning log image Bruning

Saí do túnel a meio e vi isto... log image Saí do túnel a meio e vi isto...

Quase no GZ log image Quase no GZ

DNF! log image DNF!

Há luz! log image Há luz!

YEAH! log image YEAH!

Abandoned... log image Abandoned...

infoA multi-cache ("multiple") involves two or more locations, the final location being a physical container. There are many variations, but most multi-caches have a hint to find the second cache, and the second cache has hints to the third, and so on. An offset cache (where you go to a location and get hints to the actual cache) is considered a multi-cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us