View Geocache Log

Found it afelizardo found PORTA 41...

Saturday, January 7, 2012Santarém, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

Esta caçada/cachada começa com uma sms do amigo Hugo Machado a convidar-me para ir fazer a porta 41 hoje á noite.

Aceite de imediato pois as noites de lua cheia terminavam dentro de dois dias e depois não poderíamos caçar.

Já prevendo que normalmente um amigo convida outro, e outro convida outro o grupo iria ser grande, o que seria o ideal, pois se não caçássemos o Javali por caça de espera sempre podíamos tentar de batida já que muita gente a fazer barulho certamente o conseguia-mos espantar.

A meio da tarde fui escolher o melhor armamento para o feito, ainda ponderei levar uma G3, mas aquilo era coisa para fazer algum barulho e podia dar mau resultado. Assim equipei-me com equipamento topo de gama ( magnum) , ou seja uma super fisga com uma mira de laser num lado dos forcado e do outro lado uma mira telescópica com visão nocturna.

Certamente um tiro deste armamento e não há bicho que escape.

Dirigi-me ainda á reserva de caça para me munir da respectiva credencial para poder caçar o Javali ( leia-se site do geocaching para ler bem a pagina para não ter surpresas).

Pelas 19H00, já estava um grande grupo no local combinado para iniciar a caça do bicho, a expectativa era muito grande a vontade de o abater muito forte, já que a maior parte dos caçadores tinham acabado de apanhar uma grade ( termo usado na caça quando não se abate nenhum espécie cinegética ) na caçada anterior ao CUCO. A grade aqui deveu-se á simpatia do Cuco, miguem foi capaz de disparar outra coisa que não fosse os flashes das maquinas fotográficas.

Assim sendo estava mesmo a ver que o javali não iria escapar.

Cachemobiles estacionados, eram tantos, espero que o Sr. Presidente da Câmara não tenha por ali passado, senão ainda manda ali instalar uns parquímetros , só hoje o investimento quase tinha fica pago.

Deu-se então inicio á caçada, a pé para não assustar o bicho, acho que não resultou muito porque a malta a fazer granel era pior que os carros a trabalhar.
A minha mag-lite descobria os brilhantes a uma grande distancia o que facilitava e de que maneira a forma de seguir o trilho.

O mato ia ficando mais denso e começava a sentir-se o odor do Javardo. A dado momento avistou-se o animal a alimentar-se no cevadouro. Estava já na hora de jantar e a fome dele devia ser tanta como a nossa, pois nem se apercebeu da nossa aproximação. Quando me preparo para fazer o meu disparo, eis que alguém se antecipa e dispara sobre o animal,bolas nem tempo tive de municiar a minha arma.

Com o animal ferido a correr mato fora, foi um corropio de caçadores(geocacheres) atrás do animal. A coisa não estava fácil já que o mato era cada vez mais forte e algumas barreiras eram difíceis de transpor, especialmente para mim que alem da arma, lanterna, ainda tinha que levar a Patita 07 as cavalitas. Lá se foi seguindo rasto de sangue, o animal ia mesmo muito mais rápido que nós, aquilo « quase parecia o diabo », a velocidade dele bem como os saltos que dava eram tais, que por vezes tocava em partes bem altas das arvores .
Mas o ferimento começou a fazer mossa, as pingas de sangue eram agora maiores e mais próximas umas das outras pelo que dava para concluir que o bácoro ia agora já mais devagar, e assim sendo brevemente o conseguiríamos apanhar.

Quando chegamos perto de local onde teria toda a lógica o bicho esconder-se avistamos umas lanternas, o grupo ficou preocupado, seriam caçadores furtivos?
Não afinal era outros caçadores ( navegantes) que também vinham no encalece do animal.
Tudo junto num local sem saída rapidamente se cercou o local para que navalheiro não se pusesse novamente em fuga, até que a tazadormir o viu, bem escondido e já ferido de morte.

Continua.. 1/2

This entry was edited by afelizardo on Monday, 09 January 2012 at 11:34:28 UTC.

This entry was edited by afelizardo on Monday, 09 January 2012 at 11:36:54 UTC.

infoA letterbox is another form of treasure hunting using clues instead of coordinates. In some cases, however, a letterbox has coordinates, and the owner has made it a letterbox and a geocache. To read more about letterboxing, visit the Letterboxing North America web site.
Visit Another Listing:

Advertising with Us