View Geocache Log

Found it Valente Cruz found Half a Mountain

Saturday, August 10, 2013Setúbal, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

Mais uma… das míticas! Esta seria, porventura, uma das caches mais esperadas das nossas férias rumo a sul. E, de facto, todos os elogios que se lhe possam fazer podem ainda pecar por serem escassos. Assim que, da estrada, assentei o olhar na meia montanha pressenti de imediato que o dia estava ganho. Como a Valente é mais afoita a refastelar-se na praia do que a subir e descer montanhas, ainda que pela metade, parti – Cruz – sozinho para esta demanda. Feito esfomeado de descobertas de plásticos, e também para me facilitar na descoberta pelo trilho, optei por visitar esta cache no contexto do powertrail Passeio pelo Risco, pelo que já cheguei aqui com uns bons quilómetros nas pernas, assim como outros tantos riscos.

Para acentuar as minhas maleitas, numa noite má dormida entre as desventuras de bebidas perturbadoras, levei pouca água. Ou seja, não me bastava a ressaca com ainda fui com uma míngua do precioso líquido. Quando aqui cheguei, entre uma e outra paragem, acho que até pelos zumbidos das moscas e mosquitos nos ouvidos comecei a imaginar que eram pessoas e que me poderiam ajudar com o problema da sede. Não havia, porém, ninguém por perto, para lá das divagações e inquietações. Não estive perigos desumanos, mas tive que fazer uma gestão muito cuidada para completar a experiência.

Já sabia que iria encontrar um vértice geodésico, porventura aquele sobre quem todos os outros VG’s em Portugal invejam a posição, pelo que a dado momento deixei de olhar para o GPSr e segui pela linha altaneira da montanha, com o olhar sempre fisgado num horizonte de mar que parece não ter fim. Ao chegar ao VG, e como já ia, pelas condições, com bastante desgaste, fui de imediato à procura de uma sombra e estive a descansar durante alguns cinco minutos. Fiz-me depois em busca do contentor e o mesmo apareceu quase de imediato. Ainda ganhei algum tempo a ler os registos que quem já lá havia ido, mormente os primeiros visitantes.

Depois do registo, ainda estive por ali mais algum tempo a aproveitar alguma sombra e continuei então o meu périplo por um risco de emoções no topo de uma arriba fantástica. Esta cache saltou de supetão para as melhores descobertas que este passatempo já me proporcionou. O percurso é verdadeiramente fantástico. Poderá discutir-se o interesse, as vantagens e desvantagens de ter outras caches pelo caminho mas, na verdade, não tem nada que enganar, foi esta que abriu o caminho e por certo continuará inexpugnável, pelos tempos, no seu lugar privilegiado. Mantém-se ainda no topo das preferências em experiências GreenShades. Muito obrigado pelo legado, pela cache e pela partilha!

DSC_0406Uploaded by Geopt Geocaching Tools -> http://gctools.geopt.org

Additional Images Additional Images

DSC_0406 log image DSC_0406

DSC_0409 log image DSC_0409

DSC_0412 log image DSC_0412

DSC_0432 log image DSC_0432

DSC_0446 log image DSC_0446

DSC_0449 log image DSC_0449

DSC_0452 log image DSC_0452

DSC_0456 log image DSC_0456

DSC_0466 log image DSC_0466

DSC_0474 log image DSC_0474

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us