Skip to Content

View Geocache Log

Found it afelizardo found Aqueduto da Ribeira de Santa Catarina

Sunday, August 11, 2013Santarém, Portugal

Como tinha escrito na writh note anterior este é um local conhecido, mas que à mais de 20 anos que aqui não passava, e curiosamente passei lá poucos dias antes de a cache sair, o mais certo era já lá estar.
Só que isto fez-me recuar uns bons anos no tempo, e afinal depois de abrir o baú das memorias vi que não eram 20, mas sim bem mais.
Conheci este local devia ter uns 12/13 anos, e este passou a ser era um dos locais favoritos de brincadeiras. Nessa altura não existiam Play Stations, nem inter net, e até a televisão se limitava a dois canais a preto e branco. Desenhos animados, bem davam, uns dos países de Leste apresentados pelo Vasco Granja, mas que para os miúdos daquela idade o interesse era pouco ou nenhum já que não compreendíamos as mensagens politicas que os mesmos muitas vezes tinham escondidas.
Assim era muito natural passar-se a maior parte do tempo em brincadeiras ao ar livre do que fechados em casa como a grande maioria dos miúdos de hoje em dia.
Esses factos devem ter tido alguma influencia até aos dias de hoje, já que contrariando a maioria das pessoas, prefiro uma tarde no meio do mato, a cheirar as plantas e a ouvir os pássaros, do que fechado num centro comercial onde apenas se pode cheirar a comida de plástico e ouvir a musica ambiente, por norma de gosto duvidoso.
Nessa altura este local era bem diferente.
Não existia por aqui a barragem, e a ribeira corria livre no curso, bem diferente do atual.
Não tinha qualquer vestígio de poluição, e o seu caudal era bem maior.
Eu e os outros da minha idade conhecíamos de cor todos os pegos quer para montante quer para jusante, onde aproveitava-mos para pescar e tomar banho no verão.
Um dos locais favoritos era mesmo este onde se encontra a cache, porque tem uma pequena queda de água que dificultava o arribar das Bogas, ficando na pequena lagoa à merce dos pescadores. Antes da barragem e mais tarde das obras da piscina e do futuro restaurante, existia aqui uma grande barreira, na margem esquerda, praticamente na vertical, que deveria ter uns bons 15 metros de altura.
A meio dessa barreia existia um estreito carreiro, por onde os mais afoutos passavam para o aqueduto. Essa barreira era de terra, tipo saibro, onde varias vezes com a ajuda de pau afiado ou uma pedra com bico escrevia-mos o nosso nome. Claro que passados poucos dias alguém apagava e escrevia o seu, pelo que lá tinha-mos de voltar a repetir tudo.
Muitas vezes ali escrevi o meu nome.
Mais no topo dessa barreira existia uma colonia de abelharucos que assistiam tranquilamente a tudo isto, sabendo que ali não lhe chegávamos aos ninhos, outra das brincadeiras favoritas da altura.

No inverno, com a subida das aguas, era impossível atravessar por dentro do aqueduto, mas atravessando a linha ( mais acima existia uma passagem de nível ), era possível chegar até ao local onde está a cache. Era também por aqui íamos mais para baixo, onde esta ribeira se encontra com a ribeira da Atalaia, outro bom local de pescarias. Ou ainda mais para baixo até ao açude http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?wp=GC26Z02, onde um pescador muito conhecido nessa altura no Entroncamento, não só por ser de raça negra , mas também por ter sido o dono do primeiro super mercado existente na então vila do Entroncamento.
Continua .....

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page